Stock Car – Comentários de sábado – Tarumã 2017

Atila Abreu

Átila Abreu, P5: Foi uma classificação bem positiva. No Q3 faltou um pouquinho, mas ontem não estávamos bem e a Shell Racing trabalhou perfeitamente bem para tentar identificar o problema e tanto eu como o Zonta e toda a equipe conseguimos identificá-lo, fazia sentido, e viemos com uma outra receita completamente diferente e funcionou, com os dois carros no Q3. O Zonta estava mais rápido do que eu, meu carro estava um pouco dianteiro e sempre precisei dar uma volta a mais no Q1 e no Q2, enquanto alguns adversários tinham duas voltas, eu tinha quatro ou cinco. E são quatro ou cinco voltas arrastando o pneu e castigando. Sabia que no Q3 seria difícil, tentei forçar para ver se o carro faria, era o tudo ou nada, não deu e acabei errando. Mas foi positivo para equipe ter os dois carros no Q3. A corrida é bem difícil, com o asfalto desgastando os pneus, mas vamos trabalhar e tentar descontar pontos dos líderes, aproveitando que alguns competidores nossos ficaram lá atrás.

Ricardo Zonta, P6: Temos um carro rápido, que se comportou de forma ótima na classificação em todas as voltas que eu dei. Uma pena o acidente porque economizamos pneu para entrar no Q3 e acabei acreditando muito na curva 2 porque a curva 1 tinha sido boa, e perdi o carro. Uma pena ter acertado a barreira de pneus, mas o carro tem um grande potencial para a corrida.

Marcos Gomes, P7: Eu esperava brigar pela pole position, principalmente por ter feito o melhor tempo do dia ontem. O carro estava se comportando muito bem com pneus novos, mas depois de algumas voltas, principalmente no Q2, ele estava saindo um pouco de frente. A pista mudou de ontem para hoje, mas vamos analisar os dados para fazer duas boas corridas amanhã.

Diego Nunes, P9: Largar entre os 10 primeiros é sempre bom. Então, acho que apesar de ter buscado estar entre os cinco, foi uma boa colocação. Amanhã a previsão é de pista seca e temos um carro muito competitivo. Vamos buscar a melhor estratégia, principalmente, focando no consumo dos pneus, e partir para a briga.

Antonio Pizzonia, P10: A Stock Car é sempre muito equilibrada. Resolvemos fazer uma mudança no carro depois dos ensaios da manhã e não funcionou como esperávamos. Acho que perdemos uns dois décimos com essa alteração. Mas é assim mesmo. Temos de arriscar de vez em quando parta encontrar esse décimo que falta. Às vezes a gente acha, às vezes a gente perde. Hoje a gente perdeu um pouquinho. Paciência, estar entre os 10 é sempre bom e nos dá chances reais de lutar por bons pontos nas duas provas, principalmente porque temos um carro até melhor em corridas do que em classificação.

Denis Navarro, P11: O carro melhorou bastante de ontem para hoje. Um dos nossos problemas foi não ter muito pneu para andar hoje, mas enquanto tivemos pneus bons nós fomos competitivos. Fizemos um bom Q1 e a expectativa de largar na sexta fila é boa para amanhã. É uma etapa em que se gasta muito pneu, mas vamos pensar na melhor estratégia para ver se vamos privilegiar uma das corrida amanhã.

Rafael Suzuki, P12: Foi uma boa classificação, a gente foi para a pista com pouca referência, já que temos poucos pneus bons para usar nos treinos, pois completei todas as corridas no ano. No Q1, com pneus novos, consegui encaixar uma volta muito boa, o carro estava bem equilibrado. Mas no Q2, o carro ficou mais dianteiro, acho que fiz uma volta boa, então fiquei satisfeito com o 12º lugar, bem próximo do top-10. Temos uma boa média, passei pro Q2 pela quinta vez nas últimas sete tomadas. Além disso, é uma boa posição para termos várias opções de estratégia para as corridas.

