Williams insiste que não tem problemas com asa traseira

fw33cO diretor técnico da equipe Williams, o australiano Sam Michael, afirmou que não está preocupado com o nível de vibração observado na asa traseira do novo FW33, o que segundo boatos, estaria levando a equipe a suspeitar que a montagem da asa na traseira de desenho radical do monoposto, estaria errada.

O novo carro da tradicional equipe apresenta uma traseira muito inovadora, com a caixa de câmbio e o diferencial montados em uma posição mais baixa do que o normal, revelando o tamanho diminuto do conjunto. A suspensão traseira e todos os seus triângulos são montados diretamente no suporte da asa.

“Já fizemos três testes e não tivemos nenhum problema”, revelou Michael. “A questão da vibração não é motivado pela forma da montagem da suspensão, como sugerem algumas pessoas e sim porque é montada em um único (e central) `pilar´de sustentação. No último teste adicionamos dois fixadores  no suporte da asa traseira e isso acabou com a vibração lateral”.

“Para ser claro, a vibração não acontece porque a suspensão é montada no pilar da asa, a suspensão não está se mexendo. Ela acontece porque o suporte da asa é feito por apenas um pilar e esta é a única peça que segura a asa”.

“Se tivessemos uma caixa de câmbio mais alta e montassemos a asa traseira ainda em apenas um pilar, a mesma coisa aconteceria”, explicou o australiano.

FH – www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.