Liberty Media terá “dificuldades” para vender a F1

GP do Canadá 2018

A Liberty Media terá dificuldades para vender a F1 com lucro. Essa é a opinião de Igor Yermilin, presidente da federação de automobilismo da Rússia.

Ele foi questionado pela publicação Sportbox, da Rússia, sobre os rumores de que, cercada de problemas crescentes e distúrbios, a empresa americana poderia querer vender a F1.

“A situação é completamente esperada”, disse Yermilin. “A atual administração queria começar a melhorar a Fórmula 1, mas acabou sendo muito mais difícil”.

“Eles não têm nem a experiência nem a capacidade de controlar o processo com precisão, como fez Bernie Ecclestone. E todas as incertezas que surgem em tal situação geram os rumores”, confirmou ele.

“Todas as declarações altas da Liberty Media estão parando aos poucos e agora não ouvimos quase nada delas. Ainda não há novas regulamentações técnicas. O Acordo de Concordia expira em breve, mas isso não é muito claro, e há problemas com os promotores originais que tiveram GPs por décadas”, acrescentou Yermilin.

Quanto aos rumores de venda, Yermilin disse que a Liberty Media certamente teria uma perda. “É muito difícil encontrar um comprador que esteja disposto a gastar a quantia que os americanos precisariam depois de tudo o que gastaram. Eles precisariam vender mais caro do que compraram, mas dificilmente alguém está pronto para fazer isso”, finalizou.

EB - www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.