Carro quebra, mas Lucas di Grassi pede para voltar pelo público

f1 lucas de grassi gp brasil 2010Certamente Lucas Di Grassi nunca esquecerá seu fim de semana de estreia no autódromo de Interlagos. O piloto da Virgin fez o seu primeiro Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 neste domingo (7), em São Paulo, e ficou encantado com a atmosfera vista na pista paulistana. A festa da torcida brasileira apagou, em parte, sua decepção pelos problemas enfrentados logo no início da corrida com a quebra da suspensão traseira do carro da Virgin Racing. Já dentro do box, Lucas chegou a sair do carro, mas pediu para a equipe tentar consertar o defeito e voltou para a corrida: “Em termos de resultado, não havia nada a fazer. Mas eu achei que valia a pena voltar, nem que fosse por algumas voltas. Foi mais uma forma de retribuir todo o carinho do público que recebi aqui, todos estes dias tanta gente me parou, falou comigo, me incentivou. E também quis mostrar que brasileiro realmente não desiste nunca”, contou o piloto.

“Eu realmente curti o clima em Interlagos, o público consegue realmente mexer com você. É verdade o que dizem, e eu, como estreante, ainda não tinha experimentado. Os torcedores brasileiros são incríveis, é uma atmosfera totalmente diferente do restante do calendário, especialmente para os pilotos”, afirmou Lucas, que largou da 21ª colocação. Os contratempos no carro foram sentidos desde o início da prova. Mas ainda nos estágios iniciais, como o piloto tinha entrado com a estratégia de fazer apenas uma parada nos boxes, a perspectiva era boa, em termos de briga pela melhor colocação entre os times novatos.

Entretanto, o problema na suspensão traseira do carro de Lucas se agravou. O carro perdeu muito em desempenho, obrigando o piloto a fazer uma parada não planejada. “Infelizmente, a corrida não aconteceu como prevíamos. Nós tivemos um problema mecânico desde o começo da prova, que foi piorando, e aí virou passeio. Tive de parar porque estava ficando cada vez mais difícil de pilotar o carro. Mas depois resolvi voltar e pedi para darem um jeito, desde que não prejudicasse o carro”, declarou.

De volta à pista, já não havia mais chances de brigar por um bom resultado. Di Grassi terminou na 23ª posição em Interlagos. “Chegamos à conclusão de que o problema poderia ser solucionado, o que nós fizemos, mas, depois disso, a minha corrida tinha terminado. Tudo o que eu poderia fazer era levar o carro até o fim”, comentou.

Os problemas também foram lamentados pelo chefe de equipe da Virgin, John Booth: “O problema na suspensão traseira custou muito tempo, o que foi decepcionante para ele, que corria em casa”.

Após a tarde inesquecível no Brasil, não haverá tempo para descanso. Lucas já se prepara para a última etapa do Campeonato Mundial de Fórmula 1, que será disputada em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, no próximo domingo (14). O piloto deve seguir viagem na noite desta segunda-feira. A expectativa é de fechar o ano de forma honrosa. “Espero ter uma prova melhor em Abu Dhabi. Vamos trabalhar duro para garantir que nós terminemos bem a temporada”, concluiu.

EB – www.autoracing.com.br


Tags
, ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.