Jump to content
Forum Autoracing

Recommended Posts

Massa x Rubinho:

 

Rubinho: piloto rápido, técnico, bom de chuva, bom acertador e desenvolvedor de carros, mas ele nunca soube tirar 100% da pilotagem, como tiravam Fittipaldi, Piquet e Senna. Ele é aquele piloto que tira 98% do carro, por isso ele foi um BOM PILOTO.

 

Massa: piloto rápido, arrojado, mas não muito técnico e razoável na chuva. Ele teve dificuldades com vários carros que pilotou, mas se tiver um carro no estilo de pilotar, ele dá trabalho a qualquer piloto do grid. Ele também foi um BOM PILOTO.

 

Fittipaldi falou mais ou menos isso: " A diferença entre um grande campeão e um bom piloto é muito pequena, mas esse detalhe faz toda a diferença no final do campeonato."

 

Eu concordo com ele.

:positivo: :positivo:

 

PP

 

Hmmm... O Massa tirava quantos porcento do carro? :) (Achei curioso só)

Link to post
Share on other sites
Massa x Rubinho:

 

Rubinho: piloto rápido, técnico, bom de chuva, bom acertador e desenvolvedor de carros, mas ele nunca soube tirar 100% da pilotagem, como tiravam Fittipaldi, Piquet e Senna. Ele é aquele piloto que tira 98% do carro, por isso ele foi um BOM PILOTO.

 

Massa: piloto rápido, arrojado, mas não muito técnico e razoável na chuva. Ele teve dificuldades com vários carros que pilotou, mas se tiver um carro no estilo de pilotar, ele dá trabalho a qualquer piloto do grid. Ele também foi um BOM PILOTO.

 

Fittipaldi falou mais ou menos isso: " A diferença entre um grande campeão e um bom piloto é muito pequena, mas esse detalhe faz toda a diferença no final do campeonato."

 

Eu concordo com ele.

:positivo: :positivo:

 

PP

Acho sinceramente que Glorificam de forma exagerada os campeões. Não concordo que Emerson Senna e Piquet tiraram 100 por cento do carro 100 por cento do tempo. Em 73 isso fica claro para Emerson , 86 fica claro para Piquet e talvez o ano de 89 fica claro para Senna..

Não acho que haja uma receita infalível para ser campeão. Os anos Schumacher , a era Vettel e se continuar a era Hamilton acabaram banalizando a coisa, mas não há de fato uma receita para ser campeão e nenhum piloto consegue dar 100 por cento todo o tempo.

 

Vários fatores influenciam nisso. Rubens e Felipe não eram para ser campeões assim como era para um cara como Chris Amon não vencer um unico Gp oficial de F1 apesar de ser considerado um dos melhores de sua geração.

F1 apesar de toda a tecnologia passa longe de ser uma ciência exata. Alonso apesar de ser um dos melhores da historia da F1 tem apenas dois campeonatos .É um fato concreto que ele ajudou a tornar isso possível mas...

Acho que condições de ser campeões os dois tinham. Há gente menos talentosa que os dois que chegou lá.

Rubens poderia ter sido campeão se não ficasse marcando passo na Jordan,

O caso de Felipe é ainda mais estarrecedor . Sempre tentam culpar o cara pela perda do campeonato, mas fica claro que sua equipe errou mais do que ele e durante o ano e varias chances de conquistar o pontinho foram perdidas .

 

Não concordo com a metodologia empregada para avaliar a carreira dos dois não. As vezes vejo critérios subjetivos e até uma certa pinimba com os caras pelo fato de não chegarem perto do que foi Ayrton.

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
Acho sinceramente que Glorificam de forma exagerada os campeões. Não concordo que Emerson Senna e Piquet tiraram 100 por cento do carro 100 por cento do tempo. Em 73 isso fica claro para Emerson , 86 fica claro para Piquet e talvez o ano de 89 fica claro para Senna.. Não acho que haja uma receita infalivel para ser campeão. Os anos Schumacher , a era Vettel e se continuar a era Hamilton acabaram banalizando a coisa, mas não há de fato uma receita para ser campeão e nemhum piloto consegue dar 100 por cento todo o tempo. Vários fatores influenciam nisso.

 

Schumacher era um monstro em tirar 100% do carro.

 

Senna em 1989 tentou tirar 110% do carro e quebrou pra caramba. Prost ficou despacito tirando 90% do carro, andando em segundo, e foi campeão.

  • Like 2
Link to post
Share on other sites

Concordo bastante com os 2 colegas acima. Corrida não é "apenasmente" saber quem é o mais rápido, mas quem vai chegar na frente ao final de X voltas. Caso aí do Despacito que o Knox citou. Pelo jeito eu não era o único que via isto na época.

  • Like 2
Link to post
Share on other sites
Schumacher era um monstro em tirar 100% do carro.

 

Senna em 1989 tentou tirar 110% do carro e quebrou pra caramba. Prost ficou despacito tirando 90% do carro, andando em segundo, e foi campeão.

