Jump to content
Forum Autoracing

Search the Community

Showing results for tags 'gol'.



More search options

  • Search By Tags

    Type tags separated by commas.
  • Search By Author

Content Type


Forums

  • Comunidade Autoracing
    • Leia aqui antes de Postar
    • Torneio de Palpites
    • Notícias Autoracing
  • Formula 1, Indy, Moto GP, Stock Car...
    • F1, Indy, GP2, F3 e outras Formulas
    • Stock Car, Nascar, Endurance, Estaduais, etc...
    • Moto GP, Moto 2, SBK e outras
  • Simuladores Online
    • LBN - Liga Brasileira Nascar
    • Jogos de Formula 1 - Race Brasil
  • Fun Foruns
    • Off-Topic
    • Automóveis / Mecânica / Tuning
    • Plastimodelismo
    • Classificados

Find results in...

Find results that contain...


Date Created

  • Start

    End


Last Updated

  • Start

    End


Filter by number of...

Joined

  • Start

    End


Group


AIM


MSN


Website URL


ICQ


Yahoo


Jabber


Skype


Location


Interests

Found 4 results

  1. O custo de mantenimento de um Volkswagen GOL CL 1.8 1989Neste tópico sobre Custo por Quilômetro Rodado vamos abordar o custo de se manter um veículo, no caso um Volkswagen GOL CL 1.8 ano/modelo 1989 CQRM - Esse é o Custo por Quilômetro Rodado Mínimo que contempla apenas a desvalorização do veículo e os gastos fixos, ou seja, todas as despesas que você terá independente da utilização ou não do veículo somados ao Custo de Oportunidade. CQRM = [(P + COP - V) / Q] + [(L + COL) / Q] Sendo: P = Preço pago no veículo, COP = Custo de Oportunidade sobre o Preço do veículo, V = valor Venal atualizado do veículo, Q = Quilometragem atual do veículo, L = despesas com Licenciamento (IPVA, seguro obrigatório e o licenciamento propriamente dito), COL = Custo de Oportunidade sobre o valor gasto com Licenciamento. Custo de Oportunidade é o que você deixa de ganhar se o dinheiro estivesse aplicado em alguma aplicação financeira ou simplesmente a atualização do valor pelo índice oficial de inflação ou qualquer outro que o valha. O Custo de Oportunidade é calculado somando-se: P + COP (do mês anterior) x índice de correção escolhido + COP (do mês anterior) e no caso do COL é: L + COL (do mês anterior) x índice de correção escolhido + COL (do mês anterior) CQRE - Esse é o Custo por Quilômetro Rodado Efetivo que inclui além da desvalorização do veículo e os gastos fixos do CQRM, os gastos com combustível e manutenção, gastos esses que dependem diretamente da utilização do veículo novamente somados ao Custo de Oportunidade. CQRE = [(C + COC) /Q] + [(M + COM) / Q] + CQRM Sendo: C = despesas com Combustível, COC = Custo de Oportunidade sobre os valores gastos com Combustível, M = despesas com Manutenção, COM = Custo de Oportunidade sobre valores gastos com Manutenção O COC é calculado somando-se: C + COC (do mês anterior) x índice de correção escolhido + COC (do mês anterior) e o COM é calculado somando-se: C + COM (do mês anterior) x índice de correção escolhido + COM (do mês anterior) CQRG - Esse é o Custo por Quilômetro Rodado Global que inclui além da desvalorização do veículo e os gastos fixos do CQRM, os gastos com combustível e manutenção do CQRE e os gastos extras e ou específicos que dependem ou não da utilização direta do veículo mais o Custo de Oportunidade. CQRG = [(D + E + CODE) / Q] + GQRE Sendo: D = Despesas Específicas como gasto com segurança do veículo por exemplo, E = gastos Extras como estacionamento, lavagens, pedágios, multas, franquia de seguro, etc... O CODE é calculado somando-se: D + E + CODE (do mês anterior) x índice de correção escolhido + CODE (do mês anterior)
  2. Inaugurando o tópico com chave de ouro! Aérea Abandona Malas para Poder Voar com Tanque Mais Cheio!!! http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2014/04/1438482-aerea-abandona-malas-para-poder-voar-com-tanque-mais-cheio.shtml
  3. Volkswagen Gol 1.6 No feriado de 12 de outubro precisei de um carro para ir a São Caetano do Sul/SP e o carro locado desta vez foi um Volkswagen Gol com motor 1.6. Foi um sufoco conseguir carro neste feriado, todas as principais locadoras de Belo Horizonte/MG estavam com reservas esgotadas e esse carro saiu a preço de ouro. Foram 1.293 km rodados, vamos aos detalhes: Condições do teste: O período de locação foi do dia 10 a 13 de outubro, o carro rodou em perímetro urbano nas cidades de São Paulo/SP, São Caetano do Sul/SP e Belo Horizonte/MG com tempo bom e temperatura média em torno de 23ºC e dessa vez enfrentou trânsito pesado apenas em um pequeno trecho da Avenida Antonio Carlos em Belo Horizonte. Viajando para São Caetano do Sul: > Sai de Belo Horizonte as 10h25 pelo