Irmãos Paludo e Pedro Queirolo vencem na despedida da Porsche GT3 Cup Challenge de Curitiba

Miguel Paludo

Miguel Paludo

Pedro Queirolo e os irmãos Daniel e Miguel Paludo foram os últimos vencedores da Porsche GT3 Cup Challenge no Autódromo Internacional de Curitiba. Mas mesmo sem os troféus de primeiro lugar, Lico Kaesemodel e Cristiano Piquet, respectivamente os líderes nas classes Cup e Challenge, saíram do Paraná com margem mais ampla na dianteira, na etapa que marcou metade das provas de Sprint do Campeonato Sul-Americano.

A chuva e o frio que marcaram a jornada de sexta-feira deram trégua no sábado, permitindo a realização das três corridas com pneus slick nos carros de corrida mais vendidos do planeta.

A prova da Cup abriu a programação, antecedida por um warm-up de 15 minutos, no qual os carros puderam acelerar para secar a pista.

Mesmo assim a largada foi feita com safety-car, o que favoreceu a vitória de Miguel Paludo após liderar todas as voltas. O bicampeão é o primeiro (e único) piloto a repetir uma vitória em 2016. Marcelo Hahn foi quinto no geral e venceu pela primeira vez na Cup Sport. Em sétimo, o bicampeão da classe Master Maurizio Billi novamente triunfou na categoria para competidores acima de 50 anos de idade.

A seguir veio a corrida da Challenge. Daniel Paludo, que venceu pela primeira vez a prova 2 da etapa passada na Argentina, mostrou que aprendeu o atalho para o alto do pódio. Desbancou o pole Cristiano Piquet e ganhou com autoridade. Mas  o piloto do carro #8 contou com a sorte: vinha em quarto e foi favorecido pelos abandonos, primeiro de Rodrigo Mello, depois de Tom Filho, quando ambos ocupavam a vice-liderança. Recebeu a bandeirada em segundo e ampliou de quatro para seis pontos sua diferença para o chileno Gonzalo Huerta. Na classe de entrada, Eloi Khouri novamente saiu como vencedor, cravando 100% de aproveitamento na Challenge Sport em sua temporada de estreia.

A segunda prova da Cup fechou a programação. Daniel Schneider assumiu a liderança na curva 1 e a sustentou até a penúltima volta, quando rodou no mesmo ponto. Pedro Queirolo então virou o quinto vencedor diferente em seis corridas na temporada. Na Cup Sport, Adalberto Baptista venceu pela primeira vez com o quarto lugar no geral. Na Master o triunfo ficou com Guilherme Figueirôa, agora isolado na liderança.

Lico Kaesemodel, que tanto queria uma vitória em casa na jornada de despedida da pista, saiu sem o troféu de primeiro lugar. Mas com o quarto lugar na prova 1 e segundo na 2, ampliou sua diferença no alto da tabela de 10 para 14 pontos. Em segundo nos pontos estão os dois bicampeões, Miguel Paludo e Ricardo Baptista, empatados com 88.

A próxima jornada da Porsche GT3 Cup Challenge acontece no dia 18 de junho no autódromo do Velo Città.

As corridas da terceira etapa serão exibidas na Band neste domingo às 13h e no Sportv 3 no próximo domingo (29) a partir das 19h.

 

As Corridas

Cup 1

Largada com safety-car para atender demanda dos pilotos à direção de prova. Única ultrapassagem foi de Marcelo Hahn sobre Carlos Ambrósio, pelo sétimo lugar na primeira volta em bandeira verde.

Na quinta volta, Hahn avançou para sexto, deixando Maurizio Billi para trás. Depois de tracionar melhor no Pinheirinho, Ricardo Baptista passou JP Mauro antes do S de alta.

Miguel Paludo seguia firme em primeiro, favorecido pela disputa entre Lico e Queirolo pela vice-liderança. O Porsche #13 atacou no fim da reta na volta 6, mas o competidor curitibano fechou bem a porta. Na oitava volta, novamente os dois disputaram a freada da curva 1 –então Baptista, impulsionado pela melhor volta da prova, chegou para a briga.

Na nona volta Queirolo arriscou a manobra de novo. Freando por fora, Lico perdeu a frente do carro, que apontou para a esquerda e ralou no muro. Queirolo passou para segundo e Baptista para terceiro.

