Rahal critica posição da Haas sobre pilotos americanos na F1

Haas

O piloto da Fórmula Indy, Graham Rahal, discordou fortemente da afirmação da Haas de que nenhum piloto americano está pronto para correr na Fórmula 1.

O diretor da equipe, Guenther Steiner, revelou recentemente que a equipe gostaria que um piloto americano corresse para eles, mas não acredita que algum esteja no padrão exigido atualmente.

“Não está no topo da nossa lista”, disse Steiner ao site Autosport quando perguntado sobre a perspectiva de assinar com um piloto americano. “Estará no topo da nossa lista se houver um bom. Obviamente, queremos um. Mas, então, talvez, se houver um realmente bom, eles virão até nós?”.

“Apenas ter um piloto americano que talvez não possa competir em um certo nível talvez não seja bom para o esporte. (Assinar com um piloto americano) seria uma ambição, mas no momento não há ninguém pronto para a F1 nos Estados Unidos, na minha opinião”, completou.

Esses comentários provocaram uma forte reação de Rahal, que declarou no Twitter: “Total besteira da Haas. Se vocês realmente acreditam nisso, por que vocês não ligam para alguns de nós, dando uma chance?”.

Alexander Rossi, que fez cinco corridas pela Marussia em 2015, apoiou Rahal em sua opinião. Ele salientou que alguns dos atuais pilotos americanos “poderiam vencer alguém” na F1.

Kevin Magnussen e Romain Grosjean estarão sem contrato no final da temporada 2018, mas acredita-se que a equipe americana tem opções para mantê-los.

EB - www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.