anel rodoviário. + 1:24min > As 11h49min passei pelo 1º pedágio em Itatiaiuçu/MG no KM 546. São 8 pedágios até São Caetano do Sul todos na BR-381 Rodovia Fernão Dias sendo todos pertencentes a concessionária Autopista Fernão Dias e todos no valor de R$ 2,30 + 0:31min > As 12h20min passei pelo 2º pedágio em Carmópolis de Minas/MG no KM 596 + 0:10min > As 12h30min fiz uma parada no GRAAL OLIVEIRA para almoçar. Permaneci 36 minutos parado, saindo as 13h06min + 0:31min > As 13h37min passei pelo 3º pedágio em Santo Antonio do Amparo/MG no KM 659 + 0:48min > As 14h25min passei pelo 4º pedágio em Carmo da Cachoeira/MG no KM 733 + 0:42min > As 15h07min passei pelo 5º pedágio em São Gonçalo do Sapucai/MG no KM 804 + 0h23min > As 15h30min fiz uma parada no GRAAL BELA VISTA em São Sebastião da Bela Vista/MG para esticar as pernas e fazer um lanche. Permaneci 22 minutos parado, saindo as 15h52min. + 0:35min > As 16h27min passei pelo 6º pedágio ainda no Estado de Minas Gerais que fica em Cambuí no KM 902 + 0:36min > As 17h03min passei pelo 7º pedágio este já no Estado de São Paulo que fica em Vargem no KM 007 + 0:37min > De repente aconteceu um fato inesperado, eu não estava monitorando o consumo de combustível porque ao passar pelo posto da Polícia Rodoviária Federal de Três Corações/MG (terra do Pelé) que fica exatamente na metade do caminho para São Paulo reparei que o nível do combustível estava acima da metade e eu não esperava ter que abastecer o carro ainda na rodovia, imaginei que eu pudesse fazê-lo apenas em São Paulo/SP mas, bastou passar pela cidade de Atibaia/SP e o carro abriu a reserva. Fiquei preocupado porque o carro não possuía computador de bordo, apenas marcador de combustível e toda vez que alugo um carro e esse carro abre reserva mais para frente já em Mairiporã/SP eu chego "pendurado" em São Caetano do Sul, imagine abrindo reserva uma cidade antes. Não tive dúvidas, sai da rodovia entrei em Mairiporã, parei no primeiro posto que vi, um posto Ipiranga, e enchi o tanque do carro. Parei para encher o tanque as 17h40 e sai do posto as 17h55 com o tanque cheio. + 0:03min > Por fim, as 17h58 passei pelo 8º e último pedágio em Mairiporã/SP no KM 066 + 00:16min > As 18h14 eu cheguei no encontro das duas rodovias: BR-381 Rodovia Fernão Dias e BR-116 Rodovia Presidente Dutra, neste momento abandonei o roteiro para casa pois havia combinado de passar na barbearia do meu tio no bairro de São Miguel Paulista para cortar o cabelo. + 03:15min > As 21h29 eu estava de volta ao mesmo ponto do roteiro: o encontro das duas rodovias, Fernão Dias e Presidente Dutra. O desvio total foi de 41 km. Abandonei o roteiro original com o carro marcando 31.131 km e retomei o trajeto com o carro marcando 31.172 km no odômetro. + 0:30min Cheguei em São Caetano do Sul as 21:59min totalizando 11 horas e 34 minutos de viagem. Descontando os 58 minutos que permaneci parado nos dois pontos de parada, mais os 15 minutos que permaneci parado no posto de combustível para o abastecimento do carro em Mairiporã, mais as 3 horas e 15 minutos que gastei desviando do roteiro original para corte do cabelo e a viagem durou ao todo 7 horas e 6 minutos. Sai de Belo Horizonte com 30.553 km marcados no odômetro do carro e cheguei com 31.193 km, ou seja, rodei 640 km mas descontando os 41 km do desvio de percurso, rodei 599 km. Uma média de 84 km/h. Total gasto com pedágio: R$ 18,40 Voltando para Belo Horizonte: > Sai de casa as 13h25min + 0:05min > As 13h30min parei em um borracheiro para consertar um dos pneus. Permaneci 25 minutos parado, saindo de São Caetano do Sul as 13h55min em direção à BR-381 Rodovia Fernão Dias + 0:44min > As 14h39min passei pelo 1º pedágio em Mairiporã/SP no KM 065. Todos os pedágios nessa rodovia pertencem a concessionária Autopista Fernão Dias e são todos no valor de R$ 2,30 + 0:35min > As 15h14min passei pelo 2º pedágio ainda no Estado de São Paulo que fica em Vargem no KM 007 + 0:36min > As 15h50min passei pelo 3º pedágio já no Estado de Minas Gerais que fica em Cambuí no KM 902 + 0:40min > As 16h30min fiz uma parada no GRAAL BELA VISTA em São Sebastião da Bela Vista, que na volta para Belo Horizonte fica do outro lado da rodovia, para esticar as pernas e fazer um lanche. O retorno para acessar o GRAAL aumenta a quilometragem da viagem em 8 km. Permaneci 24 minutos parado, saindo as 16:54min. + 0:23min > As 17h17min passei pelo 4º pedágio em São Gonçalo do Sapucai/MG no KM 804 + 0:43min > As 18h00min passei pelo 5º pedágio em Carmo da Cachoeira/MG no KM 733 + 0:33min > As 18h33min fiz uma parada no GRAAL SHOPPING para esticar as pernas. Permaneci 25 minutos