Nacional – Audi DTCC estreia em Curitiba

121944_166372_dsc_0643_web_A iniciativa dos empresários Dennis Rolim e Décio Rodrigues Júnior, da Driver, se mostrou 100% acertada quando decidiram criar uma categoria como o Audi DTCC. Isso é o que pode ser contatado na abertura do campeonato, no Autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais (PR), neste final de semana. Em parceria com a Audi foi encontrada uma fórmula bastante equilibrada que oferece aos pilotos a oportunidade de competir com um equipamento de alto nível, ao mesmo tempo em que o custo é surpreendentemente baixo para os padrões deste tipo de competição.

O campeonato, que será disputado em seis etapas no formato rodada dupla – totalizando 12 corridas -, na etapa de Curitiba contou com a participação de 15 carros para formar o grid de largada ― dos 16 possíveis. A partir da segunda etapa o campeonato, que será disputada no Velopark, no Rio Grande do Sul, adquirirá seu formato definitivo que estará homologado pela CBA – Confederação Brasileira de Automobilismo. A primeira bateria terá as posições de largada definidas no treino classificatório. Na segunda bateria, o grid será definido a partir das posições de chegada da primeira, sendo que os oito primeiros invertem a posição para a largada. Com o primeiro largando em oitavo, e vice-versa, o segundo em sétimo, e assim por diante.

Como na prova de abertura, em Curitiba, o adendo que prevê a inversão de posição dos oito primeiros colocados para a segunda bateria ainda não estava homologado, o grid guardou as posições de chegada da primeira corrida.

Para Dennis Rolim, da Drive, empresa organizadora do evento: “Foi uma ótima estreia. O carro ficou acima das nossas expectativas quanto a sua qualidade técnica. Não tivemos nenhum acidente, o que comprova o quão seguro é o Audi A3 Sport. É só olhar o rosto de todos os pilotos e ver o quanto eles estão satisfeitos, independente da posição em que chegaram na corrida. Posso dizer que o final de semana transcorreu sem nenhum tipo de problema, com um clima excelente, e foi tudo acima do que esperávamos para o primeiro fim de semana de uma categoria completamente nova”.

Sensação semelhante foi compartilhada por Décio Rodrigues Junior, também da empresa organizadora ao fazer uma balanço do final de semana: “Não podia ser melhor. Os carros são muito iguais e muito seguros. Acho que conseguimos atingir o nosso objetivo principal com o Audi DTCC, que é proporcionar diversão com segurança. A maioria aqui nunca havia disputado uma corrida oficial. Eu sou muito criterioso, tenho um olho bastante clínico, mas são poucas coisas que teremos de trabalhar para melhorar. O carro está muito bem ajustado, tem um bom torque, é fácil de guiar… É difícil de colocar defeito. Mas agora vamos seguir trabalhando para melhorar os poucos pontos que necessitam de reparos e vamos chegar ainda melhores no Velopark”.

Os pilotos também elogiaram: “Fiquei surpreso em perceber a igualdade dos carros. Estão extremamente equalizados, então é o braço do piloto que vai fazer a diferença”, destacou Idenis de Souza. “Não percebi nenhuma diferença entre os carros. Temos pilotos que nunca correram, e outros que já correram em uma ou outra categoria. Essa experiência faz um pouco de diferença, mas acho que com o tempo os menos experientes irão alcançar os ponteiros. E não creio que isso vá demorar a acontecer”, apontou Matheus Maccari.

Confira as próximas provas do Audi DTCC:
17 a 19 de junho – Velopark (RS)
22 a 24 de julho – Campo Grande (MS)
27 e 28 de agosto – Interlagos (SP)
16 a 18 de setembro – Curitiba (PR)
07 a 09 de outubro – Velopark (RS)

FH – www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.