Mercedes-Benz Challenge 2015 – Fernando Jr. e Peter Michel são os campeões

Fernando Jr.

Terminou de forma emocionante a quinta temporada do Mercedes-Benz Challenge. A oitava e última etapa do calendário de 2015 foi realizada neste domingo (13) no Autódromo Internacional José Carlos Pace, em Interlagos, São Paulo. A prova marcou o desfecho da disputa particular entre o gaúcho Fernando Júnior e o cearense Adriano Rabelo pelo título na categoria CLA AMG Cup, enquanto na C 250 Cup vários candidatos tentavam a glória maior da temporada.

A última corrida do ano começou conturbada, com dois acidentes praticamente simultâneos logo após a largada, que provocaram o abandono de nove competidores e obrigaram a direção de prova a manter o safety car na pista por 20 minutos para a retirada de carros e detritos.

Restando 25 minutos de bandeira verde, os pilotos partiram para a decisão com apetite ainda maior, o que garantiu um dos mais belos espetáculos do ano. Ao final de 19 voltas, a vitória em Interlagos ficou com o campeão de 2014, Arnaldo Diniz, que teve ao seu lado no pódio, coincidentemente, os dois candidatos ao título deste ano. Adriano Rabelo pressionou o líder até o final e recebeu a bandeirada em segundo. Fernando Jr. foi o terceiro.

“Depois de tudo o que aconteceu neste ano, precisava realmente desta vitória na última corrida”, disse Diniz, que teve algumas boas oportunidades ao longo de 2015, todas perdidas por pequenos incidentes. “Guiei muito focado, dando o meu máximo para trazer o carro até o final em primeiro. Tive um problema de pneus no final que causou muita trepidação. Nem eu sei como consegui virar o que estava virando naquela situação. Agora o pessoal brincou me chamando de “Rei de Interlagos”. Achei legal isso, bem bacana mesmo”, acrescentou o vencedor, que havia dominado a sétima etapa, também no traçado paulistano, mas perdeu a vitória na última volta por pane seca.

Decisão ponto a ponto – Enquanto Arnaldo Diniz se empenhava para voltar ao alto do pódio, os candidatos ao título deram um show à parte. Fernando Júnior dependia apenas de seu próprio resultado para sagrar-se campeão, o que significava chegar até duas posições atrás de Adriano Rabelo. Ele superou a meta no final da prova, e cruzou a linha de chegada logo atrás do piloto do Ceará, que foi o segundo colocado.

“Só tenho a agradecer a toda a minha equipe pelo excelente carro que eles me deram neste ano, e aos meus filhos e minha esposa, porque foi muito disputado correr um campeonato como este. Este troféu vai para Santa Cruz do Sul, na terça-feira estou de volta para casa”, disse o campeão. “Corremos com cabeça não só nesta prova, mas na temporada toda. Marcamos pontos em todas as etapas e isso é o que acaba decidindo um campeonato longo como este”, acrescentou.

Para Rabelo, o vice-campeonato pode ser considerado uma vitória – principalmente em razão do alto grau de competitividade da categoria. “Toda a nossa equipe está de parabéns pelo trabalho. Hoje considero que estou vencendo, porque este é apenas meu segundo ano em um campeonato nacional. Em 2014 eu não conhecia praticamente nenhum autódromo, neste ano tive menos dificuldades com isso, e em 2016 estarei de volta, quem sabe para buscar novamente o título”, declarou o vice-campeão.

A etapa de encerramento da temporada definiu, também, os títulos da categoria C 250 Cup e C 250 Cup Master – que ficaram com pilotos da equipe paulista Paioli Racing. Correndo “em casa”, os pilotos cumpriram o objetivo proposto e fecharam a temporada com o título.

“Tudo deu certo, graças a Deus. O lastro (50 kg) me atrapalhou muito. Acho que precisamos rever esse regulamento para o ano que vem. Aqui em Interlagos, por exemplo, ele piora em um segundo o desempenho do carro. Cheguei a achar que não conseguiria, que o Seninha e o Cleiton seriam os campeões, justamente por causa dessa questão do lastro. Mas deu tudo certo desde a largada”, comemorou o campeão.

Para o outro carro da Paioli Racing, no entanto, a largada foi o momento de maior tensão do dia. Marcos Paioli acabou envolvido no incidente que provocou a primeira entrada do safety car na pista, e por pouco não abandonou a disputa.

“A confusão foi para o meu lado. Mas por sorte, mesmo com a frente do carro toda quebrada, consegui voltar para a pista. Fiz uma corrida de recuperação nos poucos minutos que restaram no meu turno, e meu companheiro completou o trabalho para que estivéssemos no pódio hoje e, também, para que chegássemos ao campeonato. Desde o início do ano nossa meta era chegar ao título em ambas as categorias, e conseguimos”, comemorou Paioli que, junto de Peter Gottschalk, faturou o título na C 250 Cup Master.

Dois títulos para o RS- Também foi para o Rio Grande do Sul o título da CLA AMG Cup na categoria Master. Carlos Kray alcançou seu segundo título de expressão nacional mesmo sem vencer a prova deste domingo. “Campeonato se ganha com constância e ao longo do ano procuramos justamente manter a média de pontos para sermos campeões. Fizemos uma temporada muito regular, com vitórias e pódios, e chegamos lá”, declarou Kray.