parado, saindo as 18:58min + 0:16min > As 19:14min passei pelo 6º pedágio em Santo Antonio do Amparo/MG no KM 659 + 0:37min > As 19:51min passei pelo 7º pedágio em Carmópolis de Minas/MG no KM 596 + 0:32min > As 20h23min passei pelo 8º e último pedágio em Itatiaiuçu/MG no KM 546 +0:51min > De repente aconteceu de novo (como na viagem de ida), antes de passar a entrada do município de Igarapé/MG o carro abriu a reserva. Fiquei preocupado pois do ponto da rodovia em que a reserva abriu até em casa são mais de 55 km. Entretanto, como decidi desta vez sair quase 2 horas mais tarde de São Caetano do Sul não enfrentei trânsito pesado de retorno do feriado, então decidi seguir sem parar até o término da Rodovia Fernão Dias onde eu costumo acessar a famosa praça da CEMIG para acessar a avenida Babita Camargos e a VIA EXPRESSA, na realidade Avenida Presidente Juscelino Kubitschek (via esta onde está sendo construída a ARENA MRV, o novo estádio do Atlético Mineiro). Pois bem, ao acessar a avenida Babita Camargos, ainda em Contagem/MG, encontrei um posto Ipiranga e não pensei duas vezes, parei para abastecer. Parei as 21h14 e sai do posto as 21h24 com o tanque cheio. +0:26min Cheguei em Belo Horizonte, no bairro do Ipiranga, as 21:50min. Totalizando 8 horas e 25 minutos de viagem. Descontando 49 minutos que permaneci parado nos dois pontos de parada, mais 10 minutos parado no posto de combustível e a viagem durou 7 horas e 26 minutos. Sai de São Caetano do Sul com 31.199 km marcados no odômetro do carro e cheguei com 31.807 km, ou seja, rodei 608 km. Uma média de 82 km/h. O Google Maps indica 599 km em 7h52min. Entretanto devemos somar os 8 km a mais que eu rodo na viagem de retorno para acessar o GRAAL BELA VISTA, em São Sebastião da Bela Vista, que na volta para Belo Horizonte fica do outro lado da rodovia, totalizando então 607 km. Total gasto com pedágio na volta: R$ 18,40 A avaliação do carro em números: Custo efetivo da locação: A locação do veículo ficou em R$ 925,64, uma pequena fortuna, sendo 3 diárias de R$ 206,08 cada uma, mais 4 proteções básicas (roubo/furto/colisão/incêndio) de R$ 28,00 cada uma, mais 4 proteções a terceiros de R$ 10,00 cada uma, mais 12% de taxa de aluguel no valor de R$ 99,18 mais uma hora extra no valor de R$ 41,22, mais taxa de retorno de R$ 15,00. Com combustível foram gastos outros R$ 319,38. Total Geral: R$ 1.245,02 ou R$ 0,96 por quilômetro rodado uma vez que foram rodados 1.293 km com o carro (20 centavos mais caro por KM rodado do que a locação anterior). Retirei o carro na Localiza com 30.515 km e devolvi com 31.808 km. Veículo de cor cinza, grupo C econômico com ar condicionado. Importante deixar um elogio à Localiza e pelo menos 3 reclamações: 1 - A primeira reclamação é por conta do gerenciamento da frota, como a MAIOR LOCADORA DE CARROS DO BRASIL fica sem carro para locar em Belo Horizonte, justamente onde está localizada a matriz da empresa inclusive. Ninguém planejou que no feriado iria faltar carro para atender a demanda? A demanda foi demasiada, concordo, pois não foi apenas a Localiza que ficou sem carro para locação, a Movida, a Unidas, a Europcar de Betim/MG e Contagem/MG https://www.europcar.com.br e até mesmo a Unicar http://locadoraunicar.com.br também não tinham carros disponíveis para locação, entretanto todas essas são menores que a Localiza, o normal seria a maior do país ter carro para locar a qualquer momento, penso eu. É inaceitável a maior locadora do Brasil não ter um único carro sequer disponível para locação, nem do mais barato nem do mais caro, e o pior, a Localiza já sabia da demanda extra a pelo menos 1 semana antes do feriado, ou seja, com tempo hábil suficiente para remanejar a frota e atender os clientes. Essa informação foi obtida com a funcionária que me atendeu na locação do carro no balcão da loja do Aeroporto de Confins/MG, segundo ela o site estava "bloqueado" para novas reservas desde o dia 2 de outubro. 2 - O elogio é que não se passaram nem 2 horas depois da reclamação que fiz no site da Localiza e uma funcionária me ligou e se ofereceu para resolver a situação, achei importante e muito valoroso o gesto da locadora de se preocupar com um cliente que aluga carro com eles a 28 anos e que não conseguiu locar um carro no feriado por não ter conseguido fazer a reserva com tamanha antecedência (mais de uma semana) para poder garantir um carro. 