Stock Car – Comentários de domingo – Cascavel 2019

Gabriel Casagrande

Felipe Fraga, P1/P14: Estou feliz pela vitória e pelos 37 pontos no campeonato. Agradeço muito todos da equipe porque o carro estava perfeito para a corrida. Agora vamos para o Velo Città, uma pista que sempre somos rápidos. Vamos trabalhar porque estamos no páreo para brigar pelo título do campeonato. Foi uma pena o (Felipe) Lapenna ter me jogado fora da pista e acabado com a minha corrida 2, poderíamos ter feito ainda mais pontos.

Gabriel Casagrande, P2/P8: Foi um final de semana especial em Cascavel, em que fiquei muito feliz pela pole position e pelo recorde de pontos. Subimos no campeonato e agora vamos trabalhar para seguir a ascensão na Stock Car. Parabéns a toda equipe pela vitória. Foi uma corrida com bons momentos, incluindo a ultrapassagem tripla no Bacião (em cima de Daniel Serra, Rubens Barrichello e Valdeno Brito).

Cacá Bueno, P3/P12: Foi uma boa etapa para nós, assim como foi no RS. Aqui eu queria o pódio e conseguimos. Poderia ter abastecido um pouco mais na corrida 1, mas acho que era importante a equipe conseguir os três primeiros lugares aqui em Cascavel. Estamos em uma grande fase, o Fraga venceu as últimas duas e mostramos que o carro é muito rápido. Fizemos um começo de ano não tão bom, mas trabalhamos demais para que esses resultados voltassem a aparecer. Essas últimas corridas mostram que a equipe está muito forte e traz um ânimo para essa parte final e para a temporada 2020.

Felipe Lapenna, P5/não terminou: A corrida 1 foi muito legal para nós, tanto eu, quanto o Denis conseguimos um excelente resultado, o que é bem importante para o time, já que colocar os dois carros entre os primeiros em uma categoria tão competitiva como a Stock Car é muito difícil. Na segunda prova, achamos que o carro não ia ser tão bom, mas de repente o carro acabou sendo voador, mas um incidente, onde eu estava com o push, pus por dentro normal, como todo muito faz, fui frear e o piloto quis frear mais por dentro do que eu, e acabou encostando no meu carro e ele rodou. Fui punido com um drive-trough. Não concordo, pois acho que meu posicionamento não estava errado, mas enfim foi o que aconteceu. Só tenho que exaltar o grande trabalho da Cavaleiro!”

Rubens Barrichello, P6/P3: Foi um dia exaustivo, porque eu estava com problemas no rádio e só ouvia de vez em quando o Maumau (Maurício Ferreira, chefe da equipe Full Time). Tinha de fazer as contas de quantos pushs eu tinha. Não via a minha placa, via a placa do (Ricardo) Zonta, depois via a do Átila (Abreu) e estava contando pela placa dos outros pilotos. Foi uma prova muito difícil mentalmente. Estou bem cansado. Mas valeu demais. Estou feliz, porque recuperamos muitos pontos, que era o nosso objetivo.

Denis Navarro, P7/P18: Foi um final de semana extremamente proveitoso para nós. Fomos muito competitivos nas duas corridas. A corrida 1 conseguimos um grande resultado e isso mostra que a equipe vem evoluindo muito, a cada etapa estamos cada vez mais consecutivos. Temos tudo para repetirmos esses resultados e irmos em busca de nossa primeira vitória, que é o grande objetivo.

Átila Abreu, P8/P1: Estou muito feliz! Foi um ano muito complicado desde o acidente no começo do ano. Sempre fui acostumado a andar no pelotão da frente, mas esse ano, por causa de todos os problemas, estamos um pouquinho atrás. Depois do acidente tivemos dois terceiros, caímos de performance, mas em Cascavel começou andando bem em todos os treinos. Na classificação erramos um pouquinho e deixamos a desejar, abusamos um pouco no acerto para tentar a pole e pagamos o preço. Largando em 11º, tivemos de jogar com a estratégia. Quando terminou a primeira corrida pensei que deveríamos ter reabastecido mais. Na corrida 2, o (Rafael) Suzuki abriu muito no começo, eu era um pouco mais rápido do que o Valdeno (Brito) e economizei um pouco de push. Ele deu uma errada, e passei sem o push. Isso foi importante, e consegui abrir. Sabia que o Thiago (Camilo) teve uma punição na primeira corrida e abasteceu mais, por isso sabia que a briga seria com ele e o Suzuki. O Suzuki teve um problema, e ficamos o Thiago e eu. Ele veio chegando, mas talvez ele tenha ficado sem pneu, o que aconteceu comigo também. Optei por não trocar o dianteiro e no fim fiquei com medo de estourar. Ainda bem que o Thiago perdeu um pouco o ritmo e deu para economizar também. Queria agradecer a todos que votaram no Fan Push e torceram!

Valdeno Brito, P9/não terminou: Já na primeira prova, eu vi que o desempenho poderia ficar comprometido porque o carro saía muito de frente. Fiz o que foi possível de ajuste interno e completei a primeira prova em nono. Na segunda, os ajustes que fizemos não foram suficientes e a partir da terceira volta já comecei a perder velocidade. Mas foi positivo pelos pontos adquiridos na primeira corrida.

