F1 – Vettel conquista primeira vitória do ano em Cingapura

Sebastian Vettel

Sebastian Vettel conquistou sua primeira vitória na Fórmula 1 em mais de um ano, enquanto Charles Leclerc criticou uma decisão da Ferrari que ele não considerou “justa” no GP de Cingapura.

Largando na pole position, Leclerc liderou as primeiras voltas da prova, mas perdeu a posição para Vettel quando a Ferrari chamou o alemão – que estava em terceiro no começo – para seu pit-stop antes.

Vettel converteu essa vantagem em seu primeiro triunfo da temporada, o primeiro desde o GP da Bélgica de 2018.

Após receber uma ordem para poupar seu motor a 15 voltas do final, a resposta de Leclerc para a Ferrari incluiu: “Eu só não acho justo, mas não farei nada estúpido”.

Max Verstappen, (Red Bull) completou o pódio, enquanto Lewis Hamilton (Mercedes) caiu de segundo para quarto depois de fazer o primeiro stint mais longo entre os primeiros colocados.

A corrida teve três períodos de safety car. O primeiro ocorreu quando Romain Grosjean e George Russell colidiram e o piloto da Williams foi jogado no muro da saída da curva 8 na volta 36.

A segunda entrada do safety car veio apenas três voltas após a relargada, quando Sergio Perez ficou parado na reta entre as curvas 10 e 11 com um problema desconhecido.

A terceira e última neutralização aconteceu depois que Daniil Kvyat bateu em Kimi Raikkonen na primeira curva na volta 50, quebrando a suspensão dianteira esquerda da Alfa Romeo e provocando o abandono imediato do finlandês.

Com a dupla da Ferrari seguindo tranquila rumo à dobradinha, Hamilton pressionou Verstappen nas últimas voltas, mas o holandês se manteve firme e garantiu o pódio. Valtteri Bottas (Mercedes) foi o quinto e Alex Albon (Red Bull) em sexto.

Lando Norris obteve uma excelente sétima posição para a McLaren. Ele assumiu a ponta do pelotão intermediário depois que seu companheiro de equipe Carlos Sainz e Nico Hulkenberg (Renault) bateram na primeira volta.

Pierre Gasly (Toro Rosso) foi recompensado com o oitavo lugar após uma boa atuação, fazendo um primeiro stint longo e uma ultrapassagem ousada por fora sobre Kevin Magnussen após uma relargada.

Hulkenberg se recuperou do incidente com Sainz para terminar em nono, à frente de Antonio Giovinazzi (Alfa Romeo) – que liderou brevemente quando os pilotos de ponta pararam graças a um primeiro stint longo.

Classificação da prova:

Pos. Piloto Equipe Voltas Tempo/dif.
1 Sebastian Vettel Ferrari 61 1h58m33.667s
2 Charles Leclerc Ferrari 61 2.641s
3 Max Verstappen Red Bull/Honda 61 3.821s
4 Lewis Hamilton Mercedes 61 4.608s
5 Valtteri Bottas Mercedes 61 6.119s
6 Alexander Albon Red Bull/Honda 61 11.663s
7 Lando Norris McLaren/Renault 61 14.769s
8 Pierre Gasly Toro Rosso/Honda 61 15.547s
9 Nico Hulkenberg Renault 61 16.718s
10 Antonio Giovinazzi Alfa Romeo/Ferrari 61 17.855s
11 Romain Grosjean Haas/Ferrari 61 35.436s
12 Carlos Sainz Jr. McLaren/Renault 61 35.974s
13 Lance Stroll Racing Point/Mercedes 61 36.419s
14 Daniel Ricciardo Renault 61 37.660s
15 Daniil Kvyat Toro Rosso/Honda 61 38.178s
16 Robert Kubica Williams/Mercedes 61 47.024s
17 Kevin Magnussen Haas/Ferrari 61 1m26.522s
18 Kimi Raikkonen Alfa Romeo/Ferrari 49 colisão
19 Sergio Perez Racing Point/Mercedes 42 abandono
20 George Russell Williams/Mercedes 34 colisão

 

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.