Jump to content
Forum Autoracing

Juares

Members
  • Content Count

    1,035
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    2

Juares last won the day on June 29 2012

Juares had the most liked content!

Community Reputation

5 Neutral

1 Follower

About Juares

  • Rank
    Fanático
  1. Copa 1.4 dá show em seu primeiro vôo solo Imprimir Envie essa Notícia 27/10/2015 - 23:30:00 15 pilotos se inscreveram na 7a etapa Porto Alegre, 26 de outubro – E finalmente a Copa 1.4 teve seu primeiro vôo solo durante a temporada 2015 do Gaúcho de Automobilismo depois de disputar suas seis primeiras etapas correndo em conjunto com o Marcas & Pilotos. A solicitação de separar o grid da categoria já era um pedido dos pilotos, porém o criador e mentor da Copa, Urbano da Silva, esperou o momento certo para realizar a separação. “Os pedidos eram insistentes, mas optei em conjunto com a Federação Gaúcha em separar apenas quando a categoria tivesse condições de apresentar ao público um bom espetáculo em nível de disputas, agora, tenho certeza que alinharemos 20 ou mais carros no grid da etapa final desta temporada” – justificou Urbano. Missão e técnica da Copa 1.4Como todo empreendimento, a Copa 1.4 tem uma missão, que é a de reunir competitividade e baixo custo, sendo a categoria de entrada para o mundo do turismo. Ao utilizar motorização padronizada e sem preparação, no caso, o Chevrolet 1.4 de 120 cavalos, encontrado em Ônix e Prisma; sistema de injeção eletrônica fechado e com correção por sonda lambda (a exemplo dos sistemas originais) fornecido pela Hardware Car; escapamento também padronizado e a partir da próxima temporada, amortecedores e molas serão também padronizados, reduzindo o custo de desenvolvimento a praticamente um terço do valor nominal, sendo que a competitividade é mantida. Qualquer modelo de carro fabricado no país está apto a participar, seja ele com motor transversal (no caso, utiliza também o câmbio Chevrolet, modelo F15) ou longitudinal como o VW Gol que tem o motor instalado com a utilização de um kit desenvolvido para a categoria. A derradeira primeira etapaA expectativa da realização de etapa com grid separado gerou uma grande movimentação entre pilotos e equipes. A coordenação da categoria trabalhava com o número conservador de 12 carros para a etapa, mas a previsão foi superada com 15 carros presentes, sendo que 14 efetivamente largaram enquanto que um apresentou problemas e a equipe decidiu adiar sua estréia. E a história começou sendo escrita por Dionathan Marins que cravou a pole-position da etapa a bordo do Chevrolet Corsa #514 com o tempo de 1:22.06. Mas, na prova, quem levou a melhor foi Roger Condotta (Corsa #59) que venceu a primeira etapa da Copa 1.4, mesmo sendo piloto da classe N. Roger deixou a briga pelo segundo posto entre Clauber Rodrigues (Celta #18), Tiago Takagi (Celta #54) e em um primeiro momento Marins, que infelizmente abandonou com problemas de lubrificação no motor de seu carro. A segunda prova teve briga acirrada pela liderança, Roger se manteve na ponta enquanto que Takagi e Diego Mariante (VW Gol #2) pressionavam. O show foi de Clauber que teve realizar um drive through por queima de largada, que retornando no fim do pelotão realizou uma série de ultrapassagens até encostar em Condotta. A prova finalizou com Condotta, Clauber e Takagi na sequência. A próxima etapa da Copa 1.4 acontece no próximo dia 22 de novembro também em Tarumã, sendo que na classe A Tiago Takagi (Celta) e Marcos Silveira (Renault Clio) polarizam a disputa do título enquanto que na N a briga fica entre Eduardo Barbosa (Corsa) e Bruno Ceccagno (Corsa). Resultado final da 7a etapa da Copa 1.4: Pos. No. Nome. Classe. 1 59 Roger Condotta N 2 18 Clauber Rodrigues A 3 54 Tiago Takagi A 4 2 Diego Mariante A 5 17 Marcos Silveira A 6 11 Eduardo Barbosa N 7 9 Bruno Ceccagno N 8 30 Tuca Antoniazzi N 9 44 Leandro Silva/ Bica Viana A 10 46 Gabriel Martins/ Diego Possuelo N 11 13 Alex Citron N 12 48 Anderson Rocha N 13 10 Francisco Biancini N 14 114 Dionathan Marins N Pilotos participantes da primeira etapa Pilotos e seus carros esperando para entrar na pista Largada da primeira prova Diversas marcas podem participar da Copa 1.4