Sem o mesmo rendimento, Lico “segurava” um pelotão formado por JP Mauro, Marcelo Hahn e Daniel Schneider.

Faltando 5 minutos para o fim da prova, Queirolo embutiu atrás de Paludo na reta principal. Baptista vinha sozinho em terceiro. Em quarto, Lico se segurava. Hahn liderava na Cup Sport e ainda passou JP Mauro no fim da reta. Então o carro #90 tocou Schneider na freada, escapou e caiu para décimo.

Na volta 15 Hahn atacou Lico pelo quarto lugar, mas não conseguiu concretizar a ultrapassagem. Schneider vinha em sexto 3s atrás, seguido por Billi e Guilherme Figueirôa, lutando pelo sétimo lugar e a vitória na Cup Master.

Paludo conseguiu segurar Queirolo até o fim, para vencer pela segunda vez no ano. Baptista recebeu a bandeirada em terceiro, com Lico e Hahn completando o pódio. O piloto do #16 venceu também na Cup Sport, seu primeiro triunfo na classe de entrada. Na Master, a briga entre Billi e Figueirôa foi até a bandeirada final, com o carro #34 prevalecendo por 0s3 sobre o #9.

 

Cup 2

Paludo sorteou o número 6 no pódio da corrida 1, conferindo a pole a Daniel Schneider para a segunda prova, com Marcelo Hahn em P2.

O estreante largou bem por dentro, mas não segurou o Porsche #16 na primeira perna do “S” de baixa. O pelotão se acomodou como foi possível, mas Paludo precisou recolher para box para remover uma placa publicitária que ficou presa ao capô do carro #7 quando desviou de Hahn.

Ao término da primeira volta, os cinco primeiros eram Schneider, Queirolo, Lico, Ricardo Baptista e Carlos Ambrósio. Mas o bicampeão escapou para a grama ao pegar fluido de radiador deixado por outro carro na pista, caindo para sétimo lugar.

Após cinco giros, Schneider vinha 1s6 à frente de Queirolo, e este mais 1s4 à frente de Lico. Em quarto e quinto lugares respectivamente, Ambrósio e Adalberto Baptista travavam belo duelo que valia a liderança na classe Cup Sport.

Na liderança da Master, Paulo Pomelli vinha em nono no geral. Mas abandonou na volta 6, abrindo caminho para mais uma vitória de Guilherme Figueirôa na categoria para competidores acima dos 50 anos de idade.

Na décima volta, Lico emparelhou duas vezes com Queirolo. O Porsche #13 usava a pista inteira para conter o assédio do piloto local. À frente, Schneider não conseguia desgarrar a despeito da disputa pelo segundo lugar.

Na volta 13, Adalberto Baptista teve seu esforço recompensado. Passou Ambrósio no final da reta, assumindo a liderança na Sport e o quarto lugar no geral.

Nas voltas finais, Queirolo buscou Schneider, pressionando bastante. O carro #77 rodou no fim da reta na penúltima volta e perdeu ainda a vice-liderança para Lico. Adalberto Baptista foi quarto e venceu pela primeira vez na Cup Sport, enquanto seu irmão, Ricardo Baptista, passou Carlos Ambrósio pela quinta posição a poucos metros da bandeirada. Em nono, Figueirôa venceu novamente na Master.

 

Challenge

Cristiano Piquet segurou a ponta, Daniel Paludo foi de terceiro para segundo e Marcio Mauro fez grande largada por fora, para saltar de sexto para terceiro. Rodrigo Mello e Tom Filho completavam o top5 na primeira volta.

No fim da reta, Paludo arriscou por fora, Cristiano atravessou a curva, mas voltou na frente do #89. Mas no S de alta não teve jeito de segurar, e Paludo passou para assumir a liderança. Logo atrás, Tom Filho deu o troco em Mauro e encostou em Piquet na terceira volta.

Na sétima volta, Paludo já havia aberto mais de 4s sobre Piquet, que segurava um pelotão composto por Tom Filho, Marcio Mauro e Rodrigo Mello. Quem levou a melhor foi o #11, que se aproveitou da trajetória de Tom por fora e atacou no S de baixa. Mello foi sagaz e acompanhou a manobra.

