Uma BMW M3 que desafia Porsche e Corvette

BMW_M3_autoracingOriginalmente, a divisão Motorsport (M) da BMW era responsável pelo desenvolvimento de sedãs de corrida. Hoje, a divisão M com seus 500 funcionários é mais conhecida por transformar em super esportivos, os carros originais que saem do fabricante de Munique.

O último projeto desta divisão, foi transformar o chassis E46 da série 3, num arrasador carro esporte: O novo BMW M3. Um carro esporte ? Você deve estar protestando pelo uso desse termo para uma BMW afinal, carro esporte é Ferrari, Porsche, Lamborghini ou Corvette. Mas olhe para os números da M3: motor de 343 hps, 269 lb-ft de torque e cambio manual de 6 marchas. Somente esses números já justificam chamá-la de carro esporte, porém há muito mais…

Guiamos esse maravilhoso carro por mais de 900 km nas Autobahnen ( estradas sem limite de velocidade ) alemãs e pudemos avaliar os méritos desta BMW. Para ‘apimentar’ um pouco a coisa, trouxemos também um Corvette Z06 e um Porsche 911 Carrera para brincarem todos juntos…

Viajando em caravana com nossos três brinquedos, nosso primeiro dia começou com uma avaliação de 3 horas na pista de provas da Bosch em Boxberg. Após umas poucas voltas com a M3, posso afirmar que trata-se de um carro ‘perigosamente aditivado’ !! O motor 3.2 de 6 cilindros em linha entrega potencia de maneira suave e com torque que parece não ter fim. Isso em qualquer marcha e rotação, mas especialmente na faixa entre 3.000 a 4.000 rpms. Você se sente persuadido a acelerar tudo para ver até onde o motor pode ir. O ronco que sai dos enormes escapes duplos, parece música e lembra um pouco o som dos grandes V8 americanos. Não há dúvida que a M3 ‘pode’ com o Corvette e a Porsche. Acima dos 200 km/h, a M3 parece mais sólida ainda sem apresentar qualquer sinal de instabilidade apesar dos fortes ventos que sopram.

BMW M3 autoracing_2Os engenheiros da divisão M conseguiram dar mais potencia ao motor, mantendo o desenho ‘quadrado’ mas aumentando as rotações por minuto. Como num V10 de F1, que atinge rotações de 18.000 rpms, com os pistões subindo e descendo a uma velocidade de quase 30 metros por segundo, este 6 cilindros em linha da M3 consegue algo muito parecido: 27 metros por segundo. O resultado é um aumento de 6,9% na potencia e 4,3% no torque em relação ao motor anterior, entregando 343 hps (DIN) a 7.900 rpms com 269 lb-ft de torque a 4900 rpms. Isto faz com que este motor tenha a potencia especifica de 106 hps/litro sendo assim, um dos melhores motores aspirados do mundo. Além disso, este motor conta com um gerenciador eletrônico, chamado MSS 54, capaz de fazer 25 milhões de cálculos por segundo que controla o VANOS, que é o sistema de abertura de válvulas variável da BMW. O MSS 54 tem um sensor que capta a força que o motorista faz no pedal e envia esta informação as borboletas que injetam oxigênio na câmara de combustão. Você pode ainda ativar um botão no painel que ‘avisa’ o sistema que você quer guiar de maneira, digamos, esportiva e assim, o motor da M3 torna-se o mais arisco possível.

Chegamos na pista da Bosch já no final da tarde depois de uma bela chuva. As condições não eram as melhores para se testar estabilidade, pois a pista ainda estava bastante úmida. Mas, queria muito saber o comportamento de nossos brinquedos nessas condições.

ACELERANDO NO MOLHADO

No teste de slalom, tanto BMW quanto Porsche mantiveram suas características de pista seca, apesar de mostrarem menos aderência. A M3 escapa um pouco mais de frente que o Porsche, mas se ‘apruma’ rapidamente para atacar o próximo cone. A direção é um pouco mais leve do que gostaria, mas de qualquer maneira, é capaz de passar muito bem ao motorista, as sensações da pista. O Corvette já não apresenta as mesmas ótimas condições que tem em pista seca. Seu monstruoso torque obriga o motorista a tomar muito cuidado no acelerador senão, perde a traseira. Lógico que isso somente ocorre se você estiver com o excelente ‘sistema de estabilidade’ do Corvette desligado.