  2. Muitos dos nossos ídolos se revelam um pouco, digamos, enrolados, no meio dos negócios. Eu acho que ele abriu a boca achando que ia se vingar pelo fato do filho ter sido punido rigidamente (e com razão, depois do que ele aprontou na truck) e achou que não ia dar nada. Para mim, perdeu muito de sua credibilidade e seriedade, porque não provou absolutamente nada. É o mesmo que eu dizer que beltrano é ladrão. Mas não sei se ele roubou ou o que ele roubou. Apenas o chamo de ladrão. Outro ponto é o que o colega levantou. A Liga foi a maior bobagem do automobilismo brasileiro Atrasou uma série de coisas em uma década com a bagunça que se instalou. Quando a merda estava feita, pulou fora. Arrendou um autódromo e nem cal nos box aplicou. Aí tem nego que diz que ele seria um ótimo líder para o automobilismo nacional. Isso só pode ser piada! Pelo que sei, parece que as obras em Goiânia estão saindo ou pra sair. Foi feito inclusive uma vistoria para apontar alguns pontos a serem cuidados.
  3. O pIquet não provou nada e ainda por cima levou um processo, que pelo que comentam, perdeu.
  4. Exatamente, e deixam os patetas, como nós, choramingando!:D
  5. Esse Mattar tem escrito muita merda. Todo mundo é careca de saber sobre importação temporária e como ela funciona. Venceu o prazo, ou paga os impostos enormes ou devolve ou então inutiliza. Sobre as motos, eu lembro que eram incineradas no forno da CSN. Vi muito isso nos anos 80 e 90. Depois a Honda e Yamaha passaram a importar legalmente as CR e YZ. Porrada em CBA? Por favor, achei que ele fosse um pouco mais inteligente e soubesse que nenhuma entidade esportiva tem gerência sobre receita federal ou promotores. O carro é do promotor e ele faz o acerto com a receita que quiser. Aliás, esses carros já estavam bem amarrotados e estavam bem pagos, aliás, deram bastante lucro pra todo mundo. Por que não reclama da Fiat? O Línea sim foi uma grande filhadaputisse. A exemplo da Clio. Mas, como não sabemos o que se passa entre fabricante x promotor fica uma dúvida. A Fiat também cortou todos os patrocínios e investimentos no automobilismo argentino. É muito fácil simplificar e bater em gato morto. O problema do automobilismo brasileiro não é nenhuma entidade e sim a filosofia que para ser legal ou vender ter que ser obrigatoriamente caro. Isso matou o automobilismo. Matou os preparadores que hoje apenas calibram pneu e alinham suspensões a grosso modo. O Massa chorando pela Formula Futuro. Por favor, o custo pra por um menino a andar lá faliu muita gente. Gastar 70 mil para fazer uma etapa de kart. Isso é culpa de quem? De preparadores? De fabricantes? De promotores? Ou de todo mundo, até dos pilotos que se sujeitam a pagar esses valores absurdos para massagear seus egos? O Brasil não é rico, apenas acha que é.
  6. Faltam duas semanas para a prova. Obviamente que o carro será adesivado até lá. Para que arriscar estragar um belo serviço em treinos?
  7. Esses dois.... O único que se salva e lembra um pouco os dois é o Kimi!
  8. Eu não achei caro. Ainda mais que pode fazer o churrasquinho, "armar barraca".... é barato mesmo! Caro é pagar 100 paus pra sentar no cimento e ficar levando detrito na cabeça em um estádio, por 120 minutos.
  9. Infelizmente com sete carros na pista é melhor mostrar os pits mesmo... Coitado do diretor de corte...
  10. Tem algo muito errado... Top Series em SP, GT e Mercedes no Rio e WRTCC + MArcas + F3 em Curitiba e não se vê nenhum comentário, nenhuma linha. Eu concordo plenamente com as declaracoes do Fogaça sobre o fim de Jacarépaguá, ninguém dá a mínima mesmo, nem pro autódromo, nem pra robalheira que se chama COI.
×
×
  • Create New...