Jump to content
Forum Autoracing

Dox

Members
  • Content Count

    19,933
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    69

Everything posted by Dox

  1. Quaaaaase igual, né Nogueira? Uma coisa é a vida prática e nosso futuro, e a outra é somente um objeto de consumo, tendo outros iguais ou melhores. Na verdade você acertou sobre o antigo amor, pois já tive admiração pelo Covas, FHC e outros. O pobrema é que nós só tínhamos a midia tradicional à disposição, sem desconfiar de suas verdadeiras intenções. Aí, muita coisa era encoberta e distorcida, e a gente não tinha como verificar, e acabava acreditando em tudo.
  2. Dox

    POST 1.000.000 sai hj

    A assiduidade já foi bem maior, como você mesmo pode comprovar com esses seus números. Sinto que boa parte das mensagens, hoje, aqui no forum, são do OT e dos simuladores. E boa parte das poucas mensagens de automobilismo são ofensivas aos foristas e ao regulamento. Nem é preciso fazer força prá definir um dos motivos da debandada ou intimidação de postagem. Sobre pegar no pé, acho que sou o cara mais atingido aqui, e de maneira gratuita a maioria das vezes. Escrevo que o Vettel é legal, e aí os mesmos de sempre dizem que sou babaca. O que é incoerente é que aqui sou o que tem mais "gostei disso"
  3. Embora esteja caindo na real de praticar o que sempre achei, que essas datas são puramente comerciais e que religião não tá com nada, pulo o Feliz Natal e desejo a todos muita alegria nesse final de ano e que tenhamos muita saude e paz no futuro, que começa daqui a 1 segundo
  4. Dox

    Whatsapp no PC

    O Mino Carta declarou apoio ao PT na última campanha, coisa que outros fazem (com outros partidos) mas não se declaram e se intitulam imparciais. Talvez por isso possa ser considerada uma midia confiável, principalmente porque, das esquerdistas, é a mais crítica com sua preferência e não faz panfletagem.
  5. Nogueira, minha mãe é professora, já aposentada, e eu sempre estudei em escola pública (exceto ensino médio). Nunca ouvi falar de suprimentos que chegaram e nunca foram usados. Esse caso, da notícia, é caso crássico de encaminhar verba para fornecedor e futuro doador de campanha. Estas compras também são usadas para criar imagem de incentivador cultural, mas que na prática não se efetivou. Acontece o mesmo com as milhares de assinaturas de Folha, Veja & Cia destinadas às escolas paulistas. Neste caso é também para conduzir ideologicamente a molecada. Sobre desativar escolas caindo aos pedaços ... foi o próprio governo que as deixou assim. Que raios de raciocínio é esse? O meu é bem claro, e é o motivo da abertura dessa pasta: emburrecer para controlar, enrolar.e construir mão-de-obra barata. Depois eu posto aqui fotos da manutenção de equipamentos públicos daqui da cidade, administrados pelo município e pelo estado de SP, ambos tucanos. Aliás, que baita sacanagem com essa maravilhosa ave, que era a que eu mais gostava de desenhar quando era criança.
  6. Realmente isso é fato, embora eu não goste do Xuxu. Mas ... seus números que se cuidem com seu compatriota.
  7. Dox

