Stock Car – Comentários de domingo – Goiânia 2018

Nelsinho Piquet

Ricardo Zonta, P1/NT: O Daniel (Serra) estava bem rápido e eu estava tentando me manter próximo dele. Ele usou bastante push para me segurar e ganhamos a posição no pit com um ótimo trabalho da Shell V-Power! Foi uma estratégia muito boa! Uma pena que na segunda largada, na curva 3, alguém tocou comigo e pegou na roda esquerda e começou a ficar pesada a direção. Quando cheguei na curva 2 na outra volta pesou demais o volante e vim para os boxes, não tinha como pilotar desse jeito. A equipe tentou arrumar mas não teve jeito.

Diego Nunes, P2/P17: Chegamos onde queríamos, nosso objetivo era esse, ter um carro equilibrado na classificação e ir para o tudo ou nada na prova, buscando esse pódio, queremos fechar com chave de ouro, não foi um ano fácil, então nessa reta final dar a volta por cima é muito bom. A equipe fez um excelente trabalho no pit stop, agora vamos buscar mais um excelente resultado na ultima etapa e começar bem a próxima temporada. Conquistamos mais pontos e estamos felizes com a nossa performance e com esse pódio que estava faltando.

Felipe Fraga, P3/P3: Quero agradecer minha equipe pela estratégia perfeita que fizemos nessa etapa em Goiânia. Todos estão de parabéns e também agradeço aos fãs que votaram no Fan Push, foi com esse botão extra que eu consegui ultrapassar o Daniel (Serra) na corrida 2. Estou muito feliz por esses dois pódios, por tirar nove pontos do líder, e agora vamos com tudo para disputar o título em Interlagos. Em Interlagos tudo pode acontecer e não vou desistir. Estou sentindo uma energia muito grande pelo tanto pessoas que saíram de Palmas para virem me assistir aqui em Goiânia, então com certeza chegamos muito fortes nessa final.

Nelsinho Piquet, P7/P2: Tinha de ser assim! Queria agradecer a toda a equipe pelo trabalho forte o ano inteiro.Foi um ano muito difícil, então manter a motivação de todo mundo para achar cada detalhe no carro não é fácil. Também quero agradecer à Texaco por nos apoiar. Agora que tivemos o primeiro pódio, vamos atrás da primeira vitória. Obrigado, Goiânia! Foi um ano difícil, mas a gente vem melhorando, não desistimos. Goiânia obviamente é uma pista bem diferente de todas, uma pista bem lisa e mais de alta, não sei se nos favorece ou se é a nossa evolução. Vamos continuar trabalhando, há margem para melhorar. Esse segundo lugar foi real, não é que guardamos tudo para a segunda corrida. Não economizamos nada na primeira prova, foram duas corridas fortes, e o ritmo estava muito mais forte na segunda corrida. O carro realmente evoluiu, mas só de ter largado na frente faz muita diferença, você não fica no meio da confusão, na frente são pilotos que se respeitam e dão espaço. É claro que tem um esbarrão aqui e ali, mas faz parte.

Julio Campos, P8/P9: A primeira corrida foi dentro do que a gente esperava. Poupamos um pouco de push, um pouco de pneu, porque sabíamos que precisávamos dos pontos das duas provas. Na segunda, estávamos devendo uns três décimos para o pessoal, mas as coisas estavam indo bem até a última volta, quando perdemos rendimento e cai para nono. Fui lutando até onde deu e esses pontos são importantes de qualquer forma.

Átila Abreu, P9/P20: Eu me preparei para a corrida 2 sabendo que eu largaria em décimo. A corrida 1 foi mais difícil, gastei mais pushes do que eu queria mas consegui chegar em nono e estar bem posicionado para a segunda corrida, até porque o Fan Push que ganhei na votação ajudou muito, seria uma vantagem em relação aos meus adversários. Mas na largada o César (Ramos) acelerou muito antes e me desconcentrou. Acabei sendo punido quando já estava em primeiro e abrindo. Com a quantidade de pushes que eu tinha, com o pneu melhor que eu tinha, ia caminhar bem para a vitória na segunda corrida. Agora é concentrar para buscar o terceiro lugar no campeonato em Interlagos.

Cesar Ramos, P10/NT: Estou muito frustrado. Todo o trabalho de um final de semana jogado fora por conta de um problema de motor, um fator externo ao trabalho da equipe e do piloto. E, pior, pela segunda vez no ano. Em Campo Grande foi a mesma coisa.