 

Lauda em 84= Piquet em 87= Prost em 89. :positivo: :positivo:

 

Ficavam na "espera", correndo de forma conservadora, até as vitórias caírem no colo. E deu certo nos 3 casos.

 

Acho sinceramente que Glorificam de forma exagerada os campeões. Não concordo que Emerson Senna e Piquet tiraram 100 por cento do carro 100 por cento do tempo. Em 73 isso fica claro para Emerson , 86 fica claro para Piquet e talvez o ano de 89 fica claro para Senna..

Não acho que haja uma receita infalível para ser campeão. Os anos Schumacher , a era Vettel e se continuar a era Hamilton acabaram banalizando a coisa, mas não há de fato uma receita para ser campeão e nenhum piloto consegue dar 100 por cento todo o tempo.

 

Vários fatores influenciam nisso. Rubens e Felipe não eram para ser campeões assim como era para um cara como Chris Amon não vencer um unico Gp oficial de F1 apesar de ser considerado um dos melhores de sua geração.

F1 apesar de toda a tecnologia passa longe de ser uma ciência exata. Alonso apesar de ser um dos melhores da historia da F1 tem apenas dois campeonatos .É um fato concreto que ele ajudou a tornar isso possível mas...

Acho que condições de ser campeões os dois tinham. Há gente menos talentosa que os dois que chegou lá.

Rubens poderia ter sido campeão se não ficasse marcando passo na Jordan,

O caso de Felipe é ainda mais estarrecedor . Sempre tentam culpar o cara pela perda do campeonato, mas fica claro que sua equipe errou mais do que ele e durante o ano e varias chances de conquistar o pontinho foram perdidas .

 

Não concordo com a metodologia empregada para avaliar a carreira dos dois não. As vezes vejo critérios subjetivos e até uma certa pinimba com os caras pelo fato de não chegarem perto do que foi Ayrton.

Deixa eu me explicar....

 

Existiram épocas diferentes da F1.

 

Na ERA Piquet-Prost-Mansell-Senna o piloto tinha que poupar o carro tirando 100%. Isso não quer dizer que o piloto saísse que nem uma VACA BRAVA andando no fio da navalha a corrida toda, isso não existia naquela época. E nisso (saber andar rápido e poupar equipamento) os grandes pilotos sabem fazer como ninguém. Na ERA Schumacher, sim (concordo!), o piloto tinha que andar no fio da navalha a corrida toda, pois havia o reabastecimento e a permissão de uso de PNEUS e MOTORES ILIMITADO. A F1 atual se parece mais com a ERA Piquet-Prost-Senna.

 

O que me faz dizer categoricamente que Massa e Rubinho foram bons pilotos é a quantidade de carros vencedores que eles tiveram em mãos e não foram campeões:

 

Rubinho 2000, 2001, 2002, 2003, 2004 e 2009 (nesse ano em diante minha "ficha" sobre o Rubinho caiu).

 

Massa 2006, 2007 e 2008.

 

Compara agora com os carros campeões que Fittipaldi, Piquet e Senna tiveram e quantos títulos eles ganharam, e me diga se eu não tenho razão....

 

Hmmm... O Massa tirava quantos porcento do carro? :) (Achei curioso só)

Lógico que esses percentuais são especulações da minha cabeça. Não tenho como comprovar isso. :positivo: :positivo:

 

Rubinho tirava 98% do carro, mesmo com um carro campeão. Em 2003, RB quase deu pau no Schumacher por que ele conseguiu um PNEU melhor para si, e recomendou um PNEU pior para o Schumacher, pelo menos é o que ele deixa entender nas entrevistas sobre esse assunto. Gostaria muito que ele contasse isso no SEU LIVRO SOBRE A F1....

 

Já se o Massa tivesse um carro no seu estilo de pilotar (traseiro) ele tirava quase 100% do carro. Já se o carro fosse dianteiro ele tirava bem menos que 100%.

 

PP

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
Lauda em 84= Piquet em 87= Prost em 89. :positivo: :positivo:

 

Ficavam na "espera", correndo de forma conservadora, até as vitórias caírem no colo. E deu certo nos 3 casos.

 

Deixa eu me explicar....

 

Existiram épocas diferentes da F1.

 

Na ERA Piquet-Prost-Mansell-Senna o piloto tinha que poupar o carro tirando 100%. Isso não quer dizer que o piloto saísse que nem uma VACA BRAVA andando no fio da navalha a corrida toda, isso não existia naquela época. E nisso (saber andar rápido e poupar equipamento) os grandes pilotos sabem fazer como ninguém. Na ERA Schumacher, sim (concordo!), o piloto tinha que andar no fio da navalha a corrida toda, pois havia o reabastecimento e a permissão de uso de PNEUS e MOTORES ILIMITADO. A F1 atual se parece mais com a ERA Piquet-Prost-Senna.

 

O que me faz dizer categoricamente que Massa e Rubinho foram bons pilotos é a quantidade de carros vencedores que eles tiveram em mãos e não foram campeões:

 

Rubinho 2000, 2001, 2002, 2003, 2004 e 2009 (nesse ano em diante minha "ficha" sobre o Rubinho caiu).

