Stock Car – Comentários de sexta-feira – Velopark 2018

Rafael Suzuki

Rafael Suzuki, P2: Focamos no nosso trabalho. Não ficamos nem tão preocupados com o tempo de volta. No primeiro treino, tivemos uma quebra no amortecedor, o que encurtou um pouco a sessão, mas o carro era bom. Já sabíamos o que tinha que melhorar, mas realmente não conseguimos completar o programa neste primeiro treino. Já no segundo treino fizemos tudo o que gostaríamos e saio muito feliz. O carro está muito equilibrado. Foi uma volta boa e agora é entender toda essa variação de temperatura. O segundo grupo pegou a pista um pouco mais fria no final, mas sem dúvida é um ótimo começo. Além do tempo de volta ser bom, o mais importante é que eu senti o carro na mão, bem equilibrado. Vamos ver se amanhã conseguimos fazer uma classificação limpa, para vermos o nosso real potencial.

Thiago Camilo, P3: Da primeira vez que fui para a pista para a última o carro evoluiu muito. Ainda temos que melhorar para brigar pela pole position, mas agora nós enxergamos essa possibilidade, que no começo do dia estava distante demais.

Átila Abreu, P4: Foram dois treinos muitos produtivos, bem competitivos em ambas as situações. É óbvio que treino livre nunca sabemos as condições de todos os pilotos. Mas o carro se comportou bem e agora é achar o ajuste fino. Vamos ver como foi o trabalho do Zonta para analisar como vamos para amanhã e conseguir aproveitar o máximo para colocar o carro lá na frente. O que nos atrapalhou em Curitiba é que fez frio nos treinos livres e esquentou demais depois. Hoje já foi quente aqui e fomos competitivos e é muito provável que a temperatura continue parecida amanhã. É só evoluir para que o carro vire tempo mais rapidamente, precisamos achar essa melhora ainda porque as primeiras voltas ainda não têm nos colocado rápidos o suficiente para passar a um Q2 ou Q3.

Marcos Gomes, P5: A pista estava quase dois décimos mais rápida nesse segundo grupo, já que a temperatura baixou nessa parte final. Mesmo assim eu fiz o quinto melhor tempo, então a expectativa é boa para amanhã. É uma sensação diferente pilotar um carro da Nascar no sábado e logo depois estar de volta na Stock Car poucos dias depois.

Felipe Fraga, P8: Nosso carro se comportou bem hoje, sempre entre os 10 primeiros nas duas sessões, mas esse oitavo lugar mostra que não estamos perfeitos e precisamos evoluir ao longo do final de semana. É uma pista em que todo mundo anda muito junto, então a expectativa é por um equilíbrio grande amanhã na classificação. Estou confortável com o carro, o Marquinhos fez o quinto tempo, então vamos estudar os dados dos nossos companheiros para ver onde podemos melhorar.

Diego Nunes, P13: A pista do Velopark é parecida com a de rua, difícil de ultrapassar. Por isso, o mais importante é a classificação, em que tenho como meta ficar entre os cinco primeiros, e temos condições disto. Nosso carro esta bom e a equipe vem fazendo um excelente trabalho. Ao largar mais à frente na primeira corrida fica mais fácil administrar e buscar o pódio, que é sempre o nosso objetivo principal. Estou muito feliz com a chegada da Sophia, que nasceu com muita saúde. Este é um grande presente para todos nós. Quero curtir muito este momento único.

Denis Navarro, P14: Eu consegui dar uma boa melhorada no final desse segundo treino livre, mas vamos ver como vai ser amanhã, ainda temos o último treino livre para acertarmos o carro. Está muito calor aqui no Rio Grande do Sul, o desgaste de freio já é bem alto, costuma dar bastante safety car nas duas corridas, então é preciso estar preparado para caminhos bem diferentes de prova nesse domingo.

Sérgio Jimenez, P15: Melhoramos bem. Andamos em 13º no primeiro treino e 15º na geral, demos uma boa sumida e o interessante é que nosso carro ainda não está 100%. Fizemos algumas mudanças que avaliamos como errada, mas é positivo porque sabemos o que temos que melhorar e temos potencial para estar entre os dez.

Ricardo Zonta, P18: Estamos testando coisas diferentes no carro, então foi uma sexta-feira mais para testar e não só andar rápido. Nosso objetivo foi fazer o melhor acerto na sexta-feira para fazer o fim de semana inteiro.

Lucas Foresti, P19: Nem a gente de Brasília, que está acostumado com esse calorão, aguenta! No ano passado também fez um belo calor – a corrida foi realizada mais ou menos na mesma época do ano. Mas é aquela coisa, quando faz frio aqui no Velopark, as temperaturas baixam dos 5ºC e com o vento tradicional daqui a situação piora. Então é melhor ficarmos no calor, mesmo!

Cacá Bueno, P20: O carro estava bom nessa última sessão, pena foi ter quebrado uma parte do assoalho. Conquistamos um pódio na etapa passada em Curitiba, então vamos tentar repetir isso aqui no domingo.

Antonio Pizzonia, P22: Acho que fica melhor com esse novo formato. Vai acabar com aquela moleza de passar até quatro carros de uma vez até num circuito com uma retinha curta como este. Da maneira que andamos hoje, vai dar para passar apenas um carro, e mesmo assim o piloto terá de caprichar na volta anterior para poder passar na freada. A ideia do push é ajudar, mas também não pode facilitar demais. No sistema atual dá para ultrapassar mesmo errando.

Guilherme Salas, P28: O carro está bom tanto para a classificação, quanto para a corrida. Para a classificação, ainda falta um pouquinho a mais. Optei por fazer um treino focado na classificação e outro na corrida. Estou satisfeito com o nosso primeiro dia aqui, cumprimos o nosso programa de testes e agora vamos focar para ter uma boa posição de largada amanhã.

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.