F1 – Wolff: Hamilton só será reconhecido depois de aposentar

Lewis Hamilton

O chefe da equipe Mercedes, Toto Wolff, acredita que Lewis Hamilton não será totalmente valorizado até que ele tome a decisão de se aposentar da categoria. Hamilton conquistou seu quinto campeonato no ano passado, seu quarto com a Mercedes.

O britânico é o mais bem-sucedido de todos os tempos da Fórmula 1 em classificação e está se aproximando dos recordes de Michael Schumacher. Em 2019, Hamilton pode matematicamente bater o recorde de vitórias do alemão – mas terá que vencer em 18 das 21 corridas para fazê-lo.

“Só vamos perceber quando ele se aposentar um dia”, disse Wolff ao jornal do oriente médio The National. “Nós tendemos a nunca reconhecer o ótimo desempenho de alguém enquanto isso acontece”.

“Estamos sempre cheios dos tipos de pessoas que se aposentam ou morrem. Mas eles nunca estão dizendo: ‘Esse cara é realmente inacreditável, estamos vivos para testemunhar um desempenho excepcional’. Acho que devemos reconhecer isso enquanto ainda estamos correndo”.

O atual recorde de vitórias de Schumacher está em 91 vitórias. No ano passado, Hamilton estendeu seu contrato com a Mercedes que o mantém na equipe até pelo menos o final da temporada de 2020. A Mercedes lançará seu novo carro no dia 13 de fevereiro.

IB - www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.