Indy movimenta R$ 80 milhões em São Paulo

Anhembi - São Paulo

A Itaipava São Paulo Indy 300 Nestlé, que acontece no próximo domingo (5), chega a sua quarta edição já firmada como um dos principais eventos da cidade de São Paulo, mundialmente conhecida por ser o centro financeiro do país. Por essa razão, a cidade atrai investimentos e sedia centenas de congressos, feiras e competições esportivas durante todo o ano.

De acordo com a São Paulo Turismo (SPTuris), órgão que centraliza as informações sobre o segmento na cidade, a edição de 2012 da prova foi vista ao vivo por 60 mil pessoas durante os dois dias do evento, gerando uma movimentação de R$ 80 milhões. Em média, cada visitante gasta cerca de R$ 1.240 durante a estada na capital (alimentação, hospedagem, compras, alimentação, transporte e lazer).

O perfil do público é majoritariamente masculino (83,6%), grande parte em uma faixa etária que varia entre 30 e 39 anos (29,1%). 43,4% têm ensino superior e 28% das pessoas que vêm a São Paulo curtir a tecnologia e a velocidade da Fórmula Indy possuem renda média de seis a dez salários mínimos.

Segundo a SPTuris, o gasto médio do público no Parque Anhembi é de R$ 278, divididos em alimentação e bebidas (25%), produtos licenciados nas lojas espalhadas pelos setores da pista (50%) e o restante com estacionamento ou transporte coletivo e táxi, entre outros itens.

Turistas - A pesquisa também constatou que 99,2% das 60 mil pessoas que estiveram no evento no ano passado eram brasileiros; 58,4% eram paulistanos; 13,3%, moradores da Grande São Paulo, e 28,3% vieram de outras cidades.

Dos 30% de turistas, somados os estrangeiros e as pessoas de fora da capital, a permanência média na cidade foi de 2,7 dias, movimentando a rede hoteleira paulistana. Metade deste público chegou a São Paulo fazendo uso de viagem aérea, gerando um gasto médio por pessoa de R$ 1.240.

Outro grande estímulo ao público é a vida noturna paulistana com sua variedade de bares, discotecas e uma verdadeira miscelânea culinária que é vista em poucos lugares do planeta. Quarenta por cento dos turistas se programa para permanecer na cidade além do período do evento.

Os R$ 80 milhões gerados para a cidade em menos de três dias são a contraparte de um investimento municipal de R$ 12 milhões anuais em promoção turística, apoio institucional, manutenção de vias e divulgação da cidade de São Paulo. Além do retorno prático, há também a visibilidade, um ganho intangível: transmitida para cerca de 200 países, a corrida da Fórmula Indy em São Paulo gera um retorno de mídia estimado superior a R$ 430 milhões, projetando a cidade para todo o mundo, atraindo novos interessados em visitar a capital ou até mesmo em realizar investimentos.

São Paulo é considerada uma espécie de capital do automobilismo mundial, por ser a única cidade do planeta que recebe três de algumas das principais categorias do planeta: além da Indy, recebe também a Fórmula 1 e uma etapa do Campeonato Mundial de Endurance (FIA WEC).

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que contenham ofensas não serão aprovados pelo moderador.