F1 – Wolff: Montreal prova que o tempo da Mercedes no topo acabou

Toto Wolff

O chefe da Mercedes, Toto Wolff, diz que o resultado do GP do Canadá mostra que a sua equipe já não desfruta de qualquer vantagem clara no campeonato mundial de Fórmula 1.

Montreal tem sido uma área de caça feliz para a Mercedes no passado, tendo vencido as últimas três corridas consecutivas.

Mas esse não foi o caso no domingo, quando Sebastian Vettel dominou a corrida. Ele liderou Valtteri Bottas da pole até a bandeira quadriculada para entregar a primeira vitória da Ferrari no Circuito Gilles Villeneuve desde 2004.

A Red Bull também esteve muito presente, com Max Verstappen e Daniel Ricciardo vencendo o seis vezes ganhador de Montreal, Lewis Hamilton.

Wolff admitiu que o resultado foi “um grande alerta para todos os membros da equipe”.

“Nós viemos para Montreal esperando que nosso carro fosse realmente forte. E nós estamos saindo vendo que nós não estamos onde nós pensamos que deveríamos estar”.

“Você não pode vir para Montreal e pensar que vai ser um passeio no parque, porque esse é o tipo de alerta que você recebe”.

“É uma luta de três, seis carros que podem ganhar corridas. Você não pode dar nada como garantido”, disse Wolff. “De alguma forma, este ano as margens se tornaram muito apertadas: cinco carros em um décimo”.

“É por isso que o campeonato deste ano será decidido pelos que cometerem menos erros”, destacou.

IB - www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.