Na volta seguinte Marcio Mauro perdeu a frente do carro ao tentar ataque sobre Piquet e foi para a área de escape. Mello, novamente esperto, assumiu a vice-liderança se aproveitando do fato de Piquet ter tirado o pé para evitar contato com o carro #11. Gonzalo Huerta então entrou no top5. Em sexto, Eloi Khouri liderava na Challenge Sport com menos de um segundo de vantagem sobre Ramon Alcaraz.

Tom Filho insistiu até passar Piquet na volta 9.

Na 11ª, choque de Roberto Samed contra a barreira de pneus determinou a entrada do carro de segurança. O top10 registrava: Paludo, Mello, Tom, Piquet, Huerta, Khouri, Alcaraz, Otávio Mesquita, Mauro e Luiz Arruda.

Na relargada Paludo sustentou a ponta. Rodrigo Mello perdeu rendimento no meio da volta e teve que recolher para box. Khouri entrou no top5, mas a seguir a disputa era intensa, envolvendo Alcaraz, Mesquita e Mauro.

Na 16ª e penúltima volta, foi a vez de Tom Filho ficar lento. Com isso Mesquita entrou no top5. A ordem dos competidores na bandeirada ficou assim: Paludo, Piquet, Huerta, Khouri (com 100% de aproveitamento na Sport em 2016) e Mesquita.

 

DECLARAÇÕES DOS PILOTOS

Cup

 

Com certeza o esforço hoje foi recompensado. Chegamos muito rápido em Curitiba, desde o primeiro treino. Lideramos vários e na tomada me faltou uma volta no final, quando o Paludo e o Lico baixaram. A primeira corrida foi excelente, não me envolvi em acidente e consegui passar o Lico e terminar em segundo. Quase busquei o Paludo, mas ele vinha muito rápido e tem muita experiência, daí preferi ficar em segundo mesmo e pontuar. Na segunda bateria largando em quinto achava que tinha boa chance de pódio, daí teve um incidente na largada e fui pra terceiro, depois passei o Lico e fui acompanhando o Schneider. Ele era melhor na entrada da reta e estava difícil de passar, mas no fim infelizmente ele errou: é uma pena para ele. Daí sobrou pra mim, a zica acabou e saio de Curitiba com P1 e P2

PEDRO QUEIROLO

 

Em todas as categorias onde corri sempre pensei que é um ano para ganhar corrida e o segundo ano para ser campeão. Acho que estou no caminho certo, ganhei corrida ano passado e estou trilhando um caminho em 2016 que, se Deus quiser, vou ser campeão na Sprint.

Na segunda corrida larguei relativamente bem e fui para segundo. Na entrada da segunda volta peguei uma pocinha de água e o Queirolo me passou. Então eles abriram um pouquinho mas logo eu consegui buscar. Então começou uma falha no meu motor, que me deixou bem preocupado, com receio de não completar a corrida. Então o resultado foi muito bom, com o carro remendado, e saio com mais vantagem que eu tinha quando cheguei

LICO KAESEMODEL

 

O dia vinha muito bom até a segunda largada, que é infelizmente quando acontecem as coisas que acabam determinando a corrida toda. Acabei pegando uma placa fora da pista, que achava que era de isopor e ia estourar. Mas ficou presa no capô… De qualquer forma fiz o meu melhor e acabei em sétimo a segunda prova depois de vencer de manhã. Mas o que levo de positivo, claro, além de ganhar no mesmo dia que meu irmão, é que nas três etapas eu ganhei duas corridas e liderei ao menos uma corrida em toda etapa. Ainda tem muito campeonato pela frente e vamos continuar batalhando

MIGUEL PALUDO

 

Foi muito legal. Estava com um ritmo de voltas muito consistente desde os treinos. A punição de largar lá atrás na primeira corrida dificultou. Na primeira corrida estava conseguindo escalar o pelotão, mas rodei, fui para grama, e não tinha tempo de escalar de novo. Na segunda deu para fugir da confusão na primeira curva, depois ganhar mais três ou quatro posições na pista. Então é a primeira vitória na Sport e com o pódio na geral. Foi nota 10

ADALBERTO BAPTISTA

 

Fico contente pela liderança no campeonato da Master. Mas na corrida 2 dei azar na largada, peguei o líquido do radiador do Billi e rodei, daí fiquei muito pra trás porque não teve o safety-car. E no final ainda consegui disputar com o Hahn, foi legal

