Matheus Leist encerra estreia na Indy Lights como maior vencedor do ano

Matheus Leist

Matheus Leist

A Indy Lights encerrou hoje sua temporada debaixo de muita chuva em Watkins Glen e o ano consagrou o jovem Matheus Leist como o maior vencedor de 2017, com três vitórias – mesmo número do campeão, Kyle Kaiser, que hoje só precisava largar para ficar com o prêmio de US$ 1 milhão para subir para Indy no ano que vem. Mesmo sem ficar com o título, o brasileiro de 18 anos ficou bastante satisfeito com seu ano de estreia nos Estados Unidos, onde encerrou 2017 com um bom quarto lugar na chuva, após largar na nona colocação – Kaiser chegou em sétimo.

As três vitórias de Leist foram em três circuitos de características diferentes e incluiu uma atuação magistral em Indianápolis, onde ele estreou em corrida em oval com a vitória na corrida mais importante do ano, a preliminar das 500 Milhas.

“Este foi um ano muito importante em minha carreira, vindo para os EUA depois de ser campeão da F-3 Inglesa e sabendo que a gente teria condição de andar entre os primeiros colocados em todas as corridas. Foram três vitórias, incluindo a maior de minha carreira até aqui, na preliminar das 500 Milhas, o que certamente me ajudou a abrir portas para meu futuro”, diz Leist.

Hoje, o gaúcho foi o melhor piloto da equipe Carlin ao chegar na quarta colocação e esteve perto de terminar o ano no pódio, com uma briga forte até as voltas finais com Colton Herta, que largou na pole position.

“O começo foi bem complicado com a visibilidade, era muito complicado enxergar com o spray dos carros, mas consegui boas ultrapassagens e acho que tinha chance de conseguir a ultrapassagem no Herta antes da bandeira vermelha. A interrupção acabou atrapalhando, claro, mas era muito difícil seguir naquelas condições, a decisão da direção de prova foi correta”, diz Leist, que terminou o campeonato com 279 pontos, na quarta colocação, 51 atrás do campeão, Kaiser.

EB - www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que contenham ofensas não serão aprovados pelo moderador.