    POST 1.000.000 sai hj

    Que legal ... parabens
  8. As 500 Milhas de Kart da Granja Vianna de 2015 não foi na Granja Vianna Neste ano foi aqui perto, em Limeira ... mas não pude ir Tem video no YouTube.
  9. Um dos caras do video se apresentou como Tulio Dek Tem um cara com esse nome que plagiou uma música instrumental do Yes e transformou num rap. Segue abaixo ... a original: ... e o roubo: Acho que já postei isso outro dia
  10. Mais uma dele, Nogueira ... E essa é prá chorar Escolas ocupadas tinham milhões em material escolar nunca distribuído. Mauro Donato Quando estive na E.E. Maria José, chamou-me a atenção uma enorme quantidade de livros novos, ainda embalados, empilhados em um corredor. Era o mês de novembro e conhecedor de como são as coisas no nosso Brasil inzoneiro, achei pouco provável que fossem materiais didáticos já do próximo ano. Mas se não eram antecipados e sim do ano corrente, o que estariam fazendo ali no final do ano, sem uso? Não pude tratar do assunto naquele dia pois a polícia havia acabado de invadir a escola, estudantes tinham sido agredidos e um forte cheiro de gás de pimenta ainda pairava no ar. Porém aquilo não me saiu da cabeça e uma aluna poucos dias depois me confirmou ser material não entregue. Averiguei nas demais ocupações e a situação não apenas se repetia como surpreendia cada vez mais. Na E. E. Diadema além de livros e cadernos, vários instrumentos musicais para fanfarra, novos, estavam escondidos e, segundo um aluno que não quis se identificar, nada menos que mil mochilas sonegadas pela diretoria que havia informado aos pais não tê-las recebido. A escola Arthur Chagas (Sapopemba), também escondia instrumentos musicais e materiais do ano de 2014 que os alunos sequer viram a cor. Lá também foram encontrados utensílios para aulas de química, embalados, boa parte deles vencidos. Utensílios que os alunos nunca tiveram acesso. Na ocupação Dep. João Doria também há materiais para química mas lá o absurdo é ainda maior: não existe laboratório na unidade. Fotografei ainda pilhas enormes de cadernos de atividades nunca entregues e materiais esportivos como sacos de boxe e raquetes de badmington, tudo novo e cuja existência era ignorada pelos alunos. Na Fernão Dias Paes, em Pinheiros, os estudantes encontraram um enorme estoque de uniformes para prática de esportes. “A gente fazia educação física com a mesma roupa e depois voltava suado para a sala de aula”, afirmou Heudes de Oliveira. Em todas, muitos livros, cadernos, canetas, lápis. Sempre negados aos alunos, que não raramente precisavam organizar-se em duplas para dividir o uso devido a ‘inexistência’ dos materiais. Na escola Orville Derby (Zona Leste), a quantidade era tanta que os alunos fizeram uma barreira na frente da diretoria com os livros novos estocados e não distribuídos. Neles, um cartaz afixado aguarda a chegada do diretor após a desocupação: “Hoje os livros que te impedem o acesso. Ontem nosso acesso é que era impedido.” Por que livros que deveriam ser fornecidos ao longo do ano letivo foram ocultados? Por que tantos materiais novos guardados sem que os alunos tivessem acesso e direito de usar? O governo federal destinou mais de R$ 1 bilhão para garantir que a rede pública de ensino básico do país recebesse obras didáticas. Para o ano letivo de 2015, mais de 150 milhões de livros didáticos foram distribuídos pelo Programa Nacional do Livro Didático (PNDL) do MEC para serem utilizados por 37 milhões de alunos dos ensinos fundamental e médio. Só o orçamento de São Paulo destinado para a Educação foi de R$ 28,3 bilhões aprovados pela Assembléia Legislativa e o estado sempre teve fama de gastador. Segundo dados de 2013, enquanto pais chegavam a pagar R$ 3.253,00 ao mês para manter filhos em uma das dez escolas mais bem classificadas no Enem na rede privada, os gastos com o ensino médio na rede pública por aluno eram de R$ 3.793,52 (dados de 2013, fonte MEC). Então por que o material não chega nas mãos dos alunos? Por que tantos pais reclamam durante o ano inteiro da não entrega de material? Mesmo com o orçamento aprovado, o governo paulista reduziu a verba para a compra de materiais. A Secretaria de Educação afirmou que fez o corte porque ‘parte do recurso não era utilizado’ mas já no meio do ano nem papel higiênico tinha mais. Materiais para artes como tintas, pincéis e cartolina precisavam ser trazidas de casa. E agora, no final do ano, alunos descobrem estoques repletos. Dá para entender? Todo esse material represado em associação a uma estrutura degradada, banheiros imundos, quadras esportivas com o piso todo rachado e esburacado (isso quando não tomadas pelo mato), prédios sem pintura há anos e com o reboco do teto despencando proporcionam esses índices de aprendizagem que conhecemos. E ainda assim, com todo esse desleixo querem criminalizar os estudantes por sua revolta. Oras, criminoso é o estado. As descobertas feitas pelos ocupantes das escolas certamente explicam em boa parte as reações tão violentas de vários diretores como na escola Dep. João Doria ou na escola Maria José que buscavam dissolver as ocupações a qualquer custo. Sabiam que mais cedo ou mais tarde seus segredos seriam descobertos. Por que tanta ânsia em ‘retomar’ a escola? Haveriam coisas ainda piores em suas gavetas? Todas as denúncias na verdade são apenas a confirmação de antigas suspeitas e de um modo de governar elitista e segregador. A reorganização escolar do ensino equivaleu aos 20 centavos. Só fez transbordar um copo que já estava cheio fazia tempo. ... e mais um monte de fotos.
  11. Até agora as corridas de FE lembram as do automobilismo de antigamente, com carros tendo problemas e colocações herdadas. As poucas ultrapassagens têm sido quase todas devido a problemas técnicos de quem vai à frente. Muito é devido às apertadas e onduladas pistas de rua e suas chicanes. Mas se botarem esses carros em autódromos, fica denunciado o baixo desempenho e velocidade. O que tambem mata é esse pneu "doméstico" e não um slick de competição.
  12. Caramba ... será que o Alonso iria prá outra equipe em recuperação? Pode vir algum francês.
  13. Verifiquei ... realmente recuperou a volta perdida, e estava atrás do Button nesse momento.
  14. E em 2012 pipocou na chuva, escapando 2 vezes no S do Senna, enquanto o Vettel tinha caido para último. Alem disso, fez uma boa primeira metade de temporada, mas não ganhou nenhuma corrida na segunda. Enterrou o campeonato na besteira que fez na largada no Japão.
  15. Acho que o Alonso já estava de saida quando a Ferrari decidiu procurar o Vettel. A situação do espanhol estava insuportável, por criticar demais a equipe. E convenhamos ... o cara pilotou prá equipes tops e não trouxe nenhum caneco. Poderia ter papado em 2007, 2010 e 2012 mas só deu na trave.
  16. Dox