GUILHERME FIGUEIRÔA

 

Challenge

 

Vencer é muito gostoso e ainda mais hoje com o Miguel ganhando a primeira prova do dia, então a dobradinha em família é muito legal. Não consegui treinar no seco e tinha dúvida sobre como seria o desempenho hoje, mas meu carro estava muito bem acertado para andar rápido com slick

DANIEL PALUDO

 

Hoje eu tive que trabalhar muito. Pela primeira vez senti os 50 quilos de lastro. Perdi o bigode do carro numa disputa e então meus adversários ficaram muito mais rápidos. Foi uma sorte sair daqui com o troféu de segundo lugar ainda

CRISTIANO PIQUET

 

Foi uma etapa bem difícil, com a chuva de ontem. Classifiquei em quinto, o que não foi muito bom, mas na corrida consegui manter o ritmo e estava bem rápido. Então fico feliz pelo terceiro lugar e sigo em segundo no campeonato

GONZALO HUERTA

 

Foi muito emocionante. Larguei em oitavo porque fiz o quali com um pneu meio velho. Só queria fazer bem a primeira curva, então tive sorte de me encaixar bem e fui passando. Tenho que agradecer o pessoal todo da minha equipe, que ajudou bastante e fico muito contente em estar aqui

ELOI KHOURI

 

Foi a última etapa aqui em Curitiba e eu estava triste depois do quali. Pensei que não ia levar meu troféu. Então fiz minha oração, me concentrei. Então saí de 16º para quinto, então passei bons carros aí. Claro que tive alguns pequenos contatos, mas sempre dentro da ética da competição. Em termos de ultrapassagens foi a melhor corrida da minha vida. Este ano para mim na Porsche está sendo um presente especial. Estou muito emocionado e vou colocar esse troféu em um lugar de destaque, porque é o último de Curitiba

OTÁVIO MESQUITA

 

Meu motor já começou a falhar e quando deu o safety torci para ele ficar até o fim da prova, o que daria para marcar bons pontos. Mas então a corrida relargou e não tinha como competir mais. Uma pena, porque são pontos que vão fazer falta no campeonato

RODRIGO MELLO

 

Fico muito contente em voltar a este evento, que eu adoro. Hoje infelizmente tive um pneu furado no finalzinho, quando já estava trazendo pra casa o carro na segunda posição

TOM FILHO

 

Meu primeiro pódio! Não consigo nem descrever a emoção desse negócio! A melhor coisa que fiz na minha vida foi participar desse evento, dessa categoria. Finalmente na terceira corrida busquei meu primeiro troféu: foi difícil, foi suado… Mas foi maravilhoso

ROUMAN ZIEMKIEWICZ

 

Tive que usar a cabeça hoje. Foi uma corrida de inteligência, em que eu não me afobei. Passava os adversários e não olhava mais para trás. Vinha na referência dos concorrentes: eles faziam “zigue”, eu fazia “zague” e ia encurtando a margem. Fui passando um por um, tive alguma dose de sorte e estou muito contente. Foi ótimo resultado e bom para o campeonato também

CHRISTIAN GERMANO

 

Funcionou tudo muito bem hoje. Vim com um ritmo de corrida bem legal, no mesmo ritmo dos cinco da frente. Perdi o quinto lugar no geral por um detalhe, porque o Tom acabou me atrapalhando e o Mesquita inteligentemente passou. Mas foi uma bela corrida e tira aquela memória de angu de caroço da Argentina. Muito bom, estamos no campeonato de novo

RAMON ALCARAZ

 

RESULTADOS

Cup 1

1. Miguel Paludo, 19 voltas em 27min36s816

2. Pedro Queirolo, a 1s009

3. Ricardo Baptista, a 8s880

4. Lico Kaesemodel, a 15s561

5. Marcelo Hahn (S), a 16s037

6. Daniel Schneider, a 16s864

7. Maurizio Billi (M), a 26s118

8. Guilherme Figueirôa (M), a 26s514

9. Carlos Ambrósio (S), a 36s760

10. JP Mauro, a 38s427

11. Adalberto Baptista (S), a 46s324

12. Marcio Basso (S), a 46s582

13. Paulo Pomelli (M), a 8 voltas

 

