Stock Car – Comentários de sexta-feira – Interlagos 2017

Marcos Gomes

Marcos Gomes, P3/P20: O nosso carro se comportou bem tanto no seco quanto no molhado, mas ainda há muito para evoluirmos neste sábado antes da corrida. Minha preferência é de asfalto seco, mas aqui o clima é sempre instável e pode acontecer qualquer coisa durante o final de semana. O importante é estarmos competitivos.

Lucas Foresti, P4/P31: Treinei incessantemente no simulador, além de ter disputado a etapa da Porsche Endurance, para mandar bem nesse fim de semana. A equipe merece que a gente feche o ano com um bom resultado e é nisso que estamos nos apoiando neste fim de semana. Começamos com o pé direito e esperamos continuar assim.

Diego Nunes, P7/P5: Andamos bem no seco e no molhado, acho que na pista seca ainda falta um ‘pelinho’ para melhorar ainda mais, estamos bem, vamos amanhã manter nossa meta que é se classificar na frente, tentar largar entre os cinco primeiros. Toda a equipe fez um excelente trabalho, estamos confiantes. Vamos pontuar o máximo na corrida de domingo para fechar com chave de ouro.

Felipe Lapenna, P8/P30: Nós encontramos um bom setup nas duas condições de pista, então resolvemos não arriscar no treino com chuva, mas estamos confiantes em uma boa classificação amanhã.

Felipe Fraga, P10/P15: O carro estava muito bom hoje, mas ainda tem muita coisa para melhorarmos ainda no final de semana. Acredito que a pista estará bem diferente amanhã depois da chuva que caiu no segundo treino livre. Eu não tenho preferência entre asfalto molhado e seco aqui para Interlagos, mas o mais importante é que o histórico da Cimed Racing e até o meu costuma ser de bons resultados aqui. Vamos para cima amanhã tentar fazer uma boa classificação e o objetivo é fechar o ano no pódio.

Gabriel Casagrande, P12/P23: Já que nada muda para o ano que vem, vamos continuar desenvolvendo o carro e melhorando o entrosamento. É como se a gente tivesse iniciando a pré-temporada em Interlagos. Isso consequentemente ajuda a gente na briga pelo top 10 no campeonato, uma posição que a equipe merece pelo trabalho feito neste ano. Ainda bem que a semifinal é apenas na terça. Se fosse durante o fim de semana eu ficaria doido! Vou correr com a camisa do Grêmio por baixo do macacão e prometo: se for campeão, pedirei ao Ingo Hoffmann a autorização para usar o #17 em homenagem ao título.

Rafael Suzuki, P13/P2: Tivemos um bom início aqui em Interlagos. No primeiro treino, no seco, testamos acertos diferentes nos dois carros da equipe, e colhemos informações importantes. No treino da tarde, com chuva, meu carro estava muito bom e equilibrado desde o começo, aí fiquei andando, pegando o ritmo e trabalhando no carro, vai que chove nos outros dias… Agora, vamos nos preparar para largar em uma boa posição e fechar o ano com chave de ouro.

Thiago Camilo, P14/P10: Estou muito confiante. Nossa equipe fez um belo trabalho durante o ano, estamos em ascensão e Interlagos é a pista onde mais venci na Stock Car (cinco de seus 23 triunfos na categoria, sendo quatro deles na última corrida do ano). O primeiro colocado leva 60 pontos e vamos atrás da vitória, sem pensar muito na matemática.

Denis Navarro, P21/P14: Ainda é muito cedo para fazer qualquer prognóstico para amanhã, mas foi importante termos liderado uma parte do segundo treino livre com chuva. Infelizmente tivemos um problema de freio, mas a equipe vai verificar os dados para acertamos o carro para amanhã e nosso objetivo é lutar para estar no top-10 do classificatório amanhã.

Cacá Bueno, P24/P6: A previsão para amanhã é de pista seca e hoje o nosso carro se comportou um pouco melhor na pista molhada. Temos que evoluir bastante no terceiro treino livre no início deste sábado para podermos conseguir entrar no Q3 do classificatório. Nós conseguimos isso na corrida passada em Goiânia e esperamos repetir aqui.

Átila Abreu, P27/P26: Não foi um dia tão produtivo. Com a pista seca, não conseguimos achar ainda o melhor equilíbrio do carro. Tentamos um caminho de acerto diferente e no segundo treino iríamos voltar ao acerto padrão, mas choveu e não conseguimos desenvolver o carro. Dei algumas voltas na chuva para sentir o carro mas tive problemas no limpador e não fui tão rápido. Vamos trabalhar para estarmos prontos amanhã. A nova chicane vai atender à função pela qual foi feita, ou seja diminuir a velocidade no Café. Ela não ficou tão rápida e perigosa quanto a anterior, que tinha zebras altas que podiam danificar o carro. É claro que para uma pista do padrão de Interlagos, foge do tipo do circuito. Mas ficou um ponto de uma possível ultrapassagem numa freada e melhorou em relação ao que era.

Ricardo Zonta, P29/P16: A situação do segundo treino dificultou bastante em relação à melhora no carro, não conseguimos desenvolver para o seco ainda. Vamos fazer algumas alterações para ganhar aderência para amanhã. Não gosto da chicane, para mim não deveria ter. Para aumentar a segurança, deveria ser acionado o push to pass só depois do Café, na Fórmula 1 por exemplo a asa móvel só é aberta depois daquele trecho. Essa chicane parece mais coisa de kart.

EB - www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.