A M3 pode ser facilmente controlada através dos cones, usando-se direção e acelerador e escorregando nas quatro rodas… Mantê-la na pista usando o novo diferencial variável que envia potencia para a roda que tiver mais tração, é muito excitante. Não liguei o controle de tração pois aí, ficaria um tanto sem graça…

BMW_M3_autoracing_3No segundo dia, finalmente a ‘Mãe Natureza’ nos premiou com um lindo dia de sol e pudemos fazer os testes de aceleração e frenagem, além de mais algumas avaliações de estabilidade. É muito fácil arrancar bem com a M3; basta segurar os giros do motor a 2.500 rpm, soltar a embreagem e deixar que a ótima tração faça o resto. O cambio de curso curto e preciso de 6 marchas ajuda muito que você alcance os 96 km/h em 4,7 segundos. Um pouco mais rápido que o Porsche, que leva 5.0 segundos e pouquíssima coisa mais lento que o Corvette que faz em 4.6 segundos.

Mas o que impressiona mesmo nesta M3 são seus poderosos freios. De 96 km/h até a parada completa, você precisa de apenas 34 metros. E se você estiver a 130 km/h, de meros 61 metros. São números melhores que a maioria das Ferraris, Lamborghinis e Porsches e colocam a M3 entre os mitos da indústria automotiva.

ANDANDO NA ESTRADA

Nas estradas mais apertadas do interior da Alemanha, a M3 mostra-se mais ágil que Porsche e Corvette. Fiéis ao principio de que “a suspensão sempre tem que ser mais rápida que o motor”, os engenheiros da divisão M, fizeram algumas pequenas mudanças em relação ao modelo anterior e deixaram a nova M3 ainda mais rápida e precisa nas respostas de mudanças de direção. O Porsche também é muito bom mas parece mais ‘relaxado’ e necessita de mais agressividade ao volante em mudanças abruptas de direção. O Corvette decididamente não se sente à vontade nessas estradas mais apertadas, talvez devido ao seu maior tamanho. Na verdade, o esportivo americano fica um tanto nervoso e seu chassis responde rápida e agressivamente demais as mudanças bruscas.

CORVETTE Z06_autoracingA aparência da nova M3 consegue combinar elegância, sofisticação e esportividade numa mistura única, estupenda. A nova entrada de ar no spoiler dianteiro foi uma solução muito feliz e passa uma sensação aos domingueiros de plantão tipo: “saia da frente ou vou te engolir para o almoço”. Suas novas rodas de 18 polegadas envoltas por pneus largos de perfil ultra baixos (225/45ZR-18 na frente e 255/40ZR-18 atrás), certamente não são apropriadas para as tremendamente esburacadas ruas e estradas brasileiras mas, combinam muito bem com o carro.

Uma vez dentro da M3, a primeira coisa que você nota são seus bancos ultra esportivos com todos os tipos de regulagem, incluindo ajustes laterais. O acabamento é todo em couro e alumínio polido. Diferentemente da maioria dos carros esporte, você encontra 2 bancos ‘de fato’ atrás, que acomodam 2 adultos de maneira confortável.

Devo confessar que minhas 48 horas dentro dessa M3 foram muito gratificantes. Penso que seja um carro para ser classificado como ‘carro esporte’ e não como um cupê esporte. Seu preço nos Estados Unidos, é uma barganha por tudo que oferece. Por apenas US$ 45,000, você tem um carro de passeio e um tremendo esportivo num carro só. Além disso, quando você estiver ultrapassando um Porsche ou um Corvette, ainda terá a possibilidade de ter mais 3 amigos para ajuda-lo a dar um ‘tchauzinho’ aos ocupantes do outro carro.

FRENTE A FRENTE COM OS ADVERSÁRIOS

A M3, o Corvette e o Porsche são tão diferentes em suas filosofias, que é até difícil compara-los diretamente, mesmo que seja uma dádiva guia-los nas estradas.