    Direto da Sulamérica!

    Nego muito preocupado com política externa pode não resolver os problemas que interessam, que são os internos.
  17. Eu não entendo porcaria nenhuma de economia. Mas tambem não sou burro de assimilar a primeira manchete que me aparece. Se pesquisar, as dívidas dos paises "desenvolvidos" (tem que botar aspas mesmo) são as maiores do planeta. E se há uma dívida, há um credor, que normalmente é a população de paises menos favorecidos, e que dessa forma continuarão na pindaíba. Isso é matemática básica, e que quem é devedor costuma maquiar para enganar trouxa. Sobre o Joelmir, o que eu sei nessa vida toda é que os caras que tem tom de voz muito sério e não demontram expressão variável são os maiores enganadores e pilantras, como Havelange & Cia.
  18. A do Palestra tava boa, e a de Curitiba eu não sei. Alguem daqui foi?
  19. Nada ... iriam continuar como continuaram os que viram o Rizzardo tomando a naba que tomou do Kvyat.
  20. Quem considera indefensável é quem consegue se proteger do Sol com um quipá Mas se houve assalto aos cofres públicos, diz aí de quanto foi, quem fez e onde está esse dinheiro?
  21. Zuação ... é que poderia ter postado há uma semana Ainda tenho uns videos, mas não vou hospedar. Dei sorte de ver o segundo show de Sampa (que seria o único). Teve zica técnica no primeiro ... o baixo não entrou em Money, que começou e parou, só voltando uns 5' depois. Este segundo show foi elogiado pela produção, que considerou o melhor da turnée até agora. O que mata é ter que ouvir mais público cantando e batendo palminha como macaquitos, do que o próprio artista
×
×
  • Create New...