Greve dos caminhoneiros afeta categorias nacionais

Raijan Mascarello

A programação da etapa paulista do Mercedes Challenge desta sexta-feira teve que ser adiada por conta da paralisação nacional dos caminhoneiros. Dois motivos motivaram o adiamento: o primeiro deles foi a não chegada do combustível para abastecer os carros. O segundo, é que muitos caminhões das equipes ainda estão na estrada aguardando a liberação do movimento.

“Fico triste por não poder acelerar, mas acho que o movimento é muito válido para que possamos mudar alguma coisa neste país e mostrar que as pessoas estão insatisfeitas com os altos impostos e com a administração pública no geral”, disse o piloto mato-grossense Raijan Mascarello, da equipe Mottin, que está com seu caminhão parado na região de Criciúma (SC).

O combustível para os carros já está em São Paulo, porém, com o caminhão bloqueado na região de acesso às marginais. A organização do evento está trabalhando com diversas possibilidades para manter a mesma quantidade de treinos, porém, passando toda a programação para o sábado. Até o momento, a corrida do domingo está confirmada.

CATEGORIA SUPERBIKE NÃO CORRERÁ EM CURITIBA

A Organização do SBK Brasil exauriu até o final desta sexta-feira (25) todas as possibilidades de manter a realização da corrida da categoria SuperBike Pro. Entretanto, em decorrência dos movimentos que seguem pelo país, 14 dos 15 times da categoria não conseguiram chegar ao Autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais (PR). Até esse momento, todos se encontram presos nas estradas.

Organização, pilotos, equipes e patrocinadores optaram por aguardar a eventual liberação das rodovias até o final desta sexta, o que permitiria que as equipes se deslocassem durante essa madrugada e chegassem a Curitiba na manhã do sábado (26). Com a manutenção dos bloqueios, chegou-se a conclusão de que não existe mais tempo hábil. Não obstante, a categoria SBK Pro demanda um nível de estrutura a qual não poderia ser provida, como captação de imagem para transmissão para a SporTV, entre outros itens.

Essa decisão ainda se restringe somente a categoria SBK Pro. Todas as outras 7 categorias do evento estão mantidas, já que mais de 100 pilotos, que se deslocam em veículos menores, pick-ups, ou carros como carretas, conseguiram chegar a Curitiba e treinaram normalmente nesta sexta.

Para manter o número de pontos em jogo na categoria SBK, será incluída uma rodada dupla a ser divulgada em uma etapa já prevista no calendário 2018 da competição.

Na manhã deste sábado, organização e pilotos presentes destas outras categorias que não a SBK Pro irão se reunir para discutir a programação e planejamento a ser seguido, já que outros problemas precisam ser sanados, como falta de combustível e ausência de pneus, que também estão presos na estrada.

EB - www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.