Fernanda de Lima: 600

f1-Williams-600-gps

Williams comemora 600 GPs de F1

Depois de três semanas após o GP do Canadá, a F1 chega a Grã-Bretanha para a disputa da oitava prova da temporada. Esse será um fim de semana pra lá de especial para uma das onze equipes do grid.

No domingo, a Williams alcançará a marca de 600 GPs na F1; e pra celebrar, a equipe inglesa, além de estampar o número em seus dois carros, vai gravar o nome de todos os seus 691 funcionários. Achei sensacional! Pena que não dá pra sonhar com uma vitória pra coroar essa bela marca…

Até agora, os atuais donos dos cockpits da escuderia inglesa não somam nenhum ponto no campeonato. O estreante Valtteri Bottas e Pastor Maldonado andam em pé de igualdade na Williams, e não são exatamente culpados pelo mau desempenho na temporada.

O FW35 em pouco lembra os grandes carros campeões da Williams, um modelo previsível e desequilibrado, que como diria Pastor Maldonado não consegue “trabalhar a frente com a parte traseira”. O único bom sinal da equipe fundada por Frank Williams e Patrick Head nesse 2013 foi certamente a terceira colocação do jovem Bottas nos treinos pro GP de Montreal. Não acabou resultando em pontos, mas com esse carro é um resultado a se “esperançar”.

Se isso fosse futebol, eu estaria bastante identificada com o momento vivido pela Williams. É aquele time grande, multi-campeão, mas que foi rebaixado e luta para voltar a ser o bicho-papão. A camisa ainda pesa, mas é bom que os resultados comecem a surgir, pois sei bem que só a camisa não segura o tranco. Assim como o meu time, a Williams necessita de resultados para não cair no esquecimento, para não viver somente do passado glorioso.

A diretora da Williams, Claire Williams, garante que o trabalho está sendo feito e que bons resultados virão. Mais um ponto em comum com o meu time do coração (porque se fosse pela razão, eu já teria desistido). Se 2013 é o pior início de temporada da equipe, os (pelo menos) últimos cinco anos também não foram nada agradáveis. Em 2012, a equipe somou apenas 76 pontos, terminando a temporada em oitavo lugar, em 2011 em nono, em 2010 em sexto, em 2009 em sétimo e em 2008 em oitavo. Nesses últimos tenebrosos cinco anos, a Williams, dona de 16 títulos mundiais, nove de construtores e sete de pilotos, venceu apenas uma vez, com Pastor Maldonado no GP espanhol do ano passado.

Claire Williams certamente tem um trabalho árduo pela frente para fazer brilhar novamente uma equipe que levou ao topo nomes como Keke Rosberg, Nelson Piquet, Alain Prost e Damon Hill.

Um videozinho pra arrepiar e torcer pela volta por cima. #VemProTopo Williams, lugar do qual jamais deveria ter saído, assim como o meu time :)

Fernanda de Lima

Leia e comente outras colunas de Fernanda de Lima

AS - www.autoracing.com.br

Tags
, ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.