F1 – Wolff minimiza sugestões de favorecimento a Hamilton

Nico Rosberg e Lewis Hamilton

Toto Wolff minimizou as sugestões de que a Mercedes não tratou seus pilotos com igualdade durante o GP do Canadá.

Durante a prova de Montreal, Peter Bonnington, engenheiro de Lewis Hamilton, disse ao britânico que Rosberg não tinha problemas com o consumo de combustível, mas que a situação dos freios do alemão estava “crítica”.

No entanto, quando Rosberg fez uma pergunta sobre o estado do carro de Hamilton, seu engenheiro Tony Ross disse que não podia responder. De fato, qualquer ajuda de pilotagem pelo rádio agora está banida da Fórmula 1.

Porém, o comentarista alemão Christian Danner declarou ao jornal Bild que a informação de Bonnington para Hamilton deu “uma clara vantagem competitiva” ao britânico. Outro ex-piloto e comentarista, Marc Surer, concordou que Bonnington entrou em uma “zona cinzenta” em termos das regras de rádio.

Quando lhe perguntaram se o episódio poderia indicar um favorecimento a Hamilton, Wolff insistiu: “Nós já esclarecemos o assunto internamente. A declaração do engenheiro de Lewis não teve impacto na corrida. Eu afirmo mais uma vez: os pilotos têm um tratamento absolutamente igual”.

 

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.