Piloto da Semana: GP da Rússia – 04/05/2017

Valtteri Bottas

Valtteri Bottas

Nome: Valtteri Bottas. Nascimento: 28 de agosto de 1989, em Nastola, Finlândia. Equipe: Mercedes (Fórmula 1). Título: Campeão da GP3 (2011).

Valtteri Bottas suportou a pressão de Sebastian Vettel nas últimas voltas para obter a primeira vitória de sua carreira na Fórmula 1 no GP da Rússia em Sochi.

O finlandês da Mercedes cruzou a linha apenas 0.617s à frente do alemão da Ferrari, com Kimi Raikkonen subindo ao pódio pela primeira vez na temporada com o terceiro lugar. Lewis Hamilton chegou em uma discreta quarta posição.

Bottas fez uma grande largada, tirando proveito do arranque lento de Raikkonen e logo depois passando Vettel antes da curva 2 para assumir a liderança.

Logo em seguida, a corrida foi neutralizada pelo safety car quando Romain Grosjean e Jolyon Palmer colidiram na curva 2.

Na relargada, Bottas acelerou e gradualmente construiu uma vantagem de mais de quatro segundos sobre Vettel.

Bottas encontrou tráfego antes dos pit-stops, permitindo que Vettel reduzisse a margem para 2.5s antes da Mercedes chamá-lo no final da volta 27 para trocar os ultramacios pelos supermacios.

Vettel permaneceu na pista por mais sete voltas e seu ritmo continuou competitivo; ele retornou pouco mais de quatro segundos atrás de Bottas após sua parada para colocar os supermacios.

Pouco a pouco, o líder do campeonato tirou a diferença, ficando a menos de um segundo em um determinado momento e criando a expectativa de uma chegada emocionante.

Mas Bottas, que pediu “menos conversa” no rádio da equipe nas últimas voltas, se manteve sob controle para suportar a pressão de Vettel e garantir sua primeira vitória em seu 81º GP na F1.

Hamilton teve uma tarde frustrante; ele arrancou bem, mas perdeu terreno na segunda fase da aceleração e continuou em quarto.

O tricampeão mundial reclamou constantemente do superaquecimento de seu carro na primeira metade da corrida e não conseguiu se aproximar de Raikkonen após as paradas, terminando em uma distante quarta colocação.

Botas é mais uma das estrelas em ascensão da F1. Após ser bem-sucedido no esporte em seu país, começando no kart, o finlandês partiu para a Europa como um todo, passando inicialmente pela F-Renault Eurocup 2.0 e, em seguida, pela F-3 Inglesa. Seu maior sucesso se deu na GP3, da qual foi campeão em 2011. O bom desempenho lhe rendeu uma vaga como piloto de testes da Williams, cargo que ocupou ao longo de 2012.

Fez sua estreia na categoria máxima em 2013, substituindo na tradicional mas decadente equipe inglesa o brasileiro Bruno Senna, tendo Pastor Maldonado como companheiro. O carro não ajudava, mas Bottas fez o que pode: seu melhor resultado foi um oitavo lugar no GP dos Estados Unidos, mas estes quatro pontos fizeram com que terminasse o ano na frente de Maldonado, vencedor de GP no ano anterior.

Para 2014, a Williams teve um equipamento muito melhor, com motor Mercedes, bem como o experiente Felipe Massa como o outro de seus pilotos. Isso se traduziu em resultados: Bottas foi o quarto colocado no campeonato, com seis pódios, sendo dois segundos lugares (Inglaterra e Alemanha) e quatro terceiros (Áustria, Bélgica, Rússia e Abu Dhabi).

No ano seguinte, o finlandês e a Williams se mantiveram regulares: terminou o ano em quinto, com dois terceiros lugares no Canadá e no México. Em 2016, novamente um pódio no Canadá, e mais uma vez presença regular na zona de pontuação.

Sua grande chance surgiu em 2017, como substituto do campeão mundial Nico Rosberg na Mercedes, ao lado do tricampeão Lewis Hamilton. E ele vem fazendo bonito, com dois pódios, uma pole position e uma vitória em quatro etapas. Por isso, ele é o Piloto da Semana do Autoracing.

Valtteri Bottas (F1) obteve a vitória entre os internautas com 63% dos votos. Sebastian Vettel (F1) ficou na segunda posição com 9% dos votos.

Texto: Eduardo Behling e Leandro Schmidt

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.