Jump to content
Forum Autoracing

ThiagoLemos

Members
  • Content Count

    2,038
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    20

Everything posted by ThiagoLemos

  1. Emerson Fittipaldi GP dos Estados Unidos de 1970 Logo na sua quarta corrida na F1, a primeira como número 1 da Lotus, Emerson Fittipaldi alcançou a primeira vitória. Largando em terceiro, o brasileiro começou de forma cautelosa e avançou aos poucos até se encontrar em segundo lugar quase no fim. Mas aí Pedro Rodríguez precisou entrar nos boxes para reabastecer, e Emerson assumiu a liderança para não mais perdê-la. Foi a primeira vitória do Brasil na F1. O próprio Emerson deu um maravilhoso depoimento ao F1 Memória para comemorar o cinquentenário da conquista histórica. GP da Espanha de 1972 Emerson Fittipaldi começou a temporada de 1972 com um abandono na Argentina, quando era o terceiro colocado, e uma segunda posição na África do Sul, onde liderou por 12 voltas. A primeira vitória com a Lotus preta e dourada patrocinada pelos cigarros John Player Special estava amadurecendo. E ela veio no GP da Espanha, em Jarama. Quinto no fim da primeira volta, Emerson subiu na classificação mesmo numa pista de difíceis ultrapassagens após superar Clay Regazzoni (Ferrari), Jacky Ickx (Ferrari), Denny Hulme (McLaren e Jackie Stewart (Tyrrell) em apenas nove voltas. Dali em diante, despachou os adversários para vencer pela primeira vez no ano do título. GP da Inglaterra de 1972 No desafiador circuito de Brands Hatch, Emerson duelou desde as primeiras voltas com Ickx e Stewart. O brasileiro chegou a dar uma escapada e caiu para terceiro, mas recuperou o segundo lugar ao ultrapassar o escocês e assumiu a liderança com a quebra da Ferrari do belga. Dali em diante, nas 28 voltas que faltavam, controlou Jackie e conquistou um triunfo fundamental na vitoriosa campanha de 1972. GP da Áustria de 1972 Depois de largar na pole position, Emerson caiu para terceiro nas primeiras voltas. Com cabeça e técnica, o "Rato" passou Regazzoni e partiu para cima de Stewart. No velocíssimo circuito austríaco, Fittipaldi caçou o rival até quase a metade da prova mas tomou a liderança numa bela manobra. Nas voltas finais, o brasileiro recebeu uma pressão fortíssima de Hulme, mas conseguiu se sustentar na frente. A vitória deixou Emerson muito perto do título. GP da Argentina de 1973 Primeiro brasileiro campeão do mundo, Emerson começou 1973 com a corda toda, naquela que ele mesmo declarou ter sido sua melhor corrida na Fórmula 1. Em Buenos Aires, Fittipaldi foi constantemente trancado por Stewart na disputa pelo segundo lugar, enquanto François Cevert, companheiro do escocês, tentava abrir. Sinalizando para forçar passagem, Emerson cerrou os dentes e despachou Jackie. Partiu para cima de Cevert e, com duas rodas na grama, passou pelo francês para assumir a liderança. Uma vitória consagradora. GP do Brasil de 1974 Em nova equipe, a McLaren, Emerson disputou sua segunda corrida na temporada de 1974 no Brasil. Diante da torcida, fez a pole position, mas caiu para terceiro no começo da prova. Logo na quarta volta, Fittipaldi passou Carlos Reutemann, da Brabham, e partiu para o ataque em cima do antigo parceiro de Lotus Ronnie Peterson. Emerson levantou o público de Interlagos ao passar o amigo no retão antes da saudosa Curva 3. Depois, abriu na frente até a chuva começar a cair, e o diretor de prova encerrar a prova. GP da Inglaterra de 1975 Em 1975, numa outra corrida com influência