Cup 2

1. Pedro Queirolo, 20 voltas em 27min27s331

2. Lico Kaesemodel, a 6s386

3. Daniel Schneider, a 20s011

4. Adalberto Baptista (S), a 26s088

5. Ricardo Baptista, a 35s897

6. Carlos Ambrósio (S), a 35s941

7. Miguel Paludo, a 45s642

8. Marcio Basso (S), a 59s541

9. Guilherme Figueirôa (M), a 1min08s077

10. Marcelo Hahn (S), a 2 voltas

11. JP Mauro, a 15 voltas

12. Paulo Pomelli (M), a 15 voltas

13. Maurizio Billi (M), a 20 voltas

 

Challenge

1. Daniel Paludo, 18 voltas em 27min19s610

2. Cristiano Piquet, a 4s045

3. Gonzalo Huerta, a 7s959

4. Eloi Khouri (S), a 8s744

5. Otavio Mesquita, a 10s053

6. Ramon Alcaraz (S), a 11s482

7. Marcio Mauro, a 12s497

8. Christian Germano (S), a 12s905

9. Rouman Ziemkiewicz (S), a 18s653

10. Mauricio Salla (S), a 23s609

11. Guilherme Reischl (S), a 35s322

12. Dario Giustozzi (S), a 42s792

13. Tom Filho, a 1 volta

14. Luiz Arruda (S), a 1 volta

15. Luiz Fernando Elias (S), 2 voltas

16. Rodrigo Mello, a 5 voltas

17. Roberto Samed (S), a 9 voltas

 

CLASSIFICAÇÕES

Cup

1. Lico Kaesemodel, 102 pontos

2. Miguel Paludo, 88

Ricardo Baptista, 88

4. Daniel Schneider, 77

5. JP Mauro, 58

6. Pedro Queirolo, 56

7. Guilherme Figueirôa, 49

8. Esteban Gini, 40

9. Carlos Ambrósio, 39

10. Maurizio Billi, 38

11. Adalberto Baptista, 34

Marcio Basso, 34

13. Eduardo Azevedo, 30

Marcelo Hahn, 30

15. Tom Valle, 26

Marcel Visconde, 26

17. Marcelo Stallone, 8

18. Fabio Alves, 7

19. Cláudio Dahruj, 6

20. Gil Farah, 5

Paulo Pomelli, 5

 

Cup Sport

1. Marcio Basso, 51 pontos

2. Carlos Ambrósio, 45

3. Adalberto Baptista, 34

4. Marcelo Hahn, 33

5. Gil Farah, 8

 

Cup Master

1. Guilherme Figueirôa, 56 pontos

2. Maurizio Billi, 48

3. Tom Valle, 22

4. Paulo Pomelli, 18

5. Marcelo Stallone, 11

6. Fábio Alves, 10

7. Cláudio Dahruj, 9

 

Challenge

1. Cristiano Piquet, 58 pontos

2. Gonzalo Huerta, 52

3. Daniel Paludo, 44

4. Otavio Mesquita, 42

5. Eloi Khouri, 38

6. Rodrigo Mello, 32

7. Christian Germano, 26

8. Daniel Corrêa, 22

9. Márcio Mauro, 21

10. Ramon Alcaraz, 19

11. Luiz Fernando Elias, 15

12. Roberto Samed, 14

Rouman Ziemkiewicz, 14

14. Guilherme Reischl, 12

15. Luiz Arruda, 11

Dario Giustozzi, 11

17. Beto Leite, 10

18. Mauricio Salla, 9

19. Juan Manuel Freddi, 4

20. Tom Filho, 3

21. Carlos Larrain, 2

22. João Lemos, 1

Bob Borowicz, 1

24. Alcides Amaral, 0

Francisco Horta, 0

 

Challenge Sport

1. Eloi Khouri, 30 pontos

2. Christian Germano, 18

3. Ramon Alcaraz, 16

4. Roberto Samed, 11

5. Luiz Fernando Elias, 10

6. Luiz Arruda, 9

Guilherme Reischl, 9

8. Rouman Ziemkiewicz, 8

9. Beto Leite, 7

Dario Giustozzi, 7

Mauricio Salla, 7

12. Juan Manuel Freddi, 2

13. Alcides Amaral, 0

João Lemos, 0

Francisco Horta, 0

EB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.