Stock Car – Dia dos Pais com 2 campeões juntos na pista

Marcos Gomes e Paulo Gomes

Marcos Gomes e Paulo Gomes

A comemoração do Dia dos Pais no mundo do automobilismo mostra que a paixão pelo esporte é mesmo hereditária – são diversos casos de pilotos que depois viram os filhos seguir a profissão do pai nas pistas. No Brasil, um caso emblemático é justamente o do primeiro campeão da Stock Car, Paulo Gomes: dois de seus filhos se tornaram pilotos e, com o título de Marcos Gomes em 2015 com a Cimed Racing, criaram a primeira história de pai e filho campeões da principal categoria do automobilismo nacional.

Em uma ação especial do Dia dos Pais, o atual time bicampeão da Stock promoveu um encontro inédito de gerações – e máquinas. No mais novo autódromo do Brasil a receber a categoria – o belo Velo Citta, no interior de São Paulo – o presente para Paulão foi acelerar o seu Opala, modelo com o qual conquistou em 1979 o primeiro de seus quatro títulos na Stock Car, ao lado do Stock Car de Marcos Gomes, campeão em 2015.

“Foi uma emoção muito grande acelerar novamente o Opalão, ainda mais em um circuito que faz sua estreia na categoria e na mesma reta com o Stock Car do meu filho. Vou guardar este momento para sempre. É muito especial ver que eles seguiram minha carreira e, mais do que isso, saber que criamos pela primeira vez na categoria a história de um pai e um filho campeões da Stock”, diz Paulão, que, assim como o filho, também é do interior de São Paulo, da cidade de Ribeirão Preto.

É claro que o duelo nas pistas teve aquele tradicional fair play entre pai e filho, mas Marcos brincou que Paulão não facilitou nem um pouco as ultrapassagens. “Ele acelerou para valer, e o motorzão do Opala é forte, quase tive que usar o push. Chegamos lado a lado na linha de chegada, mas acho que fui mais rápido”, brincou Gomes, que admitiu que ficou emocionado em ver os dois carros juntos na pista pela primeira vez.

“É sempre um momento feliz falar em Dia dos Pais nas pistas porque obviamente me tornei piloto seguindo o exemplo que eu tinha como o pai. Foi demais acelerar o Stock Car vendo meu pai na reta com o Opala do primeiro título dele, em 1979, que vai completar 40 anos na próxima temporada”, disse Marcos.

EB - www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que contenham ofensas não serão aprovados pelo moderador.