Stock Car – Comentários de sexta-feira – Tarumã 2017

Thiago Camilo

Thiago Camilo, P2: Testamos dois acertos com condições diferentes de pneus e nos dois o carro estava muito veloz. Vamos afinar mais um pouco o acerto no último treino livre, amanhã de manhã, para brigar pela pole position à tarde.

Diego Nunes, P4: O resultado do segundo treino foi muito bom, mas o mais importante foram os testes que fizemos com várias condições de pneu. O carro se comportou muito bem e isso mostra que estamos fortes tanto para a tomada classificatória quanto para as corridas de domingo.

Felipe Fraga, P5: Hoje a equipe teve um bom rendimento com o Marquinhos e vamos aproveitar os dados dele para melhorarmos para amanhã. Estou na briga pela pole também e nosso objetivo com certeza é largar na frente do Daniel (Serra) e do Thiago (Camilo), que são meus principais concorrentes na briga pelo título.

Allam Khodair, P6: Começar bem é sempre muito importante. Nós já esperávamos apresentar um desempenho competitivo depois da forma como o carro se comportou em Buenos Aires e esta marca mostra que estamos no caminho certo e em franca evolução para esta reta final de campeonato. Estamos muito fortes e vamos brigar tanto pela pole quanto pela vitória aqui em Tarumã.

Felipe Lapenna, P8: Mais do que a posição, o que dá mais confiança para nós é o fato de termos conseguido andar rápido nos dois treinos livres. Ou seja, temos um carro competitivo para diferentes situações e isso é muito importante. Ainda mais com a expectativa de chuva para amanhã. Essa adaptabilidade poderá ser determinante.

Cacá Bueno, P10: O treino foi bom para tirarmos algumas conclusões sobre o carro. Nós fizemos alguns testes: se o carro tinha condições de abrir uma boa volta na primeira saída ou na segunda volta do pneu. E também saber o grip do carro ao final de cada volta. Estou satisfeito, apesar da melhor volta não ter sido boa, tinha condições de estar mais perto dos primeiros, mas o que vale é amanhã no classificatório.

Julio Campos, P12: Melhorou bastante porque foi pensado nos casos daqueles que viessem a ter algum problema. Foi o que aconteceu comigo hoje. Quebrou a bomba de óleo logo de cara e do jeito anterior eu nem conseguiria andar mais. Acho que é uma tentativa válida para aproveitarmos melhor os treinos, que já são tão poucos. Melhorei mais de um segundo e ainda faltou um pouco de mim mesmo, talvez dois ou três décimos, porque eu estava usando pneus bastante gastos. Mas, como sabemos que aqui o desgaste é elevado, optamos em dar apenas uma volta rápida. Vamos ver agora o que ainda precisamos fazer para eu tirar o melhor do carro amanhã durante a classificação.

Rafael Suzuki, P14: Ainda temos que fazer algumas evoluções, mas já temos um caminho para buscar o melhor acerto e largar na frente.

Átila Abreu, P16: A pista continua rápida, ondulada e com asfalto bastante abrasivo. Tentamos diferentes caminhos mas ainda não conseguimos o melhor acerto. Vamos analisar os dados e o que o Zonta colheu de informações para vermos o que podemos melhorar para amanhã.

Antonio Pizzonia, P17: O carro vinha falhando em praticamente todos os pontos da pista, tanto nas curvas como nas retas. E piorou ainda mais no finalzinho.

Ricardo Zonta, P19: Tivemos de mudar muita coisa de um treino para o outro. Ainda bem que com houve mais tempo para analisar os dados e as alterações no setup do carro, que melhorou bastante. Ainda assim, o asfalto continua gastando bastante pneu e um jogo de pneu zero faz muita diferença, mesmo em relação a um pneu de poucas voltas.

Galid Osman, P22: Meu carro até estava bom no treino da manhã, quando andamos com pneus velhos, mas não reagiu bem com pneus mais novos no treino da tarde e nessa pista os pneus contam muito. Vamos ver se acertamos esse problema amanhã para brigarmos por uma boa posição no grid.

Gabriel Casagrande, P23: Não gostei do carro hoje, não. Tive um problema com o carro que saía muito de frente que não conseguimos resolver ainda. Se fosse analisar o comportamento do carro usando um grid de largada, estaríamos hoje no máximo em décimo. A ideia é melhorar isso amanhã.

Lucas Foresti, P27: Foi um equívoco o que aconteceu e serve para aprender. Aprendemos da pior forma, mas paciência. Por isso todo o nosso cronograma do fim de semana vai girar em torno dessa punição para que a gente sofra o mínimo possível com isso – afinal, a dificuldade será inevitável. Ter um push-to-pass só é complicado. Seria, literalmente, um Hero Push, pois ele terá de fazer milagre! Pra completar, a próxima etapa será em Goiânia, minha corrida de casa, e queria ganhar ele lá.

Denis Navarro, P29: Tive um incidente na Curva Zero logo no começo da primeira sessão, após uma forte saída de traseira, e isso nos custou tempo precioso de pista. Em todo caso temos potencial para melhorar o carro amanhã, ainda mais como vimos com o desempenho do Marcos (Gomes) hoje”.

EB - www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que contenham ofensas não serão aprovados pelo moderador.