Situação de Hulkenberg mostra como a F1 está “triste”

Nico Hulkenberg

Nico Hulkenberg sem uma vaga na Fórmula 1 em 2020 seria uma prova de como o mercado de pilotos se tornou “triste”, segundo Sergio Perez.

Hulkenberg está lutando para se manter no grid depois que a Renault decidiu contratar Esteban Ocon para o seu lugar na temporada 2020. As opções parecem bastante limitadas, principalmente porque ele não conta com um patrocínio significativo.

Perez, que foi companheiro de equipe de Hulkenberg na Force India entre 2014 e 2016, disse que as dificuldades do alemão não são boas para a F1.

Quando lhe perguntaram como se sentiria se Hulkenberg não conseguisse continuar no grid, Perez respondeu: “Eu ficaria desanimado porque isso mostra como a F1 está triste, que o talento ou os resultados não contam o suficiente em nosso esporte”.

“Há vários outros fatores políticos e muitos outros fora do controle do atleta ou esportista. Continuar ou não deveria ser uma decisão dele”.

Perez disse que a situação é frustrante principalmente porque Hulkenberg vem tendo o mesmo nível de desempenho de seu companheiro Daniel Ricciardo – que tem sete vitórias na F1.

“Todos nós conhecemos o nível de Nico”, disse ele. “Então, acho que a decisão de continuar ou não deveria ser dele porque ele é um dos melhores da categoria”.

 

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.