Rafael Suzuki , P10/P7: Foi um domingo muito positivo, porque somamos muitos pontos aqui em Cascavel”, disse Suzuki, que com os resultados deste domingo deixa o Paraná com mais 25 pontos somados aos seus 56 na tabela – e agora vai a 81. “Pela posição em que largamos, fazer dois top-10 é muito bom. A estratégia funcionou bem. Claro que liderar mais da metade da corrida traz aquela expectativa de vitória ou pódio, mas tivemos de ser prudentes na prova 2 ao trocar os pneus que estavam mais gastos. Faz parte do jogo, e o resultado foi muito bom. É algo que vai dar um ânimo novo para as três etapas finais.

Nelson Piquet Jr., P12/P17: Tivemos um bom carro nos treinos, conseguimos uma boa posição de largada, mas já sabíamos que sem o push-to-pass seria difícil brigar mais à frente. De qualquer forma, foi um fim de semana de muito aprendizado e vamos focar agora na reta final do campeonato, para tentar evoluir e voltar ao pódio nas últimas corridas.

Julio Campos, P13/P4: Como larguei em 16º, tentei ser mais agressivo na largada da corrida 1. Tinha muito carro na minha frente e na curva 2 acabei abrindo demais e rodando. Consegui poupar pneus, voltei para a corrida em último e recuperei doze posições, finalizando em 13º. Para a segunda corrida, o carro já estava mais desgastado e os pneus não deram conta de manter um ritmo muito rápido, mesmo assim terminamos em quarto lugar.

Thiago Camilo, P14/P2: Entendo que um atleta de alto rendimento tenha que saber competir dentro das regras, mas para mim foi uma surpresa quando anunciaram a punição, porque de dentro do carro não dá para ver a faixa, e já tínhamos reclamado no briefing que as faixas estavam pintadas de forma errada, tortas. Eu tinha meu melhor carro da temporada aqui. Classifiquei em terceiro por detalhe e estava controlando a posição nas primeiras voltas da corrida, sem deixar os dois primeiros (Gabriel Casagrande e Felipe Fraga, que acabou vencendo) escaparem e me distanciando do Daniel Serra sem usar o botão de ultrapassagem. Tinha tudo para ser minha maior pontuação do ano, mas a partir da punição a equipe reagiu rapidamente e traçou uma estratégia perfeita que me permitiu cumprir nosso objetivo de chegar mais perto da liderança.

Ricardo Zonta, P15/P16: No começo da corrida, eu estava me mantendo ali no meio, programando para atacar no meio da janela. Aí começou a empurrar a frente do carro, e pensei que era um pouco do balanço ou pneu. Daí no pit stop trocamos os pneus, e foi piorando essa escapada de frente. Era o óleo que vazava no pneu dianteiro, então perdia a aderência. De uma hora para outra, a direção ficou bem pesada e quebrou. Ainda tinha 15 voltas, tentei segurar, mas o carro estava muito pesado. Todas as curvas são para esquerda e, se já é difícil com a direção hidráulica, imagine sem. Não consegui mais manter o ritmo e fiquei em 16º. Tinha um carro para brigar pelo pódio, uma pena.

Bia Figueiredo, P16/P11: A classificação foi ruim, mas tínhamos um bom carro e resolvemos fazer uma estratégia para pontuar bem na Corrida 2, sem abdicar de lutar pelos pontos na corrida principal. E conseguimos cumprir. Pena que na segunda corrida eu escolhi largar por fora e fiquei espremida, perdendo várias posições, caso contrário chegaria com certeza no top 10, que era nossa projeção.

Marcel Coletta, P17/P10: Nós tínhamos um carro muito bom, mas eu nunca tinha andado nessa pista, então foi importante conquistar mais um top-10 na temporada. Saio daqui com a sensação de que poderíamos ter conseguido um resultado melhor, mas seguimos evoluindo e melhoramos bastante desde os primeiros treinos aqui. Agradeço à equipe pelo ótimo carro que tive para as corridas. As próximas pistas em que correremos nesse ano eu já pilotei: Velo Cittá, que eu já venci na Porsche, além de Goiânia e Interlagos, que nós também já tivemos etapas lá, por isso estou confiante para essa parte final da temporada. Fico feliz por ter recebido o Fan Push e agradeço todos que votaram em mim lá no site da Stock Car.

Lucas Foresti, não terminou/P6: Foi uma grande prova de recuperação. A equipe trabalhou forte para colocar meu carro em condições para a Corrida 2 e deu certo. A parada nos boxes foi a melhor entre todas as 14 equipes e na pista consegui um bom ritmo, com muitas disputas e ultrapassagens. Estou muito feliz com o resultado de hoje. O que parecia que seria um domingo para se lamentar, após a quebra na Corrida 1, se tornou uma grande oportunidade de recuperação na segunda prova.

Gaetano di Mauro, não terminou: Foi uma pena. O fim de semana não vinha bom, mas tínhamos a chance de fazer alguma coisa para uma virada na corrida 2 e fazer bons pontos para o campeonato. Houve quebra de suspensão na primeira corrida, o que tirou essa chance. Tínhamos tudo para disputar a corrida 2, mas quando eu saí do box eu já senti que ainda tinha alguma coisa quebrada. Larguei, não tinha ritmo e não havia o que fazer. Logo depois quebrou o semi-eixo. De qualquer forma, agradeço aos que me fizeram ganhar o Fan Push nessa etapa.

Galid Osman, não terminou: Eu estava bem, com a estratégia visando à segunda corrida e já estava em 15º na primeira depois de largar do fim do grid. Mas meu carro infelizmente quebrou, e o problema permaneceu para a segunda prova. Ainda assim, valeu pelo apoio do pessoal que votou no Fan Push.

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.