MotoGP determina airbags para 2018

Phillip Island – 2017

Os trajes de corrida dos pilotos, em todas as classes do Campeonato Mundial de MotoGP, devem ser equipados com sistemas de airbag na temporada de 2018.

Os airbags devem ser usados ​​em cada sessão por todos os pilotos permanentes e devem estar funcionando quando estiverem na pista. Os pilotos “curingas” serão as únicas exceções, enquanto os pilotos reservas estão isentos da regra apenas para os dois primeiros eventos.

Em uma declaração, as autoridades da categoria descrevem que o airbag deve cobrir e proteger pelo menos as áreas do ombro e da clavícula, com proteção total ou central nas costas sendo opcional. Se um fabricante optar por ter proteção total, ela deve cobrir toda a coluna vertebral.

Mudanças menores de acordo com as especificidades de cada sistema são permitidas, assim como as variações para acomodar cada piloto, mas as mesmas diretrizes serão implementadas para os fabricantes.

Cada sistema de airbag deve passar por uma série de testes para provar que está totalmente em conformidade com os regulamentos, que vão desde a bateria e a eletrônica até os tempos de implantação e inflação.

A implantação acidental também é um fator, com a realização de testes com o objetivo de garantir que esse cenário não cause que um piloto bata ou que o impeça de controlar sua motocicleta.

Enquanto isso, os sistemas de airbag não devem exigir que outras peças sejam adicionadas à motocicleta e devem ser acionadas sem que o piloto esteja preso à moto.

Cada fabricante deve se auto-certificar de que seu sistema está totalmente em conformidade com os regulamentos e atinja esses padrões, declarando sua confiabilidade com base em testes internos.

EB - www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que contenham ofensas não serão aprovados pelo moderador.