Julio Campos, P14: Não conseguimos fazer nada por causa da pista molhada e fomos para a classificação mais em cima do acerto do Pizzonia. No Q1 peguei trânsito, uma bandeira vermelha e só fiz meu tempo na terceira volta, enquanto a maioria precisou de apenas uma volta, o que me deixou numa condição desfavorável de pneus. No Q2 minha volta mais rápida não foi ruim, mas eu tinha certeza que poderia tirar ainda mais uns dois décimos. Infelizmente, peguei a grama com a roda traseira na entrada da curva 2, o carro girou no eixo e bateu forte. São coisas que acontecem. Minhas possibilidades de chegar nas duas corridas entre os 10 e somar pontos importantes são grandes.

Cesar Ramos, P16: Nosso carro tem um bom ritmo, faltaram detalhes para poder buscar uma classificação entre os dez primeiros. Mas amanhã, com duas corridas pela frente, estou certo de que poderemos ter um salto, ganhar posições e até mesmo pensar em um pódio na segunda corrida.

Felipe Fraga, P18: O carro estava bom, mas eu errei na curva 3 e isso acabou comprometendo uma boa volta. Agora vamos estudar com os engenheiros uma boa estratégia para amanhã e tentar minimizar a classificação de hoje. Nosso objetivo é fazer o máximo de pontos possíveis amanhã.

Allam Khodair, P19: Ficamos bastante frustrados diante de todo potencial que o carro vinha apresentando nos treinos de ontem. Mas não conseguir treinar com pneus novos de fato atrapalhou muito a nossa programação, infelizmente. Agora vamos ter que administrar isso e buscar uma corrida de recuperação.

Sérgio Jimenez, P20: Não conseguimos evoluir o suficiente para o treino classificatório. O carro teve sempre uma tendência a sair de frente. Mexemos e melhorou, mas não o ideal para que pudéssemos fazer as três curvas de alta (1, 2 e 9) sem sair de frente. Foi o que mais nos prejudicou para buscar um resultado melhor. Amanhã é tentar ir pra frente e marcar pontos.

Márcio Campos, P21: Não conseguimos ter um bom desempenho, principalmente no primeiro setor, e isso nos prejudicou bastante. Agora temos que focar em uma corrida de recuperação amanhã.

Felipe Lapenna, P23: Andei na chuva no treino livre de manhã e acabamos mexendo no freio, para a classificação acabei esquecendo de voltar, e o carro ficou com muito freio para trás e eu perdi em todas as freadas. Foi um erro meu. O carro estava muito bom ontem, mas acredito que amanhã faremos uma boa corrida de recuperação.

Lucas Foresti, P26: Sem push-to-pass e largando lá atrás, nem precisamos dizer que vai ser difícil. Chovendo ou não amanhã a corrida vai ser bem complicada, definitivamente. Mas como temos ainda duas corridas pela frente, não vou jogar a toalha tão cedo.

Guga Lima, P27: O final de semana não começou bem para mim. No shakedown, meu motor já estava falhando e andei muito pouco nos treinos livres e nem pude passar pneus melhores. Hoje, no meu grupo choveu. Então, a primeira vez que andei realmente foi no classificatório, sem saber o limite, onde poderia arriscar mais com o carro, e foi o que deu pra fazer. Vamos ter de remar de novo e ir pra frente amanhã.

Cacá Bueno, P29: Eu não lembro da última vez em que rodei em uma classificação da Stock Car, ainda mais duas vezes em sequência. Alguma coisa aconteceu: pode ter sido um erro meu, algum defeito no carro ou no pneu. Nós vamos estudar, mas algo diferente do normal com certeza aconteceu. A reação (do carro) foi bem esquisita, parecia que o pneu tinha furado ou saído do carro. Uma pena precisar largar lá de trás, mas vamos tentar fazer uma boa corrida de recuperação amanhã e tentar pontuar bem na corrida 2.

Gabriel Casagrande, P30: A curva não tem problema algum, o problema foi a traseira ter desgarrado e, ao corrigir, a frente foi embora. Um vez na grama molhada a gente vira passageiro e infelizmente isso acabou refletindo na classificação. De um dos mais rápidos caímos para último no grid e teremos uma corrida difícil, amanhã.

EB - www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.