3 - O carro oferecido pela colaboradora foi um Gol 1.6 mas foi necessário buscá-lo no Aeroporto de Confins, precisei agendar com um taxista que me cobrou R$ 100 para me levar até a loja da Localiza do tal aeroporto, até ai tudo bem, nem poderia reclamar, afinal era o que tinha, mesmo o aeroporto sendo para o lado contrário de onde eu precisava ir, afinal é preciso voltar para Belo Horizonte para acessar a Rodovia Fernão Dias para São Paulo. Acontece que o taxista me deixou na loja um tanto cedo e a atendente não se atentou e nem me alertou sobre o fato da loja onde eu iria devolver o carro, a loja que fica perto de casa na Avenida Cristiano Machado só abre as 8h00 da manhã e a atendente do aeroporto abriu meu contrato as 6h50, ou seja, mais 9 minutos que demoraram para me atender na devolução do carro na loja da Cristiano Machado e por causa desses 19 minutos totais fui obrigado a pagar 1 hora extra na devolução do veículo, como se eu já não estivesse sendo esfolado o suficiente no preço da locação. Apenas como comparativo a Movida oferece 3 horas de tolerância na devolução do veículo. Coisa boa a Localiza não copia. 4 - A terceira reclamação virá logo a seguir, quando eu mencionar a calibragem dos pneus. Quase rodei na rodovia por conta da má calibragem dos pneus o ponto fraco da Localiza que será motivo de um outro artigo que escreverei brevemente. Conferindo a calibragem dos pneus: Os pneus 195/55 R15 pediam 29 psi nos da frente e também nos traseiros para carga média de até 2 passageiros a bordo e suas bagagens. Já com carga máxima total a etiqueta colada na parte interna da tampa do tanque de combustível pedia 32 psi para os da frente e 34 psi para os de atrás. Ao sair da loja da Localiza no Aeroporto de Confins para voltar para Belo Horizonte é preciso seguir até a entrada do aeroporto para acessar o retorno e já nesse momento quando foi preciso fazer a primeira curva senti o volante do carro "leve demais", quase acertei a mureta de proteção do viaduto. Pensei se tratar de falta de intimidade com o carro, afinal faz quase um ano que não dirijo um Gol 1.6, mas não, na sequência começou a chover e nesse momento o volante ficou mais leve ainda, a ponto de quando precisei desviar de um veículo, a frente do carro em um primeiro momento não querer me obedecer e a traseira querer escapar, parecia que eu estava dirigindo em uma rua enlameada com a traseira do carro sambando de um lado para outro e a frente do carro tentando escapar todo o tempo. Pensei tratar-se de carro com problemas de alinhamento ou cambagem e fiquei deveras preocupado em ter que viajar para São Paulo e rodar 600 km em um carro nestas condições. Ao parar no posto de serviço para abastecimento resolvi conferir a calibragem dos pneus, os dois dianteiros estavam absurdamente cheios com mais de 45 psi cada um, desta forma estava identificada a fonte do problema o carro, pneus com excesso de calibragem. Já o pneu traseiro direito estava com 34 psi e o traseiro esquerdo com apenas 19 psi, percebe agora por que o carro encontrava-se tão instável? O estepe era o único com calibragem correta: 34 psi conforme recomendado no Manual do Proprietário do carro. Mas não parou por ai, dois dias depois, ainda em São Caetano do Sul, quando fui até o posto abastecer para voltar para Belo Horizonte eis que conferi a calibragem dos pneus novamente afinal da primeira vez o pneu traseiro esquerdo estava baixo e qual não foi minha surpresa ao descobrir que o mesmo pneu estava baixo novamente com os mesmos 19 psi de antes, logo descobri que o pneu estava vazando mas não era um furo ou prego ou parafuso enfiado na borracha, o borracheiro descobriu uma situação mais grave, o pneu vazava entre o aro da roda e o aro do pneu próximo da válvula de enchimento, a roda ainda continha um amassado mas era do lado oposto ao que vazava. Foi preciso desmontar o pneu da roda para descobrir o que estava acontecendo. O pneu possuía algumas inscrições internas na borda interna que deixavam as letras salientes e provavelmente na montagem do pneu essas mesmas letras impediram a vedação correta do pneu com o aro da roda e permitia o vazamento de ar, ou seja, o pneu que aparentava ser bem novo foi montado de forma errônea, bastou ao borracheiro passar uma espécie de graxa na borda em questão e montar novamente o pneu na roda que o vazamento se foi. Custo com o pneu problemático R$ 20,00 Aqui no Avalia Carros já abordamos a importância da calibragem dos pneus ao locar um veículo porque já tivemos vários problemas como esse ao longo de nossas locações, é o PONTO FRACO das locadoras sobretudo a Localiza. As locadoras em geral tem dificuldade em manter os pneus calibrados e em boas condições de uso, inclusive criamos um Check List para que o nosso leitor não passe por esse tipo de perrengue no momento da locação (confira clicando aqui). Consumo efetivo apurado: Desta