Stock Car – Marcos Gomes vence corrida acidentada e na chuva em Cascavel

Marcos Gomes

Marcos Gomes

A quinta vitória na carreira de Marcos Gomes foi, sem dúvida alguma, a mais difícil de todas. Na manhã deste domingo, no Autódromo de Cascavel, o filho do tetracampeão Paulo Gomes venceu, praticamente de ponta a ponta, a sexta etapa da Stock Car. Marquinhos largou na pole, aproveitou bem o acerto de seu carro para a pista molhada e no pódio chorou de emoção por voltar a festejar um resultado importante.

“Há algum tempo eu, que estava acostumado a andar entre os primeiros, comecei até a me questionar se poderia voltar a ser o mesmo piloto de antes. Essa vitória tira um peso das minhas costas e me deixa mais tranquilo para continuar a carreira“, disse Marquinhos, que nasceu em Ribeirão Preto, local da sétima etapa da temporada da Stock Car e onde ele nunca venceu.

A corrida com chuva teve largada com o Safety Car, o que acalmou os ânimos dos pilotos e evitou problemas nas duas primeiras voltas. No entanto, o acidente de Felipe Lapenna, na 18ª passagem obrigou a entrada do carro de segurança e coincidiu justamente com a abertura da janela para reabastecimento, que acabou adiada.

No final, depois do forte acidente – sem consequências para o piloto – de Daniel Serra, a direção de prova encerrou a corrida com bandeira vermelha e valeu a classificação da volta anterior. Com isso, mesmo com a batida, Serrinha ainda terminou na quinta colocação.

Outros destaques foram o segundo colocado Julio Campos, o terceiro Ricardo Sperafico, ambos paranaenses, e o quarto Diego Nunes. Ricardo Maurício, que largou no 16º lugar, terminou em sexto e reassumiu a liderança da Stock Car. O pentacampeão Cacá Bueno (saiu na 23ª posição), ficou em 11º caiu do primeiro para o terceiro posto. Daniel Serra reassumiu a vice-liderança. O filho do tricampeão Chico Serra foi o 12º no grid e quinto na corrida.

Agora, completada exatamente a metade do campeonato, Ricardinho lidera com 111 pontos, seguido por Serrinha (110) e Cacá com 107. Quando desembarcaram em Cascavel, a diferença entre os três primeiros colocados era de quatro pontos. Como a última etapa, marcada para 15 de dezembro em Interlagos (Corrida do Milhão), terá pontuação dobrada (estarão em jogo 48 pontos para o vencedor), muitos pilotos ainda sonham em brigar pelo título.

Resultado da sexta etapa da temporada da Stock Car:

1) Marcos Gomes (Carlos Alves Competições), 30 voltas em 38min06s203, média 144,46 km/h
2) Julio Campos (Prati Donaduzzi), a 0s742
3) Ricardo Sperafico (Officer ProGP), a 0s945
4) Diego Nunes (RC3 Bassani), a 1s541
5) Daniel Serra (Red Bull Racing), 1s933
6) Ricardo Maurício (Eurofarma RC), a 2s369
7) David Muffato (Carlos Alves Competições), a 2s517
8) Sérgio Jimenez (Voxx Racing), a 2s753
9) Thiago Camilo (Ipiranga-RCM), a 2s875
10) Valdeno Brito (Shell Racing), a 3s022
11) Cacá Bueno (Red Bull Racing), a 3s801
12) Fábio Fogaça (Vogel Motorsports), a 4s222
13) Rubens Barrichello (Full Time), a 5s516
14) Ricardo Zonta (BMC Racing), a 5s726
15) Luciano Burti (Boettger Competições), a 6s485
16) Tuka Rocha (BMC Racing), a 7s010
17) Galid Osman (Ipiranga-RCM), a 7s474
18) Max Wilson (Eurofarma-RC), a 7s933
19) Rafa Matos (Hot Car Competições), a 8s487
20) Vitor Genz (Gramacho Competições), a 8s488
21) Rodrigo Sperafico (Prati-Donaduzzi), a 9s680
22) Wellington Justino (Hot Car Competições), a 12s932
23) Alceu Feldmann (Full Time Competições), a 1 volta
24) Beto Cavaleiro (Hanier Racing), a 1 volta
25) Nonô Figueiredo (Mobil Super Pioneer), a 4 voltas
26) Lico Kaesemodel (Boettger Competições), a 4 voltas
27) Átila Abreu (Mobil Super Pioneer), a 10 voltas
28) Felipe Lapenna (Hanier Racing), a 14 voltas
29) Rodrigo Pimenta (Gramacho Competições), a 18 voltas
30) Denis Navarro (Voxx Racing), a 26 voltas