A primeira colocação entre os pilotos da divisão Master da categoria CLA AMG Cup ficou com o paulista José Vitte, que obteve seu melhor resultado desde que retornou às pistas após o acidente sofrido em 2014. “Essa vitória é muito animadora e inesperada. Com certeza a vontade de voltar em definitivo aumentou ainda mais, e vamos ver o que acontece em 2016”, encerrou o vencedor.

Veja abaixo como terminou a oitava etapa do calendário do Mercedes-Benz Challenge. Ao final, confira os primeiros colocados nos torneios disputados na temporada 2015:

Resultado – Corrida 08
1) Arnaldo Diniz Filho (Comark Racing, CLA), 19 voltas
2) Adriano Rabelo (Cordova Motorsports, CLA), a 1s314
3) Fernando Junior (WCR, CLA), a 2s901
4) Cristian Mohr (RSports Racing, CLA), a 3s251
5) Lorenzo/Paulo Varassin (Cordova Motorsports, CLA), a 4s397
6) José Vitte (Cordova Motorsports, CLA M), a 4s782
7) Pierre Ventura (CKR Racing, CLA), a 5s361
8) Marcelo Hahn/C.Hahn (Blau Motorsport, CLA), a 6s030
9) Fernando Amorim (Fiolux RSports Racing, CLA), a 6s913
10) Cesar Fonseca (Center Bus Sambaiba Racing, CLA), a 7s972
11) Carlos Kray (CKR Racing, CLA M), a 11s796
12) Fernando Poeta (Sul Racing, CLA M), a 13s232
13) Paulo Totaro (Scuderia 111, CLA M), a 16s799
14) Peter Michel Gottschalk (Paioli Racing, C250), a 1min23s370
15) Luiz Sena Jr/Cleiton Campos (WCR, C250), a 1min23s625
16) Christian Germano (Center Bus Sambaiba Racing, C250), a 1min24s070
17) Claudio Simão/Vinicius Simão (Center Bus Sambaiba Racing, C250), a 1min24s321
18) Flavio Andrade (Hot Car Competições, C250 M), a 1min26s678
19) Marcos Paioli/Peter Gottschalk (Paioli Racing, C250 M), a 1min28s494
20) Claudio Dahruj/Otavio Mesquita (VB Motorsport, CLA M), a 1min30s039
21) Beto Rossi/Alline Cipriani (Divena Racing/RSports Racing, C250), a 1 Volta
22) Roberto Santos (Della Via Racing Team, C250 M), a 1 Volta
23) Betinho Sartório (Paioli Racing, C250 M), a 1 Volta
24) A. Papazissis/M.Camacho RSports Racing, C250), a 1 Volta
25) Leo Jr/Lucca de Nigris (De Nigris/Europamotors, C250), a 1 Volta
26) C.A. Guilherme (Center Bus Sambaiba Racing, C250 M), a 1 Volta
27) Keghan Dadian (Center Bus Sambaiba Racing, C250), a 1 Volta
28) Betão Fonseca (Center Bus Sambaiba Racing, CLA M), a 3 Voltas
29) Bruno Alvarenga (RSports Racing, C250), a 4 Voltas
30) Theo de Nigris/Thiago de Nigris (De Nigris/Europamotors, C250), a 7 Voltas
31) Neto De Nigris (De Nigris/Europamotors, CLA M), a 8 Voltas
32) Roger Sandoval (WCR, CLA), a 9 Voltas
33) Thiago Viana (VB Motorsport, CLA), a 18 Voltas
34) Roberto Cirino (Center Bus Sambaiba Racing, CLA M), a 18 Voltas
35) Fernando Fortes (Sul Racing, CLA), a 19 Voltas
36) Peter Ferter (LT Team, CLA), a 19 Voltas
37) Danilo Pinto (Scuderia 111, CLA), a 19 Voltas
38) Cesare Marrucci (Cordova Motorsports, CLA), a 19 Voltas
39) Marcio Basso (Center Bus Sambaiba Racing, C250), a 19 Voltas
40) Max Mohr (RSports Racing, C250 M), a 19 Voltas
41) Luiz Carlos Ribeiro (Mottin Racing, CLA), a 19 Voltas

Campeonato CLA AMG Cup
1) Fernando Junior, 144 pontos
2) Adriano Rabelo, 136
3) Cristian Mohr, 97
4) Pierre Ventura, 79
5) Arnaldo Diniz Filho, 79

Campeonato CLA AMG Cup Master
1) Carlos Kray, 153 pontos
2) Betão Fonseca, 92
3) Neto De Nigris, 90
4) Fernando Poeta, 82
5) Claudio Dahruj, 70

Campeonato C 250 Cup
1) Peter Michel Gottschalk, 139
2) Luiz Sena Jr/Cleiton Campos, 131
3) Marcos Paioli/Peter Gottschalk, 117
4) Betinho Sartório, 108
5) Christian Germano, 99

Campeonato C 250 Cup Master
1) Marcos Paioli/Peter Gottschalk, 151
2) Betinho Sartório, 143
3) Flavio Andrade, 125
4) Roberto Santos, 74
5) Max Mohr, 72

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.