vez foi preciso conferir o abastecimento uma vez que o carro foi retirado em Confins e até chegar no posto de serviço já em Belo Horizonte rodei 38 km. Ao parar no posto de combustível para conferir o abastecimento da locadora, posto ALMADA & CIA – bandeira Ipiranga – localizado na Rua Jacuí, 3880 – bairro Ipiranga – Belo Horizonte – MG, entraram 7 litros de etanol no tanque até o destravamento da bomba de combustível totalizando R$ 19,98 com o etanol a R$ 2,839 o litro. A quilometragem no momento do abastecimento era de 30.553 km, ou seja, o carro rodou 38 km e gastou 7 litros de combustível fazendo apenas 5,4 km/l? Obviamente que não! Fica evidente que o carro não se encontrava com o tanque completamente abastecido no momento da retirada do veículo na loja do aeroporto de Confins apesar do marcador de combustível no painel de instrumentos do carro informar o contrário. Como informado anteriormente ainda na rodovia Fernão Dias foi preciso abastecer o carro em Mairiporã, parei para abastecer e entraram 50,3 litros de etanol no tanque até o destravamento da bomba de combustível totalizando R$ 140,71 com o etanol a R$ 2,799 o litro. A quilometragem no momento do abastecimento era de 31.106 km, ou seja, eu rodei 553 km com o que tinha dentro do tanque (que nunca sabemos o que tem dentro quando pegamos o carro na locadora porque ele já vem com tanque cheio), ainda assim a média foi de 11,0 km/l em percurso 1090-M (10% em perímetro urbano com limite máximo de velocidade de 60 km/h e 90% em rodovia com limite máximo de velocidade variável de 80 a 110 km/h, com ar condicionado desligado e M de carga média de 2 ocupantes com bagagem na maior parte do tempo). Como mencionado anteriormente precisei me deslocar para São Paulo e quando voltei para São Caetano do Sul precisei completar o tanque de combustível antes de retornar para Belo Horizonte. No dia 12 de outubro, parei para abastecer no LEANDRINI AL POSTO DE COMBUSTÍVEL LTDA – bandeira Ipiranga – localizado na Estrada das lágrimas, 1270 – Jardim São Caetano – São Caetano do Sul – SP e entraram 8,6 litros de etanol no tanque até o destravamento da bomba de combustível totalizando R$ 25,85 com o etanol a R$ 3,00 o litro. A quilometragem no momento do abastecimento era de 31.196 km, ou seja, eu rodei 90 km com a etanol que coloquei no tanque de combustível em Mairiporã e a média foi de 10,5 km/l em percurso 8020-M (80% em perímetro urbano com limite máximo de velocidade de 60 km/h, 20% em rodovia com limite máximo de velocidade variável de 80 a 110 km/h, com ar condicionado desligado e M de carga média de 2 ocupantes com bagagem na maior parte do tempo). CQR = Custo por Quilômetro Rodado com etanol rodando 80% na cidade: R$ 0,29 por KM rodado. Como já relatado anteriormente precisei abastecer o carro antes de chegar em Belo Horizonte, no abastecimento no Posto VILA MARIA DIAS LTDA localizado na Avenida Babita Camargos em Contagem entraram 49,3 litros de etanol no tanque até o destravamento da bomba de combustível totalizando R$ 132,84 com o etanol a R$ 2,699 o litro. A quilometragem no momento do abastecimento era de 31.788 km, ou seja, eu rodei 592 km com o etanol que coloquei no tanque de combustível em São Caetano do Sul e em Mairiporã e a média foi de 12,0 km/l em percurso 1090-M (10% em perímetro urbano com limite máximo de velocidade de 60 km/h e 90% em rodovia com limite máximo de velocidade variável entre 80 e 110 km/h, com ar condicionado desligado e M de carga média de 2 ocupantes com bagagem na maior parte do tempo). CQR = Custo por Quilômetro Rodado com etanol rodando 90% em rodovia: R$ 0,24 por KM rodado. E o cálculo total do consumo ficou assim então: rodei 1273 km em percurso único 1090-M e o carro consumiu 115,2 litros de combustível, uma média de 11 km/l (custo de R$ 0,25 por quilômetro rodado com combustível) Não foi preciso escolher com qual combustível abastecer o carro no momento da devolução à locadora, afinal o carro era flex e nesse caso não há o que pensar, a regra é abastecer sempre com o combustível mais barato pois quem irá utilizá-lo será o próximo locatário. O consumo segundo o INMETRO: Para o INMETRO - Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia, esse é um veículo de índice D na Comparação Relativa na Categoria e na Comparação Absoluta Geral é índice B ou seja, para o INMETRO ele NÃO é um veículo eficiente do ponto de vista do consumo de energia. Consumo de 7,8 km/l na cidade e 9,5 km/l na rodovia para etanol Consumo de 11,1 km/l na cidade e 13,6 km/l na rodovia para gasolina Tabela de consumo do INMETRO 2020 completa e atualizada. Este veículo possui o selo CONPET