Excluídos
Allam Khodair (Vogel Motorsports), a 5s396
Popó Bueno (Shell Racing),
Duda Pamplona (Officer Pro GP),

Os dez primeiros da Stock Car:
1) Ricardo Maurício, 111 pontos
2) Daniel Serra, 110
3) Cacá Bueno, 107
4) Thiago Camilo, 88
5) Max Wilson, 64
6) Valdeno Brito, 62
7) Ricardo Zonta e Tuka Rocha, 51
8) Rubens Barrichello, 48
9) Marcos Gomes, 46
10) Julio Campos, 45

A próxima corrida da Stock Car – sétima etapa – acontece dia 11 de agosto no novo traçado de rua de Ribeirão Preto, cidade do interior paulista.

Foi com lágrimas nos olhos que o paulista Marcos Gomes (Carlos Alves/Nova Schin) comemorou a vitória na 6ª etapa da Stock Car. E o que não faltavam foram motivos para tanta emoção e choro: além de quebrar um jejum de quatro anos sem subir ao alto do pódio, Gomes parece mesmo estar deixando para trás um período complicado de sua vida que culminou com a suspensão do automobilismo por seis meses no meio de 2012. Neste fim de semana, em Cascavel, Gomes dominou a corrida com classe: saiu na pole e liderou sem qualquer contestação, perdendo a ponta brevemente apenas durante a parada para reabastecimento. Os paranaenses Júlio Campos (Mico’s Racing) e Ricardo Sperafico (Officer) completaram os três primeiros.

A chuva fina castigou marcou o asfalto desde antes da largada, mas o número de acidentes até que foi baixo diante das características de alta velocidade de um traçado com níveis preocupantes de aderência. No mais sério deles, já nos últimos instantes e depois da saída do segundo safety car, Daniel Serra (Red Bull) acertou em cheio o muro da reta dos boxes, levando ao encerramento da prova com bandeira vermelha e a classificação da volta anterior, como determina o regulamento.

Foi a quinta vitória de Gomes na categoria e a primeira fora de Interlagos, onde ganhou pela primeira vez em 2007. “Entrei na Stock Car por uma grande equipe e, modéstia à parte, fiquei acostumado a andar na frente e vencer. Depois de 2009, quando ganhei e no dia seguinte o meu carro pegou fogo num acidente na estrada, começou uma maré de azar. A Stock Car é muito desgastante e competitiva, e o que nos dá força para continuar são as vitórias. Quando elas não vêm, a gente começa a pensar coisas negativas”, explicou, alegre por retirar o fardo dos ombros.

A rigor, as maiores emoções da corrida foram reservadas para a segunda metade. Até lá, as quatro primeiras posições sequer sofreram alterações. Com o 5º lugar, depois de sair em 16º, Ricardo Maurício (RC) recuperou a liderança perdida para o pentacampeão Cacá Bueno (Red Bull) na etapa anterior em Brasília. Agora, ele soma 111 pontos, apenas um à frente de Daniel Serra e quatro adiante de Cacá.

Em seu regresso a Cascavel após 23 anos – passou pelo oeste paranaense em 1989 na Fórmula Ford -, Rubens Barrichello fez uma corrida de recuperação. Saiu em 24º e cruzou a linha de chegada em 14º, coletando pontos suficientes para se manter entre os Top 10 na 9ª colocação. “Foi muito difícil para nós, porque não tivemos em nenhum momento a condição ideal de pista nos treinos – nem seca, nem completamente molhada -, e o Rubens não conhecia o circuito com este carro. Por isso, até que o resultado final foi bom em termos de campeonato”, afirmou Maurício Ferreira, o diretor-técnico da Equipe Medley/Full Time.

