Piloto da Semana: GP do Japão – 12/10/2016

Nico Rosberg

Nico Rosberg

Nome: Nico Erik Rosberg. Nascimento: 27 de junho de 1985, em Wiesbaden, Alemanha. Equipe: Mercedes GP (Fórmula 1). Títulos: Campeão da Fórmula BMW Alemã (2002); Campeão da GP2 (2005).

Nico Rosberg marcou sua nona vitória da temporada no Grande Prêmio do Japão, em outro dia difícil para o seu companheiro de equipe.

Enquanto Rosberg manteve a liderança no início, Lewis Hamilton fez mais uma largada ruim e caiu para o oitavo lugar. Ele passou o resto da corrida batalhando por seu caminho de volta, e quando receberam a bandeira quadriculada, ele ainda estava tentando arrancar o segundo lugar de Max Verstappen, que o fechou durante a freada para a chicane na penúltima volta.

Rosberg abriu uma vantagem de 33 pontos sobre Hamilton no campeonato. Isso significa que ele agora pode terminar em segundo para seu companheiro de equipe em todas as corridas restantes e mesmo assim conquistar o título.

Talvez a única esperança de Hamilton é que Rosberg tenha finalmente algum problema mecânico nas quatro corridas restantes da temporada, enquanto o britânico não tenha e vença as corridas.

Nico Rosberg começou sua carreira no kart em 1996, aos 10 anos de idade. Anos depois, atuou ao lado daquele que hoje é o seu maior rival na Fórmula 1: Lewis Hamilton. Já nos monopostos, foi campeão da F-BMW Alemã em 2002, atuou de Fórmula 3 entre 2003 e 2004, e foi o primeiro campeão da história da GP2 em 2005.

A estreia na F1 foi no ano seguinte, pela Williams, na qual fez a volta mais rápida em sua primeira corrida, no Bahrain. Com as limitações de equipamento, não conseguiu mais do que pódios ocasionais até 2009, dois em 2008. Foi respectivamente 17º, 9º, 13º e 7º nos campeonatos.

Em 2010 foi para a nova equipe Mercedes, ao lado da lenda Michael Schumacher, que retornava depois de três anos parado. Sempre foi mais rápido do que o compatriota e obteve a primeira pole position e vitória dele e da equipe em 2012, no GP da China.  No ano seguinte, passou a ter Hamilton como companheiro, vencendo dois GPs e obtendo três poles. Até então, foram mais dois sétimos e um nono lugar nos campeonatos.

Desde 2014 a Mercedes é dominante e a briga pelas vitórias e pelo título é interna. No primeiro, o alemão faturou cinco provas (Austrália, Mônaco, Áustria, Alemanha e Brasil) e 11 poles, ficando com o vice-campeonato após disputa ferrenha com Hamilton até a última etapa. Em 2015 o título foi definido em favor do inglês com três corridas de antecedência, mas Rosberg terminou com tudo, com seis vitórias, sendo que as três últimas (Espanha, Mônaco, Áustria, México, Brasil e Abu Dhabi) e sete poles.

Neste ano ele está abusando: até agora foram nove vitórias (Austrália, Bahrain, China, Rússia, Europa, Bélgica, Itália, Cingapura e Japão), oito poles e a liderança durante a maior parte do campeonato. O título inédito está muito perto. Por isso, ele é o Piloto da Semana do Autoracing.

Nico Rosberg (F1) obteve a vitória entre os internautas com 28% dos votos. Lucas di Grassi (FE) ficou na segunda posição com 20% dos votos.

Texto: Eduardo Behling e Adauto Silva

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.