Virtual – André Gallardo põe Fúria no topo da Indy Light

indy-lgt2

Acidentes, bandeiras amarelas, estratégias e decisão apertada resumem etapa do Texas, que teve emoção e imprevistos do início ao fim

Muitos imprevistos e mudanças de rumo definiram o GP do Texas, terceira etapa da categoria Indy Light, da liga F1BC. A corrida foi intercalada por bons stints de bandeira verde, acidentes espetaculares, cinco intervenções do safety car, guerra de estratégias entre as equipes e um final apertado. Nesse preâmbulo, André Gallardo (Fúria) foi quem se saiu melhor e ficou com a vitória, tendo seu parceiro de time Cláudio Peres em terceiro. Entre os dois, Elizeu Filho anotou mais um pódio para a equipe Brahmeiros.

No entanto, quem largou na frente no circuito virtual texano não foi um representante das duas principais forças do campeonato. Coube a Marcelo Camacho (Pegoraros) o papel de pole position, com o tempo de 22.633. Rodrigo Masson (MIG), Ricardo Rossi (Brahmeiros) e Jorge Pezzolo (MIG) completaram as duas primeiras filas. A largada foi tranquila e, por 15 voltas, perdurou a bandeira verde. Até que uma batida entre Ricardo Rossi (que havia vencido a etapa inicial) e Deco Guimarães (Evolution DT) provocou a primeira entrada do safety car.

A prova seguiu com períodos curtos de pista liberada e novos acionamentos de bandeira amarela. Dessa feita, as equipes começaram a adotar estratégias diferentes de reabastecimento. A Brahmeiros antecipou os pit stops, enquanto a Fúria retardou as paradas. Com isso, os cervejeiros passaram a ocupar as primeiras posições, com Rafael Ferreira e Elizeu Filho, mas tinham de manter tocada mais conservadora para poupar combustível. André Gallardo e Claudio Peres, ao contrário, vieram de trás engolindo quem encontravam pela frente. Não demorou para que os dois chegassem no pelotão da frente.

E foi nesse momento que veio o ponto nevrálgico da prova. Ferreira seguia em primeiro, acompanhado de perto por Gallardo, quando Elson Souzasantos (Fúria), bateu no muro. O carro do retardatário voltou ao meio da pista no exato instante em que passavam os líderes. Catástrofe para Rafael, que acertou o carro desgovernado em cheio. André conseguiu desviar. Nova bandeira amarela.

Quando a flâmula verde balançou pela última vez, William Trajano (MIG), que vinha em quarto, rodou e atrapalhou a todos que vinham atrás. O lance fez com que André Gallardo, Elizeu Filho e Cláudio Peres ficassem isolados na luta pela vitória. E foi Gallardo quem a levou, por 53 milésimos de segundo. O resultado não foi ruim para Elizeu, que, com dois segundos lugares seguidos, tornou-se extra-oficialmente o líder do campeonato.

Resultado extra-oficial:

1. Andre Gallardo (Fúria), 84 voltas
2. Elizeu Filho (Brahmeiros), +0:00.053
3. Claudio Peres (Fúria), +0:00.255
4. Leonardo Silva (MidiaSom), +0:03.099
5. Jorge Pezzolo (MIG), +0:03.099
6. Nelson Kataoka (V8), +0:05.048
7. William Trajano (MIG), +0:12.547
8. Marcos Moises (Full Throttle), +2 voltas
9. Samuel Fernandes (V8), +2 voltas
10. Max Kirch (V8), +5 voltas (abandono)

O resultado oficial e a classificação atualizada estarão disponíveis no site www.f1bc.com. A terceira etapa da Indy Light será realizada no circuito virtual de Dover, com transmissão ao vivo pela Race Brasil, em 24 de junho, a partir das 21h30.

Para assistir o VT da prova na íntegra acesse: http://ow.ly/5g3iH

Veja mais notícias sobre o Automobilismo Virtual Brasileiro no site http://www.racebrasil.com.br

Leonardo Felix

Tags
, , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.