MotoGP – Valentino Rossi perde seu assento para Fabio Quartararo

Valentino Rossi

Como a maioria, ele passou por altos e baixos na carreira durante seu tempo nas corridas. Mas, ao contrário da maioria, sempre houve uma garantia de que Valentino Rossi estaria de volta – no final e no grid, não importa o que acontecesse.

A mudança é inevitável, é imparável. E finalmente, chegaria o dia em que não haveria lugar no grid para o nove vezes campeão mundial.

Valentino Rossi, o mais carismático e espetacular multicampeão que a MotoGP já viu, uma lenda viva de todos os esportes a motor, não terá mais lugar numa equipe de fábrica em 2021 e provavelmente esta será sua última temporada nas motos.

A Yamaha anunciou que contratou a Maverick Vinales por mais dois anos no início desta semana, sinalizando o primeiro grande acordo do que se espera ser um mercado selvagem de pilotos para 2021, já que todos os contratos atuais de fábrica terminam no final do ano.

E Fabio Quartararo está pronto para entrar na equipe principal da Yamaha, após uma temporada de estréia de destaque no equipamento satélite Petronas SRT.

A confirmação de seu passo para a equipe de fábrica em um contrato de dois anos ocorre apenas um dia depois que a Yamaha anunciou que havia estendido seu contrato com a Vinales.

A decisão não deixa espaço na equipe de fábrica da Yamaha para Rossi.

“The Doctor” tomará uma decisão sobre seu futuro na MotoGP durante a temporada 2020, depois que a Yamaha anunciou que ele seria substituído na equipe de fábrica por Fabio Quartararo em 2021.

Em um segundo comunicado, a Yamaha disse que discutirá o futuro de Rossi com o italiano, que “levará até meados de 2020 para tomar a decisão final se ele continuará sendo um piloto ativo” em 2021.

“Esse prazo foi solicitado por Rossi para avaliar sua velocidade competitiva em comparação com o grid da MotoGP somente após completar as primeiras sete ou oito corridas de 2020”, disse o comunicado.

A Yamaha também prometeu a Rossi que ele terá uma moto com especificações de fábrica e suporte total de engenharia – quase certamente na equipe SRT – caso ele decida continuar.

A declaração acrescentou que “independentemente das decisões para o futuro, a Yamaha fornecerá suporte total e foco total para a temporada 2020” a Rossi, que estará disputando sua 21ª temporada na classe rainha – 15 das quais na Yamaha.

“A decisão totalmente compreensível de Valentino de avaliar sua competitividade em 2020 antes de tomar qualquer decisão sobre 2021 foi algo que a Yamaha respeita e também de todo o coração concorda”, disse Lin Jarvis, chefe da equipe Yamaha.

“Embora tenhamos total respeito e confiança nas habilidades e velocidade de Valentino no campeonato de 2020 – ao mesmo tempo, a Yamaha também precisa planejar o futuro.”

“Hoje em dia, com seis fabricantes de motocicletas da classe MotoGP, talentos jovens e rápidos são muito procurados e, consequentemente, o mercado de pilotos começa cada vez mais cedo.”

“Então, é uma sensação estranha começar uma temporada sabendo que Vale não estará na equipe da fábrica em 2021, mas a Yamaha ainda estará lá para Valentino, o que quer que ele decida para o futuro.”

Quartararo também terá acesso à moto M1 mais recente para sua segunda temporada de MotoGP, antes de se tornar um piloto de fábrica em 2021.

“Estou muito satisfeito com o que minha gerência conseguiu nos últimos meses junto com a YMC”, disse Quartararo.

“Nada é fácil, mas agora tenho um plano claro para os próximos três anos e estou muito feliz.”

“Vou trabalhar duro, como fiz no ano passado, e estou extremamente motivado para alcançar ótimas performances.”

“Sinto que o período de inverno é muito longo – estou realmente empolgado para ir ao teste de Sepang na próxima semana para montar na nova YZR-M1, conhecer e trabalhar com minha equipe novamente”.

Clique AQUI para fazer suas apostas esportivas

AS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.