do clima, em Silverstone, Emerson Fittipaldi teve a leitura perfeita das condições ao longo da prova. O bicampeão parou nos boxes nos momentos certos e, na hora em que o temporal desabou de vez, só ele estava com os pneus adequados. Com isso, conseguiu passar ileso pelas curvas Stowe e Club, que estavam praticamente alagadas, e estava inteiro para receber a bandeira quadriculada quando a direção de prova resolveu interromper a corrida. Foi a última vitória de Emerson na F1. GP do Brasil de 1978 Em 1976, Emerson trocou a McLaren pelo sonho de conduzir o carro brasileiro da própria equipe, a Copersucar-Fittipaldi. Com empenho e dedicação, começou a colher resultados aos poucos O melhor deles foi no Rio de Janeiro, na primeira corrida de F1 em Jacarepaguá. Desde os treinos, o modelo F5A teve ótimo rendimento, e Fittipaldi foi o sétimo no grid. Antes da prova, um susto, com a quebra do eixo-piloto do carro titular. Emerson teve de recorrer ao reserva, que estava melhor ainda. Com uma atuação brilhante, o brasileiro foi ultrapassando seus adversários até chegar ao segundo lugar. Não dava para alcançar Carlos Reutemann na Ferrari, mas o resultado foi histórico e inesquecível. GP da Áustria de 1978 A melhor temporada de Emerson na equipe Copersucar-Fittipaldi foi sem dúvida a de 1978. Além do segundo lugar em Jacarepaguá, o bicampeão obteve mais dois quartos lugares, dois quintos e um sexto, o que demonstrou um crescimento consistente do time. Um desses quartos lugares foi fruto de uma grande atuação de Fittipaldi na Áustria: sob chuva, o brasileiro teve uma primeira volta complicada e caiu para o fim do pelotão; depois, numa reação extraordinária, foi ultrapassando seus concorrentes e, depois da troca para pneus slicks, se consolidou em quarto. Uma atuação nem tão lembrada, mas brilhante de Emerson. GP dos EUA-Oeste de 1980 Depois de uma temporada de 1979 desastrosa com o tétrico modelo F6, a equipe Fittipaldi se fundiu com a Wolf, e Emerson passou a ter como companheiro Keke Rosberg. O Fittipaldi F7 começou bem o ano, com um pódio do finlandês na Argentina. Na quarta corrida do ano, nas ruas de Long Beach, Emerson largou no fim do grid, mas com inteligência, usou sua experiência para subir na classificação até o terceiro lugar. Foi o último pódio de Fittipaldi, que, num momento simbólico, estava ao lado de Nelson Piquet, que conquistara sua primeira vitória. Uma passagem de bastão entre dois gênios. Fonte: https://globoesporte.globo.com/motor/formula-1/blogs/f1-memoria/post/2020/12/12/no-aniversario-de-emerson-fittipaldi-relembre-o-top-10-de-corridas-do-bicampeao-na-f1.ghtml
  2. Por outro lado, que triste fim pro Rossi. Sei que o cara ama o que faz, mas acho que passou da hora de parar.
  3. Moto GP parecia Moto3, ninguem disparou, teve disputa até o final Que bem que o fim de uma hegemonia faz.
  4. Quero vero que falarão se a Aston Martin fizer o melhor carro por 4 anos seguidos e o Vettel vencer os 4 campeonatos. Vettel me lembra o Mansell - quase aposentou, saiu da Ferrari, foi pra Williams, disputou 91, venceu fácil 92, foi campeão na Indy em 93 e ainda voltou pra F1 e venceu corrida (ok, já tomando pau do Damon Hill). O auge do Mansell foi no finalzinho da carreira. E outra: Não é todo mundo que é campeão de Ferrari - grandes pilotos Prost, Vettel, Alonso, Mansell não foram campeões lá - vou nem falar de bons pilotos que nunca foram campeões mas disputaram título, como Massa, Reggazzoni, Alboreto, Reutemann e Jacky Ickx.
