Stock Car – Comentários de sábado – Velo Città 2018

Felipe Fraga

Marcos Gomes, P1: Estou muito feliz por mais uma pole position na temporada. O nosso carro tem sido muito rápido nas últimas etapas e também queria parabenizar todos do box, já que colocamos três carros entre os quatro primeiros colocados do grid.

Felipe Fraga, P2: Faltou bem pouco para a pole, mas fico feliz que ela tenha ficado aqui com a Cimed Racing e o Marcos Gomes, que fez uma ótima volta e está de parabéns. Largar na primeira fila é sempre bom e nosso objetivo é seguir tirando pontos para o líder e temos boas condições de se aproximar ainda mais da liderança do campeonato aqui no Velo Città.

Cacá Bueno, P4: Foi um grande resultado para a equipe toda, mas é claro que queria a pole position, ainda mais depois de ter batido o recorde da pista no treino da manhã. Em todo caso teremos condições de brigar pela vitória nas duas corridas deste domingo.

Lucas Di Grassi, P6: É uma boa colocação em termos de brigar por um pódio ou até vitória amanhã. A equipe Hero Motorsport fez um ótimo trabalho hoje e acho que novamente estamos muito competitivos para as corridas.

Julio Campos, P7: O fim de semana começou difícil, sem pneus disponíveis [por conta da limitação imposta por regulamento], e no treino livre acabei rodando e batendo. Tivemos de trocar a parte da frente, a aerodinâmica inteira e isso faz diferença no final. Então, por este aspecto, foi muito legal ter colocado o carro tão perto do Q3. Viemos com pouquíssimo pneu pra cá e a partir de agora vai ser assim, porque é a reta final do campeonato. Então, temos de aprender a trabalhar dessa forma, principalmente no psicológico pra quando sentar com pneu novo para tomada de tempo não ficar no escuro. Dentro do que a gente tinha no começo, evoluímos bem pra hoje.

Lucas Foresti, P10: Um lugar entre os dez era o mínimo que a gente queria e conseguiu. Claro que a gente sempre quer mais, mas, pensando na corrida, é uma boa posição para se fugir da confusão da primeira curva, que promete ser caótica. Agora o foco é no domingo.

Átila Abreu, P11: No treino livre da manhã conseguimos evoluir o carro, mas na classificação piorou um pouquinho, não teve o melhor equilíbrio. Uma pena, esperava brigar mais lá na frente e pelo menos ir até o Q3. Agora é traçar a melhor estratégia para tentar sair com uma vitória aqui e pontuar para o campeonato.

Nelsinho Piquet, P12: Aqui é uma pista que eu nunca tinha andado, então foi bom classificar acima da média em que vínhamos classificando, mas ainda temos de melhorar para poder brigar por pódios e vitórias. Estamos buscando melhorar cada vez mais, o Felipe (Vargas, engenheiro) está aprendendo e melhorando, mas ainda estamos com dificuldades de estar entre os mais rápidos.

Ricardo Zonta, P16: Não conseguimos achar o balanço do carro, uma linha de trabalho para melhorar a aderência. Então, essa posição foi o que conseguimos fazer até agora no fim de semana. Agora é trabalhar um outro caminho para tentar melhorar o carro para a corrida. Por enquanto, o desempenho mostra que precisamos evoluir mais.

Rafael Suzuki, P18: Não fomos tão bem, mas é difícil estar bem em todas. Não encontramos o melhor acerto do carro, mas evoluímos. Não o suficiente para ir para o Q2, mas também não faltou tanto. Não é a pior das posições e acho que dá para pensar numa alternativa para a corrida 1 e para a corrida 2. Agora, temos de trabalhar para amanhã e espero que a gente encontre o melhor carro para a corrida e consiga marcar bons pontos. Amanhã é uma corrida de cabeça. Aqui acontece muita coisa, principalmente por conta do desgaste do carro e porque a pista é travada. No ano passado, teve muito Safety Car. Então, tenho certeza de que se a gente fizer uma corrida limpa, equilibrada, a gente consegue almejar um Top-10 em uma das provas.

Antonio Pizzonia, P19: A gente já fica feliz de fazer uma ultrapassagem sem usar o push to pass. Passar dois carros sem esse auxílio, então, foi sensacional. Principalmente por ter sido no Bacião, que é uma curva rápida, de raio longo e uma das mais famosas que a gente tem aí no calendário. Foi muito legal. Eu estava atrás de dois pilotos que disputavam posição na curva zero e saí melhor do que eles pra reta. Frear por dentro no Bacião não é fácil, pelo estilo da curva, mas foi fundamental para a ultrapassagem. Quero agradecer ao pessoal que votou e acho que isso serve de incentivo pra gente continuar lutando sempre na pista, seja qual for a posição.

Denis Navarro, P24: Nós vamos tentar uma prova de recuperação amanhã. Começamos bem nos treinos aqui, mas tivemos um pouco mais de dificuldade depois que a temperatura da pista aumentou. Ainda precisamos estudar os dados e encontrar o setup ideal para as corridas.

Ricardo Sperafico, P28: É minha primeira vez nesta pista, então demorei um pouquinho para me acostumar com ela também. É uma pista bem técnica, difícil. Mas é sempre bom aprender e conhecer novos circuitos. Eu nunca participei deste formato de duas corridas. Vai ser um aprendizado para tentar entender como funciona. Largando lá do fundo, vou acompanhar, ver a reação do carro e pensarmos na melhor estratégia no decorrer das provas.

Quer concorrer a uma réplica do capacete do Ayrton Senna? Clique AQUI e palpite sobre quem vai vencer a corrida da StockCar no Velo Città no próximo domingo!

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.