Rafael Suzuki, P12/P10: Consegui largar bem nas duas corridas. Me mantive entre os 10 primeiros na corrida 1. Infelizmente, perdemos um pouquinho no pit, alguma coisa aconteceu, mas tenho certeza de que a equipe vai investigar e não conseguimos chegar em décimo para largar na pole. Mas larguei em 12º, fiz de novo uma boa largada, estava em oitavo e tínhamos a estratégia de colocar um pouco de combustível, normal. Mas chegar em décimo, pontuar nas duas corridas, com bom ritmo, um bom carro, a equipe está de parabéns, o trabalho foi bem feito. Sempre tem algumas coisas de piloto e equipe para ajustar, mas foi bom voltar aos pontos e estar brigando entre os 10 primeiros.

Marcos Gomes, P13/NT: Nós tínhamos um grande potencial para essa etapa, mas o toque que recebi na primeira volta acabou atrapalhando os nossos planos. Eu ainda tinhas chances matemáticas para brigar pelo título, mas agora estamos na torcida pelo Fraga e para que a Cimed Racing conquiste seu terceiro título na história.

Bruno Baptista, P17/NT: Eu tive um fim de semana difícil, a começar pelo fato de entrar no carro depois de vir direto da França, onde participei da seletiva mundial da Porsche. Isso pesou um pouco na sexta-feira. Mas no geral nós esperávamos resultados bem melhores aqui em Goiânia. “A chuva que caiu de repente e mudou totalmente a condição da pista me tirou a chance de brigar por um lugar no top10 do grid, que era minha meta. E depois o furo no radiador interrompeu uma estratégia que nós sabíamos que iria funcionar, me colocando no pelotão da frente na segunda corrida, apesar de largar atrás. Mas este é apenas um ano de aprendizado para mim. Em Interlagos terei outra oportunidade de brigar por um bom resultado e estou confiante que temos todas as condições de terminar o ano muito bem.

Lucas Foresti, P18/P18: Fiz uma largada boa, ganhei quatro posições, e a partir de então foi uma briga de foice. Foi uma prova onde praticamente todos andaram no limite e sem problemas nos boxes, que me exigiu muito como piloto. Não rendeu os pontos que eu almejava, mas me diverti bastante.

Cacá Bueno, P20/NT: O nosso carro começou bem o final de semana nos treinos, mas acabou ficando difícil quando tivemos que largar na oitava fila. A disputa no pelotão intermediário foi muito grande e acabamos não conseguindo ter o desempenho que queríamos. Espero fazer uma boa corrida final em Interlagos e torço para a Cimed Racing conquistar o título com o Felipe (Fraga).

Ricardo Sperafico, P24/NT: Como largamos atrás na primeira corrida, nós priorizamos a segunda prova. Mas, mesmo na primeira, o carro já começou a ter um problema de superaquecimento no câmbio. Na segunda corrida, tínhamos uma estratégia boa, para chegar entre os 10 primeiros, mas o câmbio começou a ter problemas e tivemos de abandonar. Infelizmente, não conseguimos pontuar com os dois carros, mas nós também tínhamos potencial para marcar pontos. Vamos continuar trabalhando.

Lucas Di Grassi, NT/P4: Foi uma corrida bastante exaustiva, por que tive que largar do box e quando me autorizaram a entrar na pista eu já tinha uma reta de desvantagem para o último colocado. Eu tinha menos pushs e nesta pista isso foi uma desvantagem séria. Consegui fazer as ultrapassagens que precisava e por pouco não cheguei no pódio. Foi uma prova sensacional, daquelas que dá orgulho de ter feito.

Allam Khodair, NT/P8: A segunda corrida foi boa, mas não apaga o fato de termos ficado fora do grid da primeira corrida. Estava largando em oitavo lugar e tínhamos grandes chances de apostar em uma estratégia para chegar ao pódio e até brigar pela vitória. Os pontos consolam. Mas, assim como o Cesar, saio de Goiânia com o sentimento de frustração.

Antonio Pizzonia, NT/P14: Consegui largar bem na primeira corrida, ganhei várias posições e tinha um ritmo bom, apesar de perder um pouco de reta porque recebi um toque na largada que acabou ‘fechando’ o escapamento. Mas de equilíbrio estava competitivo. Só que aí o Di Grassi errou a freada e bateu em mim. Ele foi punido, mas nossa corrida acabou ali.

EB - www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.