Jimmie Johnson diz que pilotos deveriam guiar todos os tipos de carro

Fernando Alonso e Jimmie Johnson

Recém-saído de sua troca de carros com Fernando Alonso no Bahrain na segunda-feira, o sete vezes campeão da NASCAR, Jimmie Johnson, disse que seria bom se os pilotos pudessem ter um pouco mais de variedade em suas carreiras.

O próprio Johnson nunca havia guiado um monoposto em um circuito antes desta semana. Mas agora ele está aberto a expandir seus horizontes, uma vez que seu atual contrato da NASCAR com a Hendrick Motorsport expira em 2020.

“Sem dúvida”, disse ele, quando perguntado se as corridas em monopostos atraíam – embora ele admitisse que não gosta de ovais de alta velocidade, e que provavelmente seguiria o caminho dos circuitos mistos.

“Eu quero continuar pilotando [além de 2020] e espero encontrar algumas boas oportunidades”, disse ele. “Eu fiz corridas esportivas no passado e terminei em segundo no Rolex 24 algumas vezes na divisão de Protótipos

“Eu adoraria voltar a fazer isso. Tudo está aberto”, disse ele. “Eu acho que com o meu status e relacionamentos eu poderia fazer algumas corridas em circuitos mistos da IndyCar.”

Johnson disse que ele correu pela última vez em um carro de roda aberta na década de 1990, e desejou que ele não tivesse que se especializar tanto quanto ele teve somente nesse tipo de carro.

“Eu sinto que os pilotos em uma idade – jovens ainda – têm que decidir se eles vão seguir carreira em carros de turismo ou monopostos”, disse ele. “Eu não sei se isso é certo, se é certo que esse julgamento aconteça.”

Ele apontou para seus próprios heróis da infância, como Parnelli Jones, Mario Andretti, Dan Gurney e Emerson Fittipaldi, que “correram com tudo” durante suas carreiras.

“Eu me sinto como um piloto de mente aberta – e um que está pronto para trabalhar – poderia ir em qualquer direção”, disse ele.

É uma visão compartilhada por Fernando Alonso, que passou da F1 ao sucesso em carros esportivos e uma corrida inaugural nas 500 Milhas de Indianapolis em 2017 em sua tentativa de se tornar apenas o segundo piloto da história a conquistar a Tríplice Coroa do Automobilismo, depois de Graham Hill.

Algumas estrelas de monopostos, incluindo Juan Pablo Montoya, da F1, e as estrelas da IndyCar, Danica Patrick e Dario Franchitti, tentaram competir nas corridas da NASCAR.

O mais bem sucedido nos últimos anos foi Tony Stewart, que venceu o campeonato 1996-97 da IndyCar antes de mudar para a NASCAR e conquistar três títulos da série Cup.

“Vimos muitos pilotos de rodas abertas tentarem a NASCAR e eles têm sido competitivos”, disse Johnson. “Eu não acho que tenha havido tantas vitórias quanto alguns pensariam, mas eles têm sido competitivos.”

“Ninguém tem ido para o outro lado, então eu adoraria ver alguém [fazer isso].”

AS - www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.