Jump to content
Forum Autoracing
Sign in to follow this  
Alexandre Faustini

Rindt morreu por imprudência?

Recommended Posts

Bem Rick,

 

Durante muito tempo, o Riccardo Patrese ficou sendo marcado como o culpado pelo acidente do Ronnie,

 

Agora, uma coisa que eu não consigo entender é o momento que o carro dele pega fogo, pois já ouvi umas conversas de que não foi o fogo que matou o Ronnie, e sim o efeito do acidente nas pernas dele que levaram ele à morte.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Negativo, o que matou o Peterson foi uma embolia múltipla.

O cara agonizou uns dois dias e a embolia o matou.

Triste pacas, mas foi um inferno na Terra, bem lembrada declaração do Fittipaldi!

 

Tiffoso

Share this post


Link to post
Share on other sites

No video dá pra ver o carro de Rindt campeão "post mortem" rodopiando apos o choque.

 

Lembro de uma foto do carro logo depois que parou, dá para ver as pernas tragicamente saindo pelo bico do carro.

 

Sem duvida algo estava errado com cinto. Acho que era mal concebido, devido ao estado da arte precário ainda, sem ter as várias pontas (ou soltou).

 

Em vez de segurar a virilha , permitiu que o corpo do piloto escorregasse para frente,(pode ser que tenha escorregado depois do choque, quando o carro rodou como um peão) e foi segurar o piloto justo onde não devia provavelmente no pescoço.

 

Não lembro se o cinto multiponto na virilha foi introduzido na f1 depois disso.

 

A evolução no estado da arte dos cintos deve ter sido algo assim :

Primeiro o abdominal. Depois o "tranversal", depois o de duas tiras verticais e uma abdominal, para depois introduzirem o da virilha e chegar por fim ao sistema atual.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tenho uma foto do Chapman logo após o acidente olhando assustado- aterrorizado logo após o acidente do Ronnie Peterson, acho que dava até para ler o seu pensamento-

 

- MEU DEUS, DE NOVO, AQUI EM MONZA, NÃO!!!!!

 

lembre-se que rindt, clark e peterson corriam para ele quando morreram...durante muito tempo ele levou fama de matador de pilotos, mas segundo ele era o preço das inovações que propunha....

 

não sabia que o peterson não tinha morrido na hora... horrível hein....

 

o patrese foi acusado, mas uma sequencia de fotos da revista autosprint mostra que na verdade, hunt, empurrou reuteman que empurrou patrese que empurrou peterson que revdou empurrando a todos , dai não dá mais para distinguir quem empurrou quem, na verdade o Patrese tava de observação devido a algumas cagadas que havia cometido em outros GP anteriores (era o ano de estréia dele na f-1)

 

foi trágico, alémm do Emerson, Nelson Piquet viu a enorme (mesmo) nuvem negra de explosão e queima de combustível e fechou os olhos e escapou ileso...chegou em 9º, Emerson em 8º!!!!

Share this post


Link to post
Share on other sites

ahh, isto tudo aconteceu por que em Monza tinha uma área grande para os carros 'dançarem' na largada, mas que afunilava ao chegar na 1º curva!!!!!

 

Hoje em dia, ainda é assim? se for.... icon_eek.gificon_eek.gificon_eek.gificon_eek.gificon_eek.gif

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vejam o que restou do Lotus do Ronnie Peterson depois do acidente que o matou:

 

user posted image

 

Ficou completamente destruido!!! icon_eek.gificon_eek.gificon_eek.gificon_eek.gif

Share this post


Link to post
Share on other sites

A foto do acidente, reparem no fogo que surge quase instantaneamente:

 

user posted image

Share this post


Link to post
Share on other sites

Segundo a matéria de Livio Orichio no Estado Burti sofreu uma desaceleração estimada de 180g. Sendo que 80 g é o limite para não haver danos no cérebro.

 

Emerson sofreu uma choque de 100g, e a estimativa na época era de 50g.

 

Foi como de Burti batesse de "frente". Parou em seco a uns 220km na barreira de pneu.O capacete chegou a quebrar batendo no volante. O choque foi tão forte que o carro mais cintos deformaram(no regime elástico, (foi e voltou). A fibra de carbono, é com uma "madeira" só que as fibras desse carbono estão numa forma mais pra Diamante que do que Para carvão (lembrando que grafite e diamante são carbono só que a forma é diferente).

 

Segundo a matéria se o choque é bem de frente ou de tras, é mais fácil do piloto resistir do que se força for deslocada do centro provocando aumento da solicitação (rotação)com no caso de Dale Earnhardt (a cabeça é projetada em vária direções, fraturando várias vértebas cervicais)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Excelente pasta!!!

 

Sobre o acidente do Ronnie Peterson, o culpado principal foi o diretor de largada que deu o sinal verde antes dos ultimos colocados se alinharem. Com isso gerou um bolo de carros que no afunilamento da reta cabaram gerando aquele salseiro todo.

 

Tenho umas matérias aqui tb Gustavobala que msotra que Hunt tomou toques do Didier Pironi e do Hans Stuck e após isso acontece exatamente o que vc fala.

 

Outro que se ferrou neste acidente foi o Vittorio Brambilla. Um pneu de um carro envolvido no acidente bateu na cabeça dele e ele ficou uns dias de coma e uns 3 meses no hospital. O Brett Lunger machucou o pé tb.

 

Me espanta é que o emerson estava bem, no meio da confusão e escapou ileso pelo acidente, Piquet esperto parou seu carro pra não bater.

 

Outra coisa interessante: Os pilotos acidentados que tiraram Peterson do carro. As pernas e os pés do Peterson viraram farinha!! icon_eek.gif

 

Colin Chapman fez uma coisa bem mal-carater neste GP, comemorou a vitória depois anulada de Andretti bem efusivamente.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Dizem que ele andou sem a asa traseira em Monza para ganhar velocidade nas retas, Emerson sofreu acidente feio e depois foi o Rindt que veio a falecer.

 

PP

Share this post


Link to post
Share on other sites
On 10/15/2020 at 7:15 PM, Piloto P said:

Dizem que ele andou sem a asa traseira em Monza para ganhar velocidade nas retas, Emerson sofreu acidente feio e depois foi o Rindt que veio a falecer.

 

PP

Isso sem contar que os carros construídos por Colin Chapman eram conhecidos pela fragilidade. No livro de Gavin, a biografia de Jim Clark, comenta-se que Chapman construía o carro sempre no limite do peso/resistência, nem que o carro, depois de cruzar a linha de chegada, se desmanchasse.

Importante lembrar que Colin Chapman era engenheiro aeronáutico; para ele, quanto mais leve, melhor, em que pese a resistência da peça.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
Sign in to follow this  

×
×
  • Create New...