Lucas di Grassi novamente entre os melhores do mundo

Lucas di Grassi

A excepcional temporada do brasileiro Lucas Di Grassi continua repercutindo. Mais tradicional eleição do segmento motorsport do mundo, o tradicional ranking da revista britânica Autosport colocou o campeão mundial da Fórmula E como o 16º melhor piloto da temporada – e o único do brasileiro entre os top 40. Apontando sempre os 50 de melhor campanha no ano, o pleito indicou o mineiro Sergio Sette Câmara como o 43º classificado em 2018. Câmara entrou na lista pela primeira vez, enquanto Di Grassi subiu oito posições em relação a 2017.

Ainda em 2018, este reconhecimento vem se juntar ao Capacete de Ouro, promovido pela Revista Racing, e aos prêmios Melhor Piloto Brasileiro e Melhor Piloto do Campeonato Mundial de Fórmula E, na eleição entre os internautas do site especializado Grande Prêmio. A redação da Autosport destacou a forte campanha de Di Grassi depois que a Audi solucionou o problema no sistema elétrico que fez o brasileiro chegar à quinta das doze provas do ano com zero pontos. Naquela corrida, Lucas saiu de último e terminou em nono, iniciando uma sequência de pontuações que o levaria a estabelecer o incrível recorde de sete pódios seguidos (duas vitórias e cinco segundos lugares).

A redação da Autosport sobre a campanha de Lucas dá a entender que a história do Mundial de F-E, do qual Di Grassi ainda terminou como vice-campeão, poderia ter sido outra caso os problemas técnicos não tivessem impedido o brasileiro de pontuar em um terço dos eventos do campeonato. A publicação também destacou as três vitórias de Lucas na Stock Car e a rápida adaptação ao desconhecido Mazda usado pelo brasileiro para chegar em segundo lugar na geral em sua estreia na prestigiosa Petit Le Mans.

“A eleição da Autosport é o que mais se aproxima de um ranking mundial e estou muito feliz por esta classificação, que me colocou em muito boa companhia”, disse Lucas, destacando sua posição entre os melhores do mundo. “Eu acho que um piloto tem sempre que confiar no seu trabalho, por que estamos em um esporte que exige muito da parte psicológica dos competidores. E o reconhecimento público, como este da Autosport, o Capacete de Ouro e os prêmios de Melhor Piloto Brasileiro e Melhor Piloto da Fórmula E certamente reforçam a determinação de qualquer piloto. Obrigado, novamente, por apoiarem o meu trabalho e torcerem por mim neste ano. Espero merecer a atenção e o carinho do público novamente em 2019”.

Di Grassi volta à pista no dia 19 de janeiro: ele e Hélio Castroneves formarão a dupla brasileira na famosa Race of Champions, prova que reunirá pilotos de ponta de diversas modalidades no tradicional Autodromo Hermanos Rodriguez, nos arredores da Cidade do México.

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.