O resultado da 6ª etapa (sujeito às verificações técnica e desportiva)

1 – Marcos Gomes – Carlos Alves Comp. – Peugeot – 30 voltas em 38min06s203
2 – Julio Campos – Prati-Mico’s Racing – Peugeot – a 0s742
3 – Ricardo Sperafico – Officer ProGP – Chevrolet – a 0.945
4 – Diego Nunes – RC3 Bassani – Peugeot – a 1s541
5 – Daniel Serra – Red Bull Racing – Chevrolet – a 1s933
6 – Ricardo Mauricio – Eurofarma RC – Chevrolet – a 2s369
7 – David Muffato – Carlos Alves Comp. – Peugeot – a 2s517
8 – Sergio Jimenez – Voxx Racing Team – Peugeot – a 2s753
9 – Thiago Camilo – Ipiranga-RCM – Chevrolet – a 2s875
10 – Valdeno Brito – Shell Racing – Peugeot – a 3s022
11 – Cacá Bueno – Red Bull Racing – Chevrolet – a 3s801
12 – Fábio Fogaça – Vogel Motorsport – Chevrolet – a 4s222
13 – Allam Khodair – Vogel Motorsport – Chevrolet – a 5s396
14 – Rubens Barrichello – Medley/Full Time Competições – Chevrolet – a 5s516
15 – Ricardo Zonta – BMC Racing – Chevrolet – a 5s726
16 – Luciano Burti – Boettger Competições – Peugeot – a 6s485
17 – Tuka Rocha – BMC Racing – Chevrolet – a 7s010
18 – Popó Bueno – Shell Racing – Peugeot – a 7s297
19 – Galid Osman – Ipiranga-RCM – Chevrolet – a 7s474
20 – Max Wilson – Eurofarma RC – Chevrolet – a 7s933
21 – Rafa Matos – Hot Car Competições – Chevrolet – a 8s487
22 – Victor Genz – Gramacho Competições – Peugeot – a 8s488
23 – Rodrigo Sperafico – Prati-Mico’s Racing – Peugeot – a 9s680
24 – Duda Pamplona – Officer ProGP – Chevrolet – a 11s181
25 – Wellington Justino – Hot Car Competições – Chevrolet – a 12s932
26 – Alceu Feldmann – Full Time Competições – Chevrolet – a 1 volta
27 – Beto Cavaleiro – Hanier Racing – Peugeot – a 1 volta
28 – Nonô Figueiredo – Mobil Super Pioneer Racing – Chevrolet – a 4 voltas
29 – Lico Kaesemodel – Boettger Competções – Peugeot – a 4 voltas
30 – Átila Abreu – Mobil Super Pioneer Racing – Chevrolet – a 10 voltas
31 – Felipe Lapenna – Hanier Racing – Peugeot – a 14 voltas
32 – Rodrigo Pimenta – Gramacho Competições – Peugeot – a 18 voltas

Campeonato (sujeito à oficialização dos resultados em Cascavel)*:

1 – Ricardo Maurício – 111
2 – Daniel Serra – 110
3 – Cacá Bueno – 107
4 – Thiago Camilo – 88
5 – Max Wilson e Valdeno Brito – 62
7 – Ricardo Zonta e Tuka Rocha – 50
9 – Rubens Barrichello – 47
10 – Marcos Gomes – 46
11 – Julio Campos – 45
12 – Allam Khodair – 43
13 – Sérgio Jimenez – 41
14 – Luciano Burti – 40
15 – Galid Osman – 39
16 – Ricardo Sperafico e Rodrigo Sperafico – 35
18 – Fábio Fogaça – 33
19 – Duda Pamplona – 30
20 – Rafa Matos – 27
21 – Nonô Figueiredo – 26
22 – Átila Abreu – 25
23 – Diego Nunes – 23
24 – Popó Bueno – 20
25 – Denis Navarro – 17
26 – Alceu Feldmann e Lico Kaesemodel – 16
28 – David Muffato – 14
29 – Felipe Lapenna – 11
30 – Vitor Genz e Wellington Justino – 8
32 – Rodrigo Pimenta – 3
33 – Beto Cavaleiro – 2

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.