Jump to content
Forum Autoracing
Dox

PSDB está acabando com a nossa cultura

Recommended Posts

alías, o governo tem culpa sim, por querer que os estudantes estudem em univerisades

 

deviam deixar todos analfabetos, dae não precisaria abrir FIES ou outras ajudas para a educação, como era feito antigamente... :yes:

Link to post
Share on other sites

Hoje é dia 5 e minha mulher já gastou todo o dinheiro do mês, no shopping.

 

Agora falta dinheiro pra comida e pras contas.

 

Ela me disse que se baseou no orçamento do ano passado. Ela não avaliou que a despesa aumentaria.

 

Ela também não topa cortar o salão de beleza, a maquiagem e a balada.

 

Mas diz que a culpa é minha, estou comendo mais que o previsto.

:risada1: :risada1: :risada1:

Link to post
Share on other sites
... Mas diz que a culpa é minha, estou comendo mais que o previsto.

:risada1: :risada1: :risada1:

 

:shock:

 

Mulher é tudo igual, a minha me diz a mesma coisa! :risada:

 

Ai eu lembrei a ela que estamos no outono e as temperaturas começaram a diminuir (aos menos em São Paulo) e no frio a gente come mais mesmo é natural, o corpo precisa de mais calorias para se manter a 36,5ºC :risadinha:

Link to post
Share on other sites
:shock:

 

Mulher é tudo igual, a minha me diz a mesma coisa! :risada:

 

Ai eu lembrei a ela que estamos no outono e as temperaturas começaram a diminuir (aos menos em São Paulo) e no frio a gente come mais mesmo é natural, o corpo precisa de mais calorias para se manter a 36,5ºC :risadinha:

Não verdade eu fiz uma analogia entre as desculpas da falta de dinheiro pro FIES e uma casa mal administrada.

Link to post
Share on other sites
É proibido colocar textos do blog / site que vc colocou aqui, inclusive está na lista negra de links que o Forum não aceita, algo que vc já sabe.

 

Na próxima é ban.

 

Adauto

 

 

Ué ... mas não era sobre automobilismo :confuso:

 

E gostaria de saber como consultar essa lista.

Link to post
Share on other sites
Ao proibir contratação de concursados, Alckmin ataca os serviços públicos


O Governo do Estado de São Paulo é uma fonte inesgotável de más notícias para a população que utiliza os serviços públicos e para o funcionalismo estadual.


Alegando efeitos da crise econômica, o Governador Geraldo Alckmin publicou no dia 3 de setembro o Decreto 61466/2015, que proíbe a contratação de profissionais aprovados em concursos públicos. São quase 90 mil vagas em diversas áreas do Estado que podem deixar de ser preenchidas, prejudicando os serviços públicos e os próprios concursados. Vamos lutar contra essa medida, inclusive pela via judicial, pois a educação necessita de professores com estabilidade para que o trabalho nas escolas tenha continuidade e qualidade, em benefício dos estudantes.


A realização de concursos públicos é uma luta histórica da APEOESP e dos professores. Temos imenso orgulho de termos feito em 2013 uma greve cujo ponto central foi a conquista do maior concurso da história da rede estadual de ensino, com 59 mil vagas para Professor de Educação Básica II. O Governo não pode, simplesmente, jogar fora essa nossa conquista e quebrar a expectativa dos professores depois de ter prometido que a terceira chamada ocorreria no segundo semestre deste ano. Há também quase 6 mil professores PEB I que já escolheram suas escolas, realizaram exames e aguardam a posse, prometida para o final do ano. Não se pode brincar assim com a vida das pessoas.


O Governo diz que se preocupa com a qualidade do ensino e com os direitos dos estudantes, mas age de forma contrária. Hoje, 40% dos professores da rede estadual de ensino não são efetivos, entre professores da “categoria F” e da “categoria O”. Eram 45% há um ano atrás, mas com luta e mobilização conseguimos esta redução. E vamos continuar lutando, pois o ideal é que não existam mais de 10% de professores temporários. No momento os professores da “categoria O” são 18% do total.


O Governo não cumpriu nenhum dos compromissos assumidos ao longo da greve dos professores estaduais, que durou 92 dias. Um deles é encaminhar à Assembleia Legislativa os projetos de lei que alteram a forma de contratação dos professores temporários e garantem atendimento médico pelo IAMSPE para todos. Combinado com a realização de concursos públicos, é a forma de adequar a situação da rede às necessidades de qualidade e respeito aos direitos dos professores. O decreto do Governador é um retrocesso inaceitável.


O Governo também não anunciou reajuste salarial, como prometera, e não está garantindo a reposição de aulas para todos, um direito de professores e estudantes.


Tomamos conhecimento, também, de uma minuta de projeto de lei para extinguir o direito a licença-prêmio dos servidores estaduais, que já existe há 47 anos!


Tendo feito de forma ilegal o desconto dos dias parados durante a greve, o Governo Estadual foi obrigado a fazer o estorno desses salários, por força de liminar concedida pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP), confirmada pelo Presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ministro Ricardo Lewandowski. Uma excepcional vitória da APEOESP e dos professores que confirma que temos, sim, o direito de fazer greve por salários, melhores condições de trabalho e melhorias na educação pública.


