F1 – Wolff: Ferrari está abrindo uma “lata de minhocas”

Mattia Binotto e Toto Wolff

Toto Wolff advertiu que, embora ele entenda o uso de ordens de equipe pela Ferrari na China, eles correm o risco de “abrir uma lata de minhocas”.

A equipe italiana pediu que Charles Leclerc deixasse Sebastian Vettel passá-lo, devolvendo a posição perdida na largada. A Ferrari usou ordens de equipe nos três GPs de 2019.

“É uma situação complicada, claro, porque você gostaria de ter o carro mais rápido e caçar os adversários”, disse Wolff. “Sebastian disse que tinha o carro mais rápido naquele estágio, então eles reverteram a ordem. Posso entender isso de alguma forma”.

“No entanto, quando começam a fazer estas coisas, torna-se muito complicado, porque se abre um precedente e uma lata de minhocas, e depois em todas as corridas o carro que está atrás pode dizer que está mais rápido”, explicou.

A Mercedes usou táticas semelhantes com Hamilton e Bottas no final de 2018, mas Wolff também recordou os dias de Hamilton e Rosberg como uma razão para a sua simpatia para com os seus rivais.

“Não é uma situação fácil. Estivemos lá com o Nico e o Lewis, e estivemos lá também com o Valtteri e o Lewis,” comentou. “Tivemos hoje uma situação em que eles se estavam pressionando muito um ao outro, correndo o risco de não terminarem a corrida”.

“Por isso não é um problema só da Ferrari. Todas as equipes têm esse problema se tiverem dois pilotos alfa”, concluiu o chefe da Mercedes.

EB - www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.