Piloto da Semana: 05/10/2017

Nome: Max Emilian Verstappen. Nascimento: 30 de setembro de 1997, em Hasselt, Bélgica. Equipe: Red Bull-TAG Heuer (Fórmula 1).

Max Verstappen conquistou sua primeira vitória na temporada 2017 da Fórmula 1 com uma performance dominante no GP da Malásia, enquanto Sebastian Vettel chegou em quarto após largar em último.

O holandês da Red Bull passou o pole position Lewis Hamilton na freada da curva 1 na quarta volta em Sepang e controlou a prova para obter o segundo triunfo de sua carreira.

Hamilton terminou 12.7s atrás em segundo, com a segunda Red Bull de Daniel Ricciardo completando o pódio em terceiro. Vettel pressionou Ricciardo nas últimas voltas, mas foi forçado a aliviar quando a Ferrari levantou preocupações com a temperatura do motor.

Em um incidente bizarro na volta de desaceleração, Vettel colidiu com Lance Stroll (Williams), sofrendo danos significativos na traseira esquerda de seu carro.

Vettel, que pegou uma carona na Sauber de Pascal Wehrlein para retornar aos pits levando seu volante, agora está 34 pontos atrás de Hamilton no campeonato com cinco etapas para o final.

Houve drama para a Ferrari antes da largada quando Kimi Raikkonen, que deveria largar em segundo, sofreu um problema no turbo. A equipe tentou solucioná-lo, mas não conseguiu antes do início da prova e o finlandês foi obrigado a abandonar.

Hamilton arrancou bem da pole, com Verstappen segurando Valtteri Bottas na disputa pela segunda posição e Ricciardo se colocando em quarto. Verstappen começou a se aproximar de Hamilton, e ao entrar na zona do DRS, conseguiu fazer a ultrapassagem por dentro na curva 1.

Seu companheiro Ricciardo atacou Bottas por fora na curva 1, e apesar do finlandês ter contornado a curva 2 por fora e recuperado a posição, Ricciardo saiu mais forte e teve velocidade para passar na freada da curva 4.

Mais atrás, Vettel vinha ganhando posições, subindo para 12º na segunda volta e oitavo no final da volta 11.

Hamilton foi o primeiro dos líderes a fazer o primeiro e único pit-stop na volta 26, trocando os pneus supermacios por um jogo novo de macios. Verstappen entrou na passagem seguinte, também colocando os macios e retornando à frente de Hamilton.

Ricciardo herdou a liderança, mas a devolveu para Verstappen, que estava cerca de nove segundos à frente de Hamilton, quando fez sua parada duas voltas depois. O australiano tentou alcançar Hamilton, mas não conseguiu e teve de se concentrar na ameaça de Vettel.

Vettel se aproximou o suficiente para lançar um ataque na curva 1, mas Ricciardo fechou a porta e Vettel foi forçado a aliviar depois disso. Bottas chegou em um solitário quinto lugar.

Um talento precoce. Assim é Max Verstappen, que após uma carreira bem-sucedida no kart, iniciada aos quatro anos de idade, estreou nos monopostos aos 16, no final de 2013. Disputou a temporada completa da Fórmula 3 Europeia em 2014, terminando o campeonato em terceiro lugar pela Van Amersfoot Racing. Logo de cara passou a fazer parte do programa de pilotos da Red Bull.

Sua estreia na F1 foi em 2015, pela “satélite” Toro Rosso. Seus melhores resultados foram dois quartos lugares, nos GPs da Hungria e dos Estados Unidos, terminando o ano na 12ª posição com 49 pontos. Neste ano, nas quatro primeiras etapas pela Toro Rosso, marcou 13 pontos, sendo sexto colocado no Bahrain.

Suas atuações chamaram a atenção de grandes equipes, como Mercedes e Ferrari, que passaram a cogitar sua contratação para 2017. Mas a Red Bull foi mais rápida ao efetivá-lo no lugar de Daniil Kvyat já para o GP da Espanha, e sua estreia na equipe principal foi bombástica, com vitória.

Seu bom desempenho se manteve, conseguindo se impor frente ao companheiro de equipe Daniel Ricciardo e às Ferraris, chegando por vezes até a ameaçar a hegemônica Mercedes. Conseguiu mais quatro segundos e dois terceiros lugares. Neste ano, Verstappen teve alguns azares, mas bate constantemente Ricciardo em grids e parece estar de volta aos trilhos com a vitória na Malásia. O que virá a seguir para o Piloto da Semana do Autoracing?

Max Verstappen (F1) obteve a vitória entre os internautas com 28% dos votos. Sebastian Vettel (F1) ficou na segunda posição com 26% dos votos.

Texto: Leandro Schmidt e Eduardo Behling

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.