Na proposta de Plano Estadual de Educação que tramita na Assembleia Legislativa o Governo, alterando a proposta original do Fórum Estadual de Educação, condiciona todas as metas e estratégias para os próximos dez anos à Lei de Responsabilidade Fiscal e a disponibilidades orçamentárias. Essas medidas contrariam o Plano Nacional de Educação, justamente porque os planos devem impulsionar os governos a buscarem soluções e não se manterem acomodados aos limites atuais.

Assim, adquire ainda mais importância nossa assembleia estadual no dia 25 de setembro, às 14 horas na Praça da República. Os professores atenderão ao chamado da APEOESP para lutarem por seus direitos.


Nesta Semana da Pátria, chamamos toda a população a participar do plebiscito que realizamos em escolas, praças e avenidas de todo o estado sobre fechamento de salas de aula e quanto a um obscuro “novo modelo” de ensino médio que vem sendo elaborado pelo Governo Estadual.


Contra os ataques do Governo Estadual, vamos debater nas escolas e voltar às ruas!


Maria Izabel Azevedo Noronha é presidenta da Apeoesp

Link to post
Share on other sites

Dox, não é por nada não, mas com a merda que o PT fez com o país, você quer discutir as atitudes de Geraldo Alckmin?

 

Vamos justificar a atitude do governador então, você quer que o Estado de São Paulo se endivide ainda mais?

 

Já não basta o governo federal devolver apenas 17% do total de impostos arrecadados em São Paulo e com essa miséria o governador ter que fazer a máquina funcionar?

 

Doa 83% do seu salário para a causa petista e veja o que você consegue fazer para sustentar a sua casa!

 

E já que é para radicalizar, eu proponho a separação de São Paulo do resto do país, garanto que quando isso ocorrer vai ser possível dar 150% de aumento para todo o professorado paulista, recuperar a TV Cultura e teremos um PIB per capita maior que o da Alemanha e tenho dito!

  • Like 1
Link to post
Share on other sites

Ler texto de sindicalista dói... "... A educação precisa de professores com estabilidade para que o trabalho nas escolas tenha continuidade e qualidade....". Os professores particulares não tem estabilidade, logo... o ensino particular é um lixo... #SQN

Li estes dias um do tal Emanuel Cancela, dos petroleiros. Dá nojo a argumentação...

 

Neste momento, governo nenhum vai contratar. O Federal só criou cargos de confianças vinculados às muitas pastas com status de ministérios. Alguns tinham mais funcionários que local físico para acomodá-los.

A LRF vai ser o principal argumento. Mas se nem empresas estão contratando, porque a administração pública o faria?

Link to post
Share on other sites
Dox, não é por nada não, mas com a merda que o PT fez com o país, você quer discutir as atitudes de Geraldo Alckmin?

 

Vamos justificar a atitude do governador então, você quer que o Estado de São Paulo se endivide ainda mais?

 

Já não basta o governo federal devolver apenas 17% do total de impostos arrecadados em São Paulo e com essa miséria o governador ter que fazer a máquina funcionar?

 

Doa 83% do seu salário para a causa petista e veja o que você consegue fazer para sustentar a sua casa!

 

E já que é para radicalizar, eu proponho a separação de São Paulo do resto do país, garanto que quando isso ocorrer vai ser possível dar 150% de aumento para todo o professorado paulista, recuperar a TV Cultura e teremos um PIB per capita maior que o da Alemanha e tenho dito!

 

Querido, estamos falando de Educação, a alma de um futuro melhor.

 

Esta pasta está forrada de exemplos para comprovar a política desse governo, e dos anteriores.

 

E nada justifica, porque a economia já esteve muuuuuito pior, sem que houvesse nada parecido em termos de contenção de despesas nesse setor, embora isso venha ocorrendo gradativamente.

 

Realmente você trata política como torcida ... aí não tem nem o que discutir.

Link to post
Share on other sites
Ler texto de sindicalista dói... "... A educação precisa de professores com estabilidade para que o trabalho nas escolas tenha continuidade e qualidade....". Os professores particulares não tem estabilidade, logo... o ensino particular é um lixo... #SQN

Li estes dias um do tal Emanuel Cancela, dos petroleiros. Dá nojo a argumentação...

 

Neste momento, governo nenhum vai contratar. O Federal só criou cargos de confianças vinculados às muitas pastas com status de ministérios. Alguns tinham mais funcionários que local físico para acomodá-los.

A LRF vai ser o principal argumento. Mas se nem empresas estão contratando, porque a administração pública o faria?

 

Você prefere texto da Veja, Época, Folha ... :woot:

 

E o teu SQN foi meio que infeliz.

 

Por que a Administração Pública fez concurso para não contratar? é que deveria ser a pergunta.

 

A resposta é porque há falta de professores, e as salas de aula estão com capacidade acima do limite.

 

Como já disse na mensagem anterior, Educação é o motor do país.

 

Mas um partido que serve a interesses que não são os nossos só pode agir dessa forma explícita.

Link to post
Share on other sites
E já que é para radicalizar, eu proponho a separação de São Paulo do resto do país, garanto que quando isso ocorrer vai ser possível dar 150% de aumento para todo o professorado paulista, recuperar a TV Cultura e teremos um PIB per capita maior que o da Alemanha e tenho dito!

Caramba, a Revolução Constitucionalista acabou ontem e eu não tô sabendo?

Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...


×
×
  • Create New...