 

Massa 2006, 2007 e 2008.

 

Compara agora com os carros campeões que Fittipaldi, Piquet e Senna tiveram e quantos títulos eles ganharam, e me diga se eu não tenho razão....

 

Lógico que esses percentuais são especulações da minha cabeça. Não tenho como comprovar isso. :positivo: :positivo:

 

Rubinho tirava 98% do carro, mesmo com um carro campeão. Em 2003, RB quase deu pau no Schumacher por que ele conseguiu um PNEU melhor para si, e recomendou um PNEU pior para o Schumacher, pelo menos é o que ele deixa entender nas entrevistas sobre esse assunto. Gostaria muito que ele contasse isso no SEU LIVRO SOBRE A F1....

 

Já se o Massa tivesse um carro no seu estilo de pilotar (traseiro) ele tirava quase 100% do carro. Já se o carro fosse dianteiro ele tirava bem menos que 100%.

 

PP

Continuo discordando até por que falamos de Ferrari no caso de Rubens e Massa. Não adianta nos enganarmos e achar que haveriam condições iguais a dois pilotos quando um top driver é contratado. Não foi assim.

 

Em 2006 Felipe era um novato e com Schumacher na equipe jamais teria prioridade em disputar campeonato. Não acho um terceiro lugar em um campeonato de estreia ruim não. Felipe não foi a aposta para 2007 senão não haveria a necessidade de contratar KIMI.

 

Em 2007 tambem não vejo como um mal campeonato.A Ferrari teve chance mais pela luta fratricida entre Alonso e Hamilton do que por esforço proprio. Não demitiria meu piloto por ele estar em sua segunda temporada e perder o campeonato por 15 pontos em relação ao seu companheiro de equipe.

Em 2008 sempre culpam Felipe por rodar na Inglaterra. Agora o que me dizem do pitstop de Monaco e das quebras de motor .? Foi ruim o desfecho do campeonato? O cara tá na historia da F1 por causa daquela decisão. Perdeu lutando.

 

As pessoas falam sobre as temporadas depois em que o carro não se adapta as características de Felipe mas se esquecem que é quase impossível voce fazer um cara que aprecie um carro traseiro mudar seu estilo para um carro que tenha característica dianteira. É instinto. Num carro traseiro seu primeiro pensamento é resolver no volante. No dianteiro voce tira o pé antes .

 

Com relação a Rubens na Brawn é a mesma coisa . O cara teve vários problemas durante a primeira parte da temporada , mas eles não foram levados em conta.

Não adianta voce ter um freio que não age de seu agrado. Ajuste de pedaleira muda de piloto para piloto imagine estes outros detalhes

Senna em 1992 não tinha carro e não teve como ele driblar este percalços e fazer mais do que era possível. Por isso é que eu não concordo com este lance de que o piloto não era de nada .

Link to post
Share on other sites
Em 2007 tambem não vejo como um mal campeonato.A Ferrari teve chance mais pela luta fratricida entre Alonso e Hamilton do que por esforço proprio. Não demitiria meu piloto por ele estar em sua segunda temporada e perder o campeonato por 15 pontos em relação ao seu companheiro de equipe.

Em 2008 sempre culpam Felipe por rodar na Inglaterra. Agora o que me dizem do pitstop de Monaco e das quebras de motor .? Foi ruim o desfecho do campeonato? O cara tá na historia da F1 por causa daquela decisão. Perdeu lutando.

Apesar dos erros dele, foi os erros da Ferrari que mais lhe arrancou os pontos que teria levado ele ao título. Dá mó dó. Tipo o que aconteceu no Azerbaijão esse ano

Link to post
Share on other sites
Apesar dos erros dele, foi os erros da Ferrari que mais lhe arrancou os pontos que teria levado ele ao título. Dá mó dó. Tipo o que aconteceu no Azerbaijão esse ano

Demorou, mas finalmente você percebeu isto. Já é uma evolução.

Vamos esperar que alguns outros colegas do fórum vejam mais que a pontuação.

Link to post
Share on other sites
Acredito que em Baku o Felipe tinha grandes chances de vitória. Esquisito demais o amortecedor quebrar parado no pit.

Peças automotivas podem quebrar em qualquer lugar . Uma boa colocação de Felipe e Stroll representaria mais dinheiro pago pela FIA. Não faz sentido conspirar contra Felipe .

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
Peças automotivas podem quebrar em qualquer lugar . Uma boa colocação de Felipe e Stroll representaria mais dinheiro pago pela FIA. Não faz sentido conspirar contra Felipe .

 

Não acho que foi conspiração. Só acho esquisito mesmo.

Link to post
Share on other sites
Peças automotivas podem quebrar em qualquer lugar . Uma boa colocação de Felipe e Stroll representaria mais dinheiro pago pela FIA. Não faz sentido conspirar contra Felipe .

Eu já acho que é pura questão de ser meio pé-frio, mesmo...

Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...




×
×
  • Create New...