Jump to content
Forum Autoracing

Recommended Posts

Por isso que eu estou perdendo todo o tesão de assistir F1.

 

Nas antigas havia uma guerra de vácuo insana, o que possibilitava ultrapassagens; nesses carros de hoje o que existe é um turbilhonamento do ar atrás do carro que tira totalmente a possibilidade de o vácuo acontecer. Daí não existem mais aquelas ultrapassagens legais nos finais de reta, com o piloto calculando mentalmente a área de vácuo e o momento certo de colocar de lado pra passar (ou alguém acha que aquelas ultrapassagens Senna X Piquet no GP da Hungria foram só obra de potência de motor?).

 

Isso somado ao engessamento que a FIA impinge aos projetos faz com que a F1 atual, pra mim, mais se pareça com um féretro. Daí aparece um porra-louca como o Vestappinho e faz o que fez no Brasil e todo mundo o chama de gênio.

 

Pilotos bons que não podem fazer muito porque ficou tudo muito nivelado (por baixo, diga-se). Triste isso.

 

Não assisti ao GP da Austrália ao vivo (baita gripe...) e também não assisti ao VT da manhã. Pelo visto não perdi nada...

 

Pois é, Ernesto.

 

É dessas guerras de vácuo que você citou que eu mais sinto saudade... :positivo1:

 

Uma pena o descaso dos dirigentes da F-1, em nunca ligarem para isto.

 

O Bernie estava pouco se fodendo, e o Todt menos ainda.

 

E mais foda ainda, ver um espectador de F-1 vir aqui e dizer que está tudo muito bom do jeito que está... :se_mata:

Link to post
Share on other sites
Por isso que eu estou perdendo todo o tesão de assistir F1.

 

Nas antigas havia uma guerra de vácuo insana, o que possibilitava ultrapassagens; nesses carros de hoje o que existe é um turbilhonamento do ar atrás do carro que tira totalmente a possibilidade de o vácuo acontecer. Daí não existem mais aquelas ultrapassagens legais nos finais de reta, com o piloto calculando mentalmente a área de vácuo e o momento certo de colocar de lado pra passar (ou alguém acha que aquelas ultrapassagens Senna X Piquet no GP da Hungria foram só obra de potência de motor?).

 

Isso somado ao engessamento que a FIA impinge aos projetos faz com que a F1 atual, pra mim, mais se pareça com um féretro. Daí aparece um porra-louca como o Vestappinho e faz o que fez no Brasil e todo mundo o chama de gênio.

 

Pilotos bons que não podem fazer muito porque ficou tudo muito nivelado (por baixo, diga-se). Triste isso.

 

Não assisti ao GP da Austrália ao vivo (baita gripe...) e também não assisti ao VT da manhã. Pelo visto não perdi nada...

Falou tudo que eu gostaria de ter dito amigo Ernesto. O vácuo sempre foi um ingrediente fundamental em qualquer corrida de carro. Voce aproveitava que o carro a sua frente empurra a parede de ar e se posicionava atras e ia ganhando velocidade . Uma freada um pouco mais tarde, dividia a curva e quem puder mais chora menos. Piloto só arrisca se confia e como o cara vai confiar se sente o carro instável? Isso é o básico e parece que a FIA sempre finge que esquece na hora de tocar neste assunto. O que me estressa é a jegaiada chamando os pilotos de covardes

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
Falou tudo que eu gostaria de ter dito amigo Ernesto. O vácuo sempre foi um ingrediente fundamental em qualquer corrida de carro. Voce aproveitava que o carro a sua frente empurra a parede de ar e se posicionava atras e ia ganhando velocidade . Uma freada um pouco mais tarde, dividia a curva e quem puder mais chora menos. Piloto só arrisca se confia e como o cara vai confia se sente o carro instável? Isso é o básico e parece que a FIA sempre finge que esquece na hora de tocar neste assunto. O que me estressa é a jegaiada chamando os pilotos de covardes

Percebo que muitos não sabem o que é usar o vácuo. Talvez tenham visto no Youtube. E olhe lá!

Legal também era o carro da frente tentando fugir de quem queria usar o vácuo. Bons tempos!

Link to post
Share on other sites
Percebo que muitos não sabem o que é usar o vácuo. Talvez tenham visto no Youtube. E olhe lá!

Legal também era o carro da frente tentando fugir de quem queria usar o vácuo. Bons tempos!

 

Faz anos que o vácuo não existe na F-1, infelizmente.

 

Os caras dão um jeito de "sujar" o ar de propósito!

 

Para F-1 voltar a ter alguma competitividade, bastava criar uma asa traseira padrão! A Indy já fez muito disso e criou pegar alucinantes desde a década de 90!

