MotoGP – Comentários de domingo – Misano 2017

Danilo Petrucci

Danilo Petrucci

Marc Márquez (Honda), P1: Estava tentando controlar toda a corrida, tentando me controlar porque consegui ser um pouco mais rápido – mas eu disse ‘tudo bem, você deve ser paciente’. Então, quando vi que começamos a abrir uma lacuna para o Dovi, (por) um momento pensei em ficar na segunda posição – mas na última volta eu disse ‘vou tentar’. Este campeonato é muito apertado, cinco pontos podem ser muito no final. (Com) estes cinco pontos, no final do campeonato em Valencia, você nunca sabe (se) você vai perder ou não. Então eu tentei, eu empurrei – era um grande risco, é claro. Se eu falhar, todos escreverão ‘ele nunca muda, bla-bla-bla’, mas é o meu estilo. Este estilo me dá cinco campeonatos e continuarei empurrando, mas sempre tentarei gerenciar o risco, é claro.

Danilo Petrucci (Pramac), P2: Sentimentos mistos. Estou feliz por estar no pódio novamente na Itália, mas eu liderei a corrida por não sei quantas voltas e estava bastante assustado porque sabíamos, a partir desta manhã, que a pista estava muito escorregadia. Depois que Jorge caiu, tentei muito empurrar, mas com oito voltas para o fim, assumi um grande risco na curva 6 e pensei que Marc passaria por mim. Mas, depois de dois minutos, percebi que Marc era muito inteligente para fazer isso e mantive o ritmo. Eu pensei em deixá-lo passar, mas eu estava com medo de perder (a moto), então eu tentei ficar na frente e empurrei com duas voltas para o fim… mas na penúltima volta ele fez uma ótima última curva e passou por mim na curva 1. Eu tentei o troco na curva 4, mas minha moto empinou porque eu sou muito alto e usei meu joelho! Eu pensei ‘não pense, apenas pressione’. Estou um pouco triste, mas estou feliz por este segundo lugar e ele mereceu essa vitória hoje. Estou desapontado, mas também digo que minha melhor corrida é a próxima, então vamos tentar novamente em Aragón. Eu estava esperando que talvez Marc estivesse pensando no campeonato e ele não me atacaria… mas não.

Andrea Dovizioso (Ducati), P3: Com certeza todo mundo quer tentar ganhar sempre. Eu estava lá, mas eu não estava me sentindo tão bem na moto. O risco era muito alto, todos quase caíram hoje. Eu acho que hoje foi um dia (quando) não temos que cometer um erro. Estou feliz com o pódio; eu nunca subi no pódio em Misano, então temos que nos contentar com isso. Foi um fim de semana muito difícil, mas estamos lá – fizemos outro pódio em um momento estranho e difícil. Hoje, quando estava andando, pensei: ‘Ok, este é um dia em que é mais importante somar (alguns) pontos do que zero.

EB - www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que contenham ofensas não serão aprovados pelo moderador.