de eficiência energética. Para consulta, clique aqui Custo total geral: > Táxi até o Aeroporto de Confins: R$ 100,00 > Calibragem de pneu em Belo Horizonte: R$ 1,00 (em São Caetano do Sul é grátis) > Conserto do pneu traseiro esquerdo: R$ 20,00 > Pedágios: R$ 36,80 > Locação: R$ 925.64 > Combustível: R$ 319,38 > Custo total: R$ 1.402,82 que divididos pela quilometragem total rodada: 1.293 km perfaz o total de R$ 1,08 por KM Rodado. Isto comprova o que sempre escrevemos aqui: "carro é feito para ser utilizado" e não ficar guardado na garagem (consulte o artigo na íntegra clicando aqui) , desta vez o custo da locação ficou bem salgado em compensação a quilometragem rodada fez o Custo por Quilômetro Rodado cair. É o chamado Custo x Benefício (consulte o artigo na íntegra clicando aqui) se o custo é alto mas o benefício é grande o valor cai. Eu tenho um Gol CL 1.8 que está sendo reformado e impedido de rodar cujo Custo por Quilômetro Rodado é de R$ 1,20 (1 real e 20 centavos por KM rodado) 12 centavos a mais que o Custo por Quilômetro Rodado obtido nesta locação. Confira os custos por KM rodado do meu Gol CL 1.8 clicando aqui Desafio dos 600 km O Volkswagen Gol 1.6 foi APROVADO no desafio dos 600 km, sendo capaz de rodar mais de 600 km seja com etanol, seja com gasolina ou a mistura dos dois em qualquer proporção. Apesar de eu ter abastecido em Mairiporã na viagem de ida para São Caetano do Sul, após o abastecimento foi constatado que ainda haviam 4,7 litros de combustível no tanque que segundo o Manual do Proprietário do carro cabem cerca de 55 litros. O mesmo ocorreu na viagem de volta para Belo Horizonte, quando abasteci em Contagem e após o abastecimento constatei que sobraram 5,7 litros de combustível no tanque, mais do que suficiente para cobrir os 19 km que restavam para ir do posto até minha casa no bairro Ipiranga em Belo Horizonte. Este desempenho foi surpreendente porque apesar deste carro possuir um motor ultrapassado de 4 cilindros em linha e um câmbio de apenas 5 marchas a rotação do motor ficava em torno de apenas 2.500 rpm a uma velocidade média de 110 km/h que é o limite de velocidade máxima na maior parte do trecho da viagem, ou seja, o motor trabalha muito folgado a ponto de não se ouvir o barulho do motor funcionando nesta velocidade, o barulho do vento e dos pneus rodando no solo são mais altos. Ponto positivo para o Gol um carro que fez 40 anos em maio deste ano. O carro com motor 1.0 que tive oportunidade de dirigir com menor RPM a 110 km/h foi o Volkswagen Polo com 3.200 RPM a essa velocidade, ai o leitor deve estar se perguntando porque rodando a uma rotação tão baixa o Gol não foi mais econômico? Simples, apesar das RPM baixas a capacidade volumétrica das câmaras de combustão do motor são 60% maiores do que as de carros 1.0 uma vez que o motor é 1.6. Ainda assim foi possível rodar 592 km com 49,3 litros ou 12 km/l. Lembrando que segundo o INMETRO o consumo de etanol do Gol é de 9,5 km/l na rodovia. Esse desempenho ajuda na durabilidade do motor, afinal um motor que gira menos dura mais, então funciona mais ou menos assim: Se você pensa em ficar vários anos com o carro, o seu Gol deve ter motor 1.6 que vai durar mais e se você pensa em ficar pouco tempo com o carro mas bem pouco mesmo ai compre um com motor 1.0 que é mais barato mas vai durar menos porque o motor 1.0 gira mais. E assim termina esta avaliação. É isso ai pessoal, até a próxima! Ricardo Rico Membro da equipe Avalia Carros, Ricardo Rico é Instrutor de Trânsito formado pelo CEVAT credenciado pelo DETRAN/SP e também é DOV - Despachante Operacional de Voo. BÔNUS EXTRAS: O Gol fez 40 anos em 15 de maio de 2020. Foi o carro mais vendido no Brasil por 27 anos de 1987 a 2013. Foram mais de 8,5 milhões de unidades produzidas no Brasil. Quase 7 milhões de unidades vendidas no país. 6 Gerações e 3 plataformas: G1 de 1980 a 1994 plataforma BX G2 (bolinha) de 1994 a 1999 plataforma B9 até 2014 G3 de 1999 a 2005 G4 de 2005 a 2008 (continuou até 2014) G5 de 2008 a 2012 plataforma PQ24 (motor transversal) G6 de 2012 até hoje > O Gol é o carro mais testado e avaliado do nosso site, > O meu GOL PRIMEIRA GERAÇÃO tem o seu Custo por Quilômetro Rodado divulgado todo mês aqui no Avalia Carros, confira: (clicando aqui) > Um GOL QUINTA GERAÇÃO teve o seu Custo por Quilômetro Rodado com Gasolina e com Etanol divulgados aqui no site até novembro de 2019, confira: (clicando aqui) Este carro já foi avaliado em nosso canal anteriormente, quer ver a nossa opinião sobre o carro? Acesse: https://www.avaliacarros.com/2016/11/avaliando-gol-1-6-msi-20162017-trendline