 

Entrega o projeto da asa no final do ano, e no ano seguinte os engenheiro se viram e fazer o carro em torno dela.

 

Fora que iria economizar uma BAGATELA, pois as asas dos carros são absurdamente caras!

Link to post
Share on other sites
Faz anos que o vácuo não existe na F-1, infelizmente.

 

Os caras dão um jeito de "sujar" o ar de propósito!

 

Para F-1 voltar a ter alguma competitividade, bastava criar uma asa traseira padrão! A Indy já fez muito disso e criou pegar alucinantes desde a década de 90!

 

Entrega o projeto da asa no final do ano, e no ano seguinte os engenheiro se viram e fazer o carro em torno dela.

 

Fora que iria economizar uma BAGATELA, pois as asas dos carros são absurdamente caras!

 

Mas para isso os carros não podem ser tão dependentes dessas asas dianteiras ridículas.

Link to post
Share on other sites
Mas para isso os carros não podem ser tão dependentes dessas asas dianteiras ridículas.

Excesso de tecnologia... :down:

 

O espírito do esporte, assim, vai morrendo... A mecânica simples e eficiente, volante com cara de volante (os de hoje parecem joypads...), a astúcia combinada com perícia dos pilotos, pouca comunicação pits/piloto, freadas e curvas divididas lado a lado, derrapagens controladas nas curvas (saudade do Peterson na Curva do Sol do antigo "templo") e por aí vai...

 

Quem acompanha, como eu, a F1 desde o começo da década de 70 (comecei em 1971, não tinha nem transmissão por rádio AM, que começou em 1972) sente falta desses ingredientes simples, básicos, mas que faziam a F1 ser um esporte gostoso de acompanhar.

 

Não sou contra a evolução; sou contra a dependência desenfreada de fatores externos. Melhor exemplo disso é aquela ideia absurda de criar carros sem pilotos na F-E. Piloto pra quê? :wallbash:

  • Like 2
Link to post
Share on other sites
Pois é, Ernesto.

 

É dessas guerras de vácuo que você citou que eu mais sinto saudade... :positivo1:

 

Uma pena o descaso dos dirigentes da F-1, em nunca ligarem para isto.

 

O Bernie estava pouco se fodendo, e o Todt menos ainda.

 

E mais foda ainda, ver um espectador de F-1 vir aqui e dizer que está tudo muito bom do jeito que está... :se_mata:

Bom eu não disse que esta bom, disse que gostei da corrida . Agora é um porre também o festival de reclamações das pessoas iludidas , por que entendem do regulamento, sabem que sem uma solução para a turbulência a ultrapassagem se torna difícil,sabem que o circuito não ajuda a ultrapassagem mesmo assim acreditam em Coelho da Pascoa, achando que os dois carros na volta final vão disputar a vitoria como em um filme, com um final apoteótico.

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
Bom eu não disse que esta bom, disse que gostei da corrida . Agora é um porre também o festival de reclamações das pessoas iludidas , por que entendem do regulamento, sabem que sem uma solução para a turbulência a ultrapassagem se torna difícil,sabem que o circuito não ajuda a ultrapassagem mesmo assim acreditam em Coelho da Pascoa, achando que os dois carros na volta final vão disputar a vitoria como em um filme, com um final apoteótico.

 

 

 

Pra falar a verdade, eu nem tinha prestado atenção em opinião tua... :rolleyes:

Link to post
Share on other sites

 

2 exemplos basicos de como dava pra andar grudado antigamente. olhem a simplicidade das asas dianteiras.

e olhem como os carros tinham identidade. pra mim eh isso que falta na F-1 atual. sem saudosismo. os carros eram lindos. andavam grudados na curva. era melhor. :zamigos:

  • Like 1
Link to post
Share on other sites

 

2 exemplos basicos de como dava pra andar grudado antigamente. olhem a simplicidade das asas dianteiras.

Quem já viu sabe. Nem precisava procurar exemplos.

E foi o que falei na 2ª feira, não me importa se o carro da frente segura o outro 30 voltas ou nenhuma. Quero que eles possam disputar cada curva, cada freada. Mas parece que estou pedindo demais.

Link to post
Share on other sites
Quem já viu sabe. Nem precisava procurar exemplos.

E foi o que falei na 2ª feira, não me importa se o carro da frente segura o outro 30 voltas ou nenhuma. Quero que eles possam disputar cada curva, cada freada. Mas parece que estou pedindo demais.

Pois é. Estas belas disputas fazem falta. :piloto: :piloto:

Link to post
Share on other sites

Antonio Giovinazzi segue como titular na Sauber substituindo Pascal Wehrlein que está lesionado. Confirmado na China e, provavelmente, no Bahrein também, podendo voltar somente na Rússia.

Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...




×
×
  • Create New...