Ricardo Zonta conquista sua segunda vitória na temporada 2017 da Stock Car

Ricardo Zonta

Ricardo Zonta

Pela segunda rodada dupla consecutiva na temporada-2017 da Stock Car, a Shell Racing sai com uma vitória: correndo no seu estado, o Paraná, Ricardo Zonta venceu sua segunda corrida no ano, na segunda bateria, depois de terminar em 16º na primeira prova e fazer brilhante recuperação.

Átila Abreu, que havia vencido a segunda corrida no Velo Città, também teve um domingo positivo, com um oitavo e um sexto lugares, e manteve o terceiro lugar no campeonato. Além disso, foi o piloto mais votado para o Fan Push e teve um disparo extra do botão de ultrapassagem na segunda corrida.

Na primeira corrida, Átila largou de 21º e ganhou quatro posições logo no começo. Com outras ultrapassagens, o piloto do carro #51 rapidamente se posicionou em 13º. Já Zonta, partindo de 16º, ficou encaixotado na confusão da largada e perdeu posições nas primeiras voltas, caindo para 20º.

Mas o maior pulo de Átila na bateria 1 se deu na estratégia: a Shell Racing estendeu a janela antes do pit stop, o que chegou lhe dar a liderança por instantes e o fez dar voltas com a pista livre. Quando voltou, já estava em oitavo, posição em que permaneceu até a bandeirada final. Depois de fazer um reabastecimento mais longo e poupar os disparos do push to pass, Zonta terminou em 16º.

A segunda prova começou com um acidente na largada envolvendo os concorrentes diretos de Átila Abreu na briga pelo título. Enquanto isso, o sorocabano subiu de terceiro para segundo antes de o safety car entrar na pista. Como fez uma parada curta na primeira bateria, o piloto do carro #51 teve de fazer um pit stop mais longo e caiu para sexto.

Após os problemas na primeira prova, Ricardo Zonta fez um início de corrida excepcional e nos primeiros dez minutos de corrida pulou de 16º para nono, bem próximo aos concorrentes à sua frente. E como já tinha mais gasolina pelo pit stop mais longo da prova anterior, o parananense fez uma parada curta e pulou para segundo.

Além disso, a poupança nos disparos do botão de ultrapassagem propiciou a Zonta um ataque definitivo em cima de Marcos Gomes a cinco minutos do fim, na reta dos boxes. Seus mais diretos perseguidores já não podiam mais usar o push to pass e Zonta partiu para a segunda vitória na temporada. Átila Abreu terminou a segunda bateria em sexto, totalizando 23 pontos.

A próxima rodada dupla da Stock Car será disputada no dia 1º de outubro em Buenos Aires, na Argentina.

Resultado da primeira bateria:

1º T.Camilo – 41m45s042
2º D.Serra – a 2s864
3º R.Barrichello – a 3s137
4º F.Fraga – a 5s034
5º V.Brito – a 8s263
6º M.Gomes – a 14s899
7º C.Bueno – a 18s166
8º Á.Abreu – a 19s765
9º G.Casagrande – a 21s129
10º A.Pizzonia – a 22s526

Resultado da segunda bateria:

1º R.Zonta – 41m57s567
2º M.Gomes – a 2s179
3º R.Barrichello – a 3s137
4º A.Pizzonia – a 5s364
5º G.Casagrande – a 5s620
6º Á.Abreu – a 9s549
7º V.Brito – a 11s969
8º S.Jimenez – a 12s339
9º A.Khodair – a 14s855
10º C.Bueno – a 15s112

Classificação do campeonato:

1º D.Serra – 235 pontos
2º T.Camilo – 222
3º Á.Abreu – 190
4º F.Fraga – 174
5º C.Bueno – 166
6º R.Barrichello – 164
7º M.Wilson – 156
8º M.Gomes – 143
9º R.Maurício – 139
10º G.Casagrande – 123

O que eles disseram:

“Tivemos um carro rápido, todos os treinos mostraram que tínhamos velocidade para ficar entre os cinco. Uma pena o que aconteceu na classificação, com os dois carros largando mais atrás. Fui bem cuidadoso até, tentei não me envolver em nenhum enrosco, principalmente com o Átila, que estava ao meu lado. Guardei o máximo de pneu e disparos do botão de ultrapassagem para a segunda corrida e deu tudo certinho!”

Ricardo Zonta, piloto do carro #10

“Foi um domingo bem diferente do sábado, não posso reclamar. Com meus concorrentes saindo da segunda corrida, se eu tivesse ido melhor na primeira prova, era uma boa oportunidade de descontar os pontos, mas olhando pelo cenário pela posição em que largamos e onde eles largariam, uma corrida em que se daria para fazer 35 pontos com facilidade, saímos no lucro. É claro que não reduzimos a diferença, mas minimizamos o prejuízo. Poderíamos pular fora do campeonato mas continuamos vivos, estamos em terceiro ainda na luta e vamos trabalhar. Estou muito feliz pelo fato de largar em 20º e ter chegado em oitavo sem o safety car, mostra que o carro estava rápido. Na segunda corrida, paguei o preço de ter forçado muito na primeira, gastei muito mais pushes. O safety car mais longo pela batida no começo prejudicou pois outros pilotos saíram mais próximos. A equipe Shell Racing está de parabéns, com mais uma vitória do Zonta, e contrato renovado com todos, o que dá tranquilidade para trabalhar. O Zonta trabalhou muito também para me ajudar, é um cara que merece e ajuda a desenvolver o carro. Foi muito bacana ganhar de novo o Fan Push e queria agradecer a quem votou. Faz a diferença saber que sou um dos pilotos mais queridos do grid e ajudou muito esse push para me manter vivo na segunda corrida”

Átila Abreu, piloto do carro #51

“Stock Car é isso aí, cada corrida é de um jeito imprevisível! Planejamos, planejamos e acaba saindo totalmente diferente. Sabíamos que tínhamos um bom carro mas pegamos a pista numa condição ruim, o que prejudicou nossos pilotos. Conseguimos executar todo o plano, que era o Átila chegar entre os dez primeiros na primeira corrida, para inverter o grid e marcar bons pontos no campeonato. Ele praticamente neutralizou a diferença para os adversários no campeonato, que largaram à frente. O Zonta quando percebeu que não dava para chegar entre os dez por causa de toques de largada foi muito inteligente de poupar o carro e a equipe acertou na estratégia de colocar bastante combustível e priorizar a segunda corrida. O safety acabou ajudando, embora tenha prejudicado um pouquinho o Átila, que teria marcado uns três ou quatro pontos a mais, mas foi muito bom!”

Thiago Meneghel, chefe da Shell Racing

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.