Stock Car – Comentários de sexta-feira – Corrida do Milhão 2019

Felipe Fraga

Denis Navarro, P3: Nosso treino foi positivo a equipe terminou no Top10 com os dois carros, e isso mostra que estamos competitivos, acho que temos tudo para ter uma grande corrida no domingo e ir em busca desse milhão.

Felipe Fraga, P6: O comportamento do carro estava bom hoje e esperamos continuar bem assim no final de semana. Eu estou confortável com nosso desempenho, mas o regulamento é complicado, então vamos ver o que acontece na classificação. O importante é que estou confiante com a equipe e em nosso trabalho para vencer mais uma vez a Corrida do Milhão.

Gaetano di Mauro, P7: Estou muito feliz com o resultado. É claro que é só o começo, tem muita coisa para acontecer. Mas começar assim já é começar com o pé direito, dá uma animada no time, e até eu, enquanto piloto, me sinto mais confiante. Vamos trabalhar para melhorar e buscar esse milhão. Em relação aos pneus, o cara que entende bem a mecânica em geral, sabe como reagir. Muito do que vem é como eu me acostumo com o carro durante ano. Estou aprendendo cada vez mais e esta é uma pista que eu conheci um pouco melhor, não tinha andado tanto quanto as outras. É uma pista que gosto muito e me passa muita confiança. É chegar com a cabeça mais preparada e um resultado bom como na última corrida ajuda ao piloto para dar 100%.

Marcel Coletta, P9: Estou muito feliz com o resultado de hoje aqui em Interlagos. Nós tivemos praticamente um treino a menos por conta da pista molhada no começo da manhã e mesmo assim andamos bem no segundo treino. O Stock é o carro mais rápido que já guiei nessa pista e andarmos bem foi importante para colhermos muitas informações para bolarmos a melhor estratégia para o classificatório e também para a corrida.

Gabriel Casagrande, P11: Estou bem feliz com o nosso desempenho. Lógico que o que vale é o classificatório amanhã, tem muita coisa ainda para acontecer, muitas estratégias que o pessoal pode inventar. Foi um dia bem legal, voltar para Interlagos é muito bom. É a pista que mais gosto aqui no Brasil e foi um dia muito bom para a equipe. É bem bacana ver a evolução do Marcel andando na frente também. Tomara que nós possamos manter esse ritmo ao longo do final de semana e também para o resto da temporada. Estamos fazendo bem o nosso trabalho e espero mantermos isso para ter um final de semana muito bom, quem sabe com o Milhão. O mais importante também são os pontos que temos para recuperar no campeonato. A maior diferença é o peso dos carros, já que não sabemos quanto cada um colocou de combustível nos treinos de hoje. Como teremos que largar com o combustível da classificação, não sabemos se o pessoal está andando mais pesado ou mais leve. Fica um pouco complicado de saber sua real situação por conta disso, mas estou bem contente com nosso desempenho.

Julio Campos, P13: Vai ser uma corrida atípica com essas novidades do classificatório. Mas eu acho de verdade que estamos bem rápidos e muito competitivos.

Felipe Lapenna, P14: No primeiro treino foi na chuva, acabamos não andando, e na segunda sessão nosso carro estava muito bom no seco. Fizemos uma boa volta e ficamos com o Top5, sabemos que temos muito trabalho pela frente em uma corrida que a estratégia vai contar bastante. Amanhã vai ser um dia bem bacana.

Átila Abreu, P15: Foi um dia de aprendizado, já que estamos trabalhando com um composto diferente. Não tive muito a oportunidade de andar, porque no Velopark, onde esse pneu foi usado, acabei não correndo por causa do acidente, não tinha essa sensibilidade. Então, tive de aprender porque é um composto mais mole e temos de ver a durabilidade dele. Mas o equilíbrio do carro mudou bastante, temos de ir evoluindo e desenvolvendo. O tempo ainda não é competitivo, tem de melhorar, mas vamos colher as informações junto ao Zonta e ver o que podemos melhorar.

Cacá Bueno, P16: Foi um dia positivo para nossa equipe e o carro se comportou bem. Saia um pouco de frente no setor 2, mas em todo o resto da pista temos um bom desempenho. É difícil comparar a estratégia com os outros pilotos, já que não sabemos o nível do combustível que os outros carros tinham hoje. Amanhã vamos ver o que acontece na classificação. Eu sempre prefiro largar em primeiro, mas entre terceiro e sétimo desta vez eu vou preferir o sétimo por causa da estratégia.

Galid Osman, P18: Dia começou bem para nós, liderando o shakedown com uma volta muito rápida em 1m35s9, que é a volta mais rápida de Interlagos. Porém, depois fui atrapalhado por causa da chuva e no segundo o equilíbrio estava diferente em relação à manhã. Não sei se foi a temperatura de pista que aumentou muito. Não é péssimo, mas é longe do que gostaríamos. Vamos juntar com os dados do Gaetano para ver o que precisamos fazer.

Rafael Suzuki, P19: Pneu mais macio significa mais aderência, e esta é uma condição positiva. Eu gostei bastante, principalmente por voltar a andar em Interlagos, que tem um asfalto muito bom. Então o desgaste, que naturalmente é mais acentuado, aqui não deve ser tão relevante”, avaliou Rafael Suzuki, que fechou o dia entre os 15 mais rápidos. “Gostei também da evolução que tivemos hoje. Não começamos do jeito que queríamos, mas o carro foi melhorando muito rapidamente, e amanhã ainda vamos continuar neste passo.

Ricardo Zonta, P21: Para mim foi uma surpresa porque eu ainda não havia conseguido andar com esse pneu novo. Mostrou uma aderência superior, principalmente nos pontos de freada. Ainda tem muito o que trabalhar no meu carro, tem alguns problemas de balanço. Com mais grip, tem como usar mais velocidade no meio da curva e isso faz com que o carro tenha algumas reações, e temos de solucionar esse problema para andar mais rápido. Foi bem positivo, medimos o desgaste numa sequência de voltas visando à corrida. Já dá para ter uma noção do que vai acontecer na corrida.

Lucas Foresti, P22: A mudança na classificação vai gerar um aumento considerável no consumo de combustível e no desgaste dos pneus para quem se classificar ao Q3. Isso implicará em um maior tempo de parada nos boxes, por isso as estratégias de pit serão ainda mais importantes nessa prova. Vamos em busca de um bom resultado. Agora uma boa estratégia será melhor até que a pole position. Vamos estudar o que vamos adotar para domingo.

Valdeno Brito, P25: Foi um dia razoável. Tudo é novo nessa etapa, então estamos nos preparando para ver qual o tipo de acerto será melhor para a estratégia que vamos ter. Não cheguei a nenhuma conclusão ainda e temos muito trabalho até amanhã.

Pedro Cardoso, P26: A primeira sessão aconteceu com a pista um tanto úmida, e era uma condição ruim tanto para andar com pneus de pista seca como de pista molhada, então não serviu de muita coisa. Já no segundo treino já pudemos coletar muitas informações. Como não tenho referência em Interlagos com o pneu anterior, eu só senti uma ligeira diferença no tempo de aquecimento, que ao contrário do que imaginávamos, no meu carro demorou mais para alcançar a temperatura ideal. E isso pode ser uma boa vantagem para a corrida.

Bia Figueiredo, P29: É uma pista que eu gosto muito. A expectativa é grande, pois é uma corrida muito especial. Estou treinando bastante para chegar aquecida e conseguir o melhor resultado possível.

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.