PORSCHE 911 Carrera_autoracingA M3 é um desenvolvimento da atual série 3 da BMW, feita para tornar-se um carro esporte de verdade. Sua distribuição de peso é de 53/47 ou seja, perto da considerada ideal, 50/50. Já o Porsche, se beneficia dos mais de 50 anos de desenvolvimento do modelo tração e motor traseiros, tanto nas ruas como nas pistas, sendo considerado como um dos melhores e mais seguros carros esporte atualmente. Nosso Porsche tem 300 hps (DIN) e é o menos potente do trio. Está equipado com a suspensão esporte chamada pela fábrica como ‘Stage 1’.

O Corvette Z06 é uma lenda americana e possui a última versão do motor 5.7 litros de ‘bloco pequeno’ V8. Os 385 hps (DIN) do Corvette, fazem dele o carro mais potente do trio, mas o que realmente conta é seu torque brutal, de 385 lb-ft !! Apesar do Corvette ser apenas um pouco mais largo que a M3 e o Porsche, ele aparenta mais.

CORVETTE Z06_autoracingOs três carros são equipados com controle de tração que podem ou não ser utilizados e os testamos em ambas condições. O Corvette, ainda é equipado com um controle extra, chamado de ‘controle de estabilidade ativa’, que permite mais agressividade na condução antes que o sistema intervenha. No Porsche, o controle de tração, mesmo que esteja desligado, é acionado sempre que o ABS entra em ação.

DESAFIANDO O COVETTE E O PORSCHE

O Corvette me surpreendeu ao mostrar grande estabilidade, mesmo nas curvas mais fechadas. Nas curvas mais lentas, o Corvette é provavelmente o mais rápido dos três, mas devido ao monstruoso torque (50% a mais que a M3 e o 911), é o que mais necessita de controle de tração. A maneira de se andar o mais rápido possível, é guiar suavemente através das curvas tentando encontrar o limite de aderência sem deixar o carro derrapar. Se você deixar a traseira do Corvette escapar, é difícil traze-lo de volta.

PORSCHE 911_autoracing_2O Porsche escapa de traseira, um pouco menos que a M3, mas escapa. A correção nessas escapadas é fácil e não se perde muito tempo com isso. O carro reage bem ao acelerador e seu sistema de estabilidade, só entra em ação quando você realmente perde o carro então, não vejo problema em deixar o sistema ligado.

Baseado na minha experiência na pista com a M3 aqui e na Espanha, sei que trata-se de um carro soberbo na questão da estabilidade. É também o que tem melhor banco do motorista. Apesar de saber que isso talvez seja uma questão de preferência pessoal, gosto mais da estabilidade do Porsche e suas reações. A direção do Porsche transmite muita precisão e segurança também. O Corvette também é muito estável, mas é um carro que não dá espaços a criatividade do motorista. É preciso andar no trilho porque corrigir suas escapadas é realmente difícil, pois sua direção é a menos precisa e seu torque é descomunal. Numa pista seca e plana, ele é muito rápido e seu torque explosivo é fascinante, porém numa molhada, é extremamente perigoso andar rápido com ele.

Motor da M3Nos três carros, os freios não mostraram qualquer sinal de fadiga, apesar do Porsche necessitar de mais força no pedal, em troca de uma melhor modulação.

O VEREDICTO

Devido às condições climáticas e ao fato de nossa pista não apresentar curvas de alta velocidade, é difícil tirar conclusões definitivas do comportamento absoluto dos carros. Todos eles são muito excitantes. Entretanto, diria que provavelmente a BMW M3 pode ser declarada vencedora. Além de sua sensacional estabilidade, tem quatro assentos mais do que decentes e grande capacidade no porta-malas. No equilíbrio conforto/esportividade, é de longe o melhor carro dos três. E temos ainda a questão do preço que também privilegia a M3, uma vez que é mais barata que o Porsche e similar ao Corvette Z06.

COMPARE

TABELA COMPARATIVA

Fonte: Revista Road & Track
Tradução e adaptação: Adauto Silva

Tags
, , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.