  4. Esta semana estou com um Gol 1.6 2017 (2017??? pode isso Arnaldo?!?!?!). Basicamente eu ficaria com o novo Unão Peladão, mas a Movida não tinha mais carros categorias A, B e C no pátio. Segundo o atendente, as locadoras de forma geral remanejaram dezenas de carros para o eixo RIO-SP e para os Aeroportos devido às olim(piadas)... Eu particularmente não gostaria de ter pego o Gol, pois conheço o projeto da barata, mas não devemos ser tão "preciosistas" assim... Vou compará-lo com as últimas locações que fiz, lembrado sempre que é MEU ponto de vista, então algumas coisas pra mim são muito mais importantes que outras, e um pró podem ser um contra, e vice-versa. Separarei em 3 partes: Prós; Contras e Coisas que Irritam! DADOS DO CARRO Gol 1.6 MSI, com AR e Direção, mas basicão. 5 mil rodados. Vidros dianteiros e travas elétricas, ABS e Air Bag, 4 portas. NOTA IMPORTANTE: Este modelo de veículo deve ser uma versão exclusiva para frotista, pois na documentação do carro consta como GOL TL MBV (105 cv). CONDIÇÕES DE USO Urbano. Utilizei para rodar em Curitiba. PONTOS FORTES Espaço interno e porta-malasMenor que o Sandero, mas parecido com Ônix. Para viagens curtas e pouca bagagem vai bem. Vida a bordoBoa posição de dirigir, mas logo que se senta ao carro se percebe que ele é "carro de mulher" (como 90% dos carros de entrada atualmente). Nota importante: De todas as gerações do Gol que andei, esta é de longe a que tem a posição de dirigir mais alta. Uma pena, pois quanto mais baixo a posição de dirigir, melhor para circulação das pernas, mas para quem é baixinho é importante um banco mais alto. O painel é "inspirado" nas linhas dos primos ricos, com linhas retas, espartano, mas não faz barulhos. Os controles de ventilação são simples, mas funcionais, sem frescuras. Os mostradores são bons, mas o velocímetro é poluído. Marca até 240 Km, então as marcações ficam amontoadas. Se marcasse até 200 Km seria mais nítido saber a velocidade.Este é um ponto que eu acho RIDÍCULO! Quanto maior for o valor do velocímetro melhor!?!?!? Mas por incrível que pareça, é algo que ainda atrais os mais "ignorantes"... Conforto ao rodarSurpreendentemente é um carro macio ao rodar, principalmente em ruas esburacadas que quase nem existem no Brasil... Eu particularmente prefiro um carro mais “firme” como o Ônix e Ka. Para o uso diário este acerto de suspensão é ideal.Só precisa cuidar com a rolagem da carroceria pra não se perder em curvas mais afoitas. ConsumoAndei só na pinga. Na média na cidade faz 8,9 Km/l sem AC. Considero razoável.Veja o benchmark abaixo. MotorEsta parte me surpreendeu. É um projeto ultrapassado (família EA-111) e tem somente 105 cv, mas responde bem, pois é configurado para entregar muito torque em baixo giro. Isso o torna bem ágil na cidade e o faz ganhar velocidade muito rápido, contudo depois de ganhar certa velocidade ele sofre para desenvolver mais. Passando de 4 mil RPM só faz barulho e bebe mais, pois a curva de torque está quase no pico. CâmbioCurto, preciso e bem posicionado. Essa é a marca registrada dos VW e eu adoro este câmbio. Só acho muito estranho ele trabalhar "verticalmente". Acontece que conforme você pega no câmbio para mudar marcha ele "afunda". Este recurso de "afundar" é usado para engatar à ré. PONTOS FRACOS Infelizmente tem muitos, mas acredito ser uma restrição da versão e modelo do carro. BancosPosição "H" ruim igual ao ônix e HB20. A base do assento é muito curta. O encosto das costas é estreito, e no geral a impressão é que você está sentado e encostado numa tábua, igual aos bancos dos Airbus que circulam no Brasil. A elevação do banco não é muito intuitiva, pois ela regula só a inclinação igual ao HB20.A alavanca de regulagem de altura é a coisa mais tosca que já vi! É enorme! Pergunta: Se for para ter umas coisas destas, porque não deixar o banco fixo e entregar outras coisas mais úteis?!?!?! Direção pesadaApesar de ser hidráulica, é muito pesada. Deve ser culpa dos pneus de trator... PedaisPosição deslocada e mal posicionada da embreagem. Fica posicionada muito à direita e bem próximo do freio. O acelerador é o mais maluco que já usei! Não há diferença entre você pressionar o pedal 10% ou 100%, o carro entende que você quer andar em regime máximo. Burro que dói! Ohhhhh saudades dos acionamentos a cabo... O mesmo acontece com o freio. É bipolar total. Melhoraram a sensibilidade dos freios, que eram os mais ariscos que já vi. Hoje estão melhores, mas ainda sim com problemas. Dependendo da velocidade que é acionado, ele muda a pressão das pinças. Isso é muito perigoso! O carro dá freadas bruscas! COISA QUE IRRITAM! Itens de confortoNão existem itens