Piloto da Semana: GP do Bahrain – 20/04/2017

Sebastian Vettel

Sebastian Vettel

Nome: Sebastian Vettel. Nascimento: 3 de julho de 1987, em Heppenheim (Alemanha). Equipe: Ferrari (Fórmula 1). Títulos: Campeão no Kartclub Kerpen-Manheim (1998); Campeão no ICA Junior de Kart, no campeonato alemão de kart jr., e no Monaco Kart Cup (2001); Campeão Alemão de Fórmula BMW (2004); Tetracampeão Mundial de F1 (2010, 2011, 2012 e 2013).

Sebastian Vettel conquistou sua segunda vitória na temporada 2017 da Fórmula 1 no GP do Bahrain, ajudado por uma punição de cinco segundos para Lewis Hamilton, da Mercedes.

Vettel cruzou a linha 6.660s à frente de Hamilton, que havia reduzido sua vantagem de 20s após fazer seu segundo pit-stop, com Valtteri Bottas (Mercedes) em terceiro.

Bottas manteve a liderança na largada, enquanto Vettel saiu melhor do que Hamilton, ficou lado a lado antes da primeira curva e ultrapassou por fora para assumir a segunda posição.

Depois de pressionar Bottas nas voltas iniciais, Vettel se tornou o primeiro dos pilotos de ponta a parar na 10ª volta e se comprometeu com uma estratégia de dois pit-stops ao colocar outro jogo de pneus supermacios.

Max Verstappen (Red Bull) entrou na volta seguinte, mas sofreu um problema nos freios em sua volta de saída e escapou na curva 4. O holandês bateu nas barreiras e abandonou a prova.

O safety car foi acionado na volta 13, quando Lance Stroll foi atingido por Carlos Sainz. O piloto da Toro Rosso havia acabado de fazer seu primeiro pit-stop, mas freou tarde demais na curva 1 e bateu na lateral da Williams.

O incidente provocou o abandono de ambos e deu início a uma sequência de paradas que permitiram a Vettel assumir a ponta.

A Mercedes teve de chamar Bottas e Hamilton ao mesmo tempo com o safety car, e ambos tiveram paradas lentas de mais de seis segundos. Com isso, Ricciardo saiu dos pits entre os dois.

Hamilton, que sabia que precisaria aguardar atrás de Bottas, reduziu a velocidade na entrada do pitlane e atrasou Ricciardo, levando a uma investigação dos comissários e à subsequente penalização de cinco segundos.

Vettel liderava à frente de Bottas na relargada, com Hamilton tirando o terceiro lugar de Ricciardo na curva 1. Felipe Massa (Williams) também superou o australiano na curva 4.

Bottas, que optou pelos supermacios em sua primeira parada, fez o segundo pit-stop para colocar os macios 13 voltas depois, retornando em sétimo. Ele rapidamente deixou para trás Sergio Perez (Force India) e Massa, subindo para quinto.

Vettel ampliou gradualmente sua vantagem para mais de seis segundos sobre Bottas; Hamilton perseguia seu companheiro de equipe e ultrapassou por dentro na curva 1 na volta 27.

Naquele ponto, Vettel estava 6.3s à frente, mas Hamilton havia diminuído a diferença para menos de quatro segundos quando o piloto da Ferrari parou e colocou pneus macios no final da volta 33.

Vettel saiu em terceiro, 17s atrás de Hamilton e três atrás de seu companheiro Kimi Raikkonen. As colocações dos pilotos da Ferrari se inverteram três voltas depois, quando Vettel estava a 15.5s de Hamilton na pista, mas de fato a apenas 10.5s graças à punição do britânico.

Vettel havia reduzido a diferença para 9.5s quando Hamilton fez seu segundo pit-stop a 16 voltas do final, incluindo um atraso de cinco segundos para cumprir a penalização, e retornou em terceiro com a borracha macia.

Hamilton levou apenas cinco voltas para alcançar e superar Bottas, com seu companheiro abrindo passagem na curva 13. Naquele ponto, a vantagem de Vettel era de 13s, e apesar de Hamilton ter andado mais rápido do que a Ferrari, ele nunca ficou a menos de cinco segundos.

Bottas tinha uma margem confortável sobre Raikkonen e não foi seriamente ameaçado. O finlandês da Ferrari largou em quinto e caiu para sétimo na primeira volta, mas se recuperou para receber a bandeirada em quarto.

Raikkonen passou Massa logo após a relargada, terminando 16.8s à frente de Ricciardo. O brasileiro foi o melhor do resto em sexto, seguido por Sergio Perez (Force India) – que chegou em sétimo depois de largar em 18º.

Após quatro títulos na Red Bull, de 2010 a 2013, Vettel realizou um sonho de criança ao acertar com a lendária Ferrari para 2015, vencendo já em sua segunda corrida na Malásia, e adicionando mais duas conquistas à coleção na Hungria e em Cingapura, tendo sido soberano em ambas!

O ano de 2016 não foi de grande desempenho de Ferrari e Vettel, sem vitórias, mas 2017 começou com dois triunfos em três provas, na Austrália e no Bahrain, após grande desempenho na pré-temporada. Será que este é o ano do fim de jejum de títulos do piloto alemão e da equipe italiana? Capacidade não falta. Por isso, ele é o Piloto da Semana do Autoracing.

Sebastian Vettel (F1) obteve a vitória entre os internautas com 37% dos votos. Pietro Fittipaldi (V8) ficou na segunda posição com 32% dos votos.

Texto: Eduardo Behling e Leandro Schmidt

EB - www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que contenham ofensas não serão aprovados pelo moderador.