Vergne: Fusão da Fórmula E com a F1 seria ótimo

Jean-Eric Vergne

A Fórmula E continua a se firmar como uma das principais séries de monopostos do futuro. O último piloto a levar a sério a categoria totalmente elétrica é Sergey Sirotkin, que fará testes em Marrocos no final deste mês.

“A Fórmula E é agora um dos campeonatos que mais se desenvolve. A competição aqui está em um nível muito alto”, disse o ex-piloto da Williams.

Dado o envolvimento de grandes fabricantes e principais pilotos, e a direção que a indústria automobilística e a sociedade estão tomando, o chefe da categoria, Alejandro Agag, acha que a Fórmula E é a série do futuro.

“Nós amamos a Fórmula 1, achamos ótimo”, afirmou ele à revista Speed Week. “Mas acho que seremos o único esporte a motor em 20, 30 ou 40 anos”.

O piloto de Fórmula E Jean-Eric Vergne, que também correu na F1, acha que a Fórmula E e a Fórmula 1 acabarão por se fundir. “Em 2030, só haverá carros elétricos”, afirmou ele. “A Fórmula 1 terá mudado completamente sua atitude em termos de eletricidade”.

“Hoje, a Fórmula E é algo completamente diferente da Fórmula 1, mas às vezes eu ouço que um dia as duas séries poderiam se fundir, o que eu acho que seria ótimo”, acrescentou Vergne. “Mas a Fórmula 1 é a classe rainha e continuará assim – de qualquer forma”.

EB - www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.