  5. Tanto cara bom fazendo pintura na internet, e as escolhidas de Williams e Haas são medonhas! A Aston ficou linda, mas eu trocaria o rosa pelo verde limão - igual o safety car Williams - se não ficar no fim do grid tá bom - acho que vai Haas - poucos patrocinadores, mas a Uralkali vale por 50% do orçamento daquele monte de patrocinador da mclaren Alpine coisa linda, perfeito! Gostei da Alfa Romeo, mais do que do ano passado. Mercedes achei feia. Alpha Tauri eu curti, lembrou um pouco a Brabham McLaren e Red Bull fez jogo dos 7 erros kkk Falta Ferrari
  6. Sportv: Bruno Fonseca, Rafael Lopes e Felipe Giaffone. O Bruno já narra há um tempo categorias menores como Porsche Cup, Copa Truck e Endurance, e narrou F2 e F3. TV Cultura: Marco de Vargas (ex Fox Sports) e Fábio Seixas (ex Sportv)
  7. Tomara que seja o Giaffone. apeser que tem o Rodrigo Mattar dando sopa no mercado
  8. Cada um gasta o dinheiro como quer. Ele quis gastar com o sonho de abrir uma porta pra F1. Tem quem gastasse tudo em cachaça 😁
  9. Tomara que ele tenha melhores condições e melhor desempenho que o Samaia, que se queimou ano passado. Bom trabalho e boa sorte pro Petecof! ps: A shell retirou o apoio a ele ano passado pra ser naming rights da Copa HB20
  10. Russell tá aí pra provar. Nunca fez um ponto com o pior carro, quase vence com o melhor. Qual o forista mesmo que fala que automobilismo é carro?
  11. Pra você ver o estrago que uma hegemonia piloto & equipe fazem! A hegemonia do Schumacher tem uma geração de pilotos que poderiam ter sido campeões e que ficaram no vice (Montoya, Coulthard, Barrichello) e outros que poderiam ter tido mais títulos (Hakkinen, Hill, Kimi). Alonso tem muito menos títulos do que merece por causa de DUAS hegemonias. E agora a hegemonia do Hamilton já está fazendo estragos no potencial de titulos de Ricciardo e Verstappen - se perdurar, até do Leclerc! O carro da Mercedes é tão bom que botaram um ótimo piloto da pior equipe mas que nunca pontuou, e o cara quase ganhou a corrida pela performance. Andou mais que o segundão. Tá na hora de mudança já. Nem briga por título tem mais, só restou a babação de ovo por causa de recorde - que só é bom pra ele e pra quem é fã. Já deu.
  12. ali é uma ilha artificial, então só se botar uns morros artificiais. mas infelizmente não vão fazer.
  13. Pior que, levando-se em conta: -a saída dos boxes "subterrânea" , -o terceiro setor passar perto da marina a debaixo do hotel (que duvido que abram mão), - as duas retas, que são os pontos de ultrapassagem na prática, são poucas áreas que seriam possíveis fazer obras - essa em vermelho, que são primeiro setor, e início do terceiro setor, que são áreas de grama e pistas auxiliares e traçados alternativos. Duas alternativas que eu acho que seria plausível de se fazer são essas: opçao A - faz uma chicane logo na saída dos boxes (curvas 3 e 4) e emenda com uma reta que sai lá no hairpin antes do retão, matando a chicane que luizzi bateu no schumacher. -depois da segunda reta, chegando na marina, faz uma curva lenta de 180 graus e depois uma "reta curva" com freada mais forte. - deixa a ultima curva mais lenta - isso faz com que o tempo de pit diminua. opçao B idem opção A, mas na saida dos boxes emenda numa curva rapida com um trecho quase reto que sai lá no hairpin antes da reta (se assemelhando muito a montreal) 1 outra opção mais hardcore é emendar as duas retas com um curvão a la tamburelo - eles não fariam isso. E apagando tudo e fazendo de novo rs
  14. Pior é que abu dhabi PAGA CARO pra fechar o campeonato. Outra coisa: tem que acabar esse pneu duro. Os caras pararam no VSC (que virou SC) e quase todos colocaram pneu duro e ninguem mais parou. A que ponto chegamos : eu tava torcendo pra ter um SC lá pela volta 40 pra salvar a corrida e ter umas 12 voltas de corrida mais paulera, com pneu macio. Não aconteceu e foi isso aí. O ideal era refazer a pista, mas não vão fazer isso, então podiam re-asfaltar com um tipo mais abrasivo, pelo menos. Aquele trecho final é uma merda, fizeram um desvio pra passar em cima do hotel que são um monte de curva de 90 graus.