de conforto, simples assim. O carro é praticamente um Celta maior, o que o leva a 2ª posição de "tosquice". Nem vou detalhar muito para não se estender nos comentários, mas o projeto, levando em consideração os mimos, parou no tempo... Tem trava elétrica, mas não tem controle remoto. Quando você anda com o carro ele não trava sozinho, e quando desliga, ele não destrava. Aperte o botão de desarme da trava para não passar raiva quando for pegar algo na porta de traz e ela não abrir. Falta porta-trecos. Falta um computador de bordo, mesmo que seja básico. É algo tão fácil de fazer que beira o ridículo. Os dados estão lá no OBDII da IE do carro. Só exibir! Isso acontece também nos Ka SE. R$ 40.000,00 em carros que não tem o mínimo de informação é "pacaba"! Não tem abertura de porta malas interno. Nem de tampa do tanque. Neste modelo que peguei, apesar de zero KM, a tampa do porta-malas só fecha na porrada. TESTE DE DESEMPENHO Esta sessão é nova. Faço um teste simplista de aceleração em 1 Km numa BR, sempre depois das 23 hrs quando a BR está vazia para testar o quanto cada carro anda. Aqui o trecho: https://goo.gl/maps/QmUPz4PFKo42 Utilizo o APP RaceChrono, que é muito preciso. A lista está ordenada pelo menor tempo total. |------------- Veículo ------------- | -- Data -- | - Parcial - | - Veloc. - | - Total - | - Veloc. - | | | | 400 mts | (Km/h) | 1000 mts | (Km/h) | |-----------------------------------------------------------------------------------------------------| | Focus 2.0 - 155 cv (2009) | 02/12/2014 | 15,45 | 126,90 | 29,66 | 149,10 | | Ka 1.6 - Preparado 120 cv (2003) | 08/11/2014 | 15,75 | 130,90 | 29,71 | 152,50 | | Ka+ 1.5 - 110 cv (2015) | 24/07/2016 | 17,21 | 126,50 | 31,52 | 154,70 | | J2 1.3 - 108 cv (2013) | 04/12/2014 | 15,75 | 128,30 | 32,70 | 145,60 | | Fiesta 1.5 - 112 cv (2014) | 29/04/2015 | 18,17 | 122,10 | 33,08 | 144,70 | | Gol 1.6 - 105 cv (2017) | 04/08/2016 | 18,10 | 118,40 | 33,10 | 143,40 | | Ka 1.0 - 85 cv (2016) | 29/07/2016 | 18,71 | 112,80 | 35,00 | 134,20 | | Celta 1.0 - 78 cv (2014) | 15/10/2014 | 19,61 | 111,00 | 36,65 | 125,10 | | Sandero 1.0 - 80 cv (2015) | 11/07/2016 | 20,02 | 106,80 | 37,00 | 130,10 | | Ônix 1.0 - 80 cv (2015) | 04/07/2016 | 21,44 | 104,90 | 38,62 | 128,20 | |-----------------------------------------------------------------------------------------------------| TESTE DE CONSUMO Esta sessão é nova. A lista está ordenada pelo menor consumo na cidade no Etanol, visto que é o combustível com melhor custo benefício e mais utilizado em Curitiba. Os valores são médias, portanto os valores podem representar mais de uma locação. | --------------- Veículo--------------- | ----- Cidade -----| ----- Estrada -----| ----------- Observações ----------- | | | Gasolina | Etanol | Gasolina | Etanol | | |-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------| | Ka 1.0 - 85 cv (2016) | 0,00 | 13,30 | 0,00 | 0,00 | Sem uso de AC. | | HB20 1.0 - 80 cv (2016) | 0,00 | 10,50 | 0,00 | 0,00 | Sem uso de AC. | | Sandero 1.0 - 80 cv (2015) | 0,00 | 10,00 | 11,00 | 11,00 | Sem uso de AC. | | Ônix 1.0 - 80 cv (2015) | 0,00 | 9,50 | 10,50 | 10,50 | Sem uso de AC. | | Gol 1.6 - 105 cv (2017) | 0,00 | 8,90 | 0,00 | 0,00 | Sem uso de AC. | | Focus 2.0 - 155 cv (2009) | 10,00 | 7,50 | 12,00 | 10,50 | Média geral histórica | | Ka 1.6 - Preparado 120 cv (2003) | 10,00 | 7,00 | 13,00 | 10,00 | Média geral histórica | | Ka+ 1.5 - 110 cv (2015) | 0,00 | 0,00 | 11,00 | 11,00 | Sem uso de AC. | | J2 1.3 - 108 cv (2013) | 15,00 | 0,00 | 15,00 | 0,00 | Média geral histórica | |-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------| COMENTÁRIOS GERAIS Carro tosco e projeto ultrapassado, ou seja, "pé de boi". Sem mais. Acho um absurdo este carro, mesmo sendo 1.6, estar numa categoria de locação acima do HB20, Ka, Ônix e Sandero. Quiçá, deveria estar no mesmo patamar do Celta e Unão. Mas isso é reflexo da fama do Gol. Nos áureos anos 90 e começo dos 2000, este carro sem dúvida era uma excelente compra, mas muito pela "falta" de concorrência descente do que pelo que entregava. Tem muita gente ignorante (no sentido de não conhecer) alugando carro, e mal sabem sobre outros modelos de carros e suas características. Meu pai e minha esposa são exemplos: Carro para ela sempre foi FIAT, até termos um GM e um Ford, e agora, locando carros ela está mais "ligeira" no assunto. Carro para meu pai é Gol, mas quando ele andou com o Sandero e o Ka+ ficou sem me responder se trocaria o Gol por estes. Resumo: Locaria novamente somente para uso urbano, se não tiver outra opção. Para viagens, nem mesmo curtas não locaria.
×
×
  • Create New...