  15. Verdade! Lembram daquele GP da China, que as mercedes não pararam e as Red Bull pararam? Ricciardo passou ambos e venceu a corrida. Teve tambem o gp da austria (ou estíria, não lembro) desse ano, onde o Albon ia passar o Hamilton e foi jogado pra fora. Isso só aconteceu porque ele trocou pneus.
  16. Não achei nada de mais essa vitória, o "rainmaster" passou metade da corrida sem passar nem o Vettel, e depois que secou mais, o carro fez a diferença de sempre em relação ao Perez, que foi o único que não parou também. Os dois acertaram a estratégia e os pilotos tem seus méritos de salvar pneu, e foram recompensados com isso. A diferença entre Ham e Perez no final diz muito das diferenças dos dois carros. A corrida era do Max, mas ele perdeu pra si mesmo, primeiro perdendo a pole pro Stroll e depois sendo abobadíssimo, rodando e acabando com as suas chances na corrida. Leclerc fez ótima corrida, mas se afobou também e perder o podium. Mas, quem não arriscaria nessas condições? grande Vettel! As duas ferraris foram bem, aleluia! Toto, pode rasgar o contrato do Bottas, ninguem vai achar ruim!
  17. pilotos Hamilton -"sorte", blergh. Tem mais carro, e ainda ganhou uma estratégia na mão por causa da Red Bull. Bottas - segundão. Mas o carro é tão bom que, se não tivesse Ham, ia ser ele o campeão. Mesmo com azares. e mesmo com falta de ritmo. Ricciardo - melhor do resto, mas teve burrice da RP com o Perez. Kvyat - surpreendeu, mas teve beneficio do safety car - bom resultado pra tentar se salvar, mas parece canto do cisne. Leclerc - boa corrida com carro que só ele anda Perez - RP deu mole Sainz e Norris - fazendo o que dava - parece que a McLaren ficou um pouco pra trás da Renault e RP Kimi - eterno. Andou muito - fez um sting longuíssimo. Giovinazzi - melhorou e renovou. Bons pontos. Alfa Romeo descolando da Haas Latifi - ofuscado pelo companheiro, quase pontuou de novo. Mas é o mais fraco do grid. Vettel - aviso prévio de 1 ano, sendo tratado como lixo, atrás de uma WIlliams, que fase. Acaba, 2020! Stroll - 5 corridas sem pontuar. Grosjean - Haas tb tá doida pro ano acabar. Albon - rodou sozinho, vai rodar ano que vem da RB. Talvez voltar pra Alphatauri ajude. Russell - na hora de se consagrar, fez cagada. Bom piloto, mas precisa pontuar pra não ficar com pecha de leao de treino. Max -boa ultrapassagem no Bottas, mas quebrou, que azar. Mas estratégia da RB deu a corrida na mão do Ham. Magnussen - abandonou por problemas físicos, mas nao dá pra fazer nada sem carro. Ocon - zica, precisa de um resultado bom, mas quebrou. E ainda causou o maldito VSC Gasly - podia ter feito boa corrida, mas não deu pra correr muito. Podia ter feito podium hj.
  18. Eu achei muito estranho que mostrou a imagem do Ocon, teve um tempo de alguns segundos, e em seguida VSC e Hamilton nos boxes, troca pneu e volta pra pista e acaba o VSC. Que "sorte"...sei, sorte... DERAM A VITÓRIA PRA ELE Achei muito dick vigarista. Na hora deu vontade de desligar a tv. Desliguei depois que passou a linha de chegada. Que frustrante. Os três primeiros já dá pra saber sempre, (a menos que um quebre). A parte legal está sendo ver a f1b, com briga entre Renault, Ferrari, McLaren, Racing Point e Alphatauri. Parabéns pra Mercedes, mas hegemonia de equipe e piloto já deu no saco, cartas já marcadas. Moto Gp tá aí pra mostrar o beneficio de fim de hegemonia, tem corridas boas e campeonato totalmente indefinido.
×
×
  • Create New...