F1 – Verstappen: Red Bull pressionou a Honda por mais potência

Max Verstappen

Max Verstappen evitou uma pergunta sobre seu futuro dizendo que Red Bull e Honda precisam continuar “progredindo”.

O holandês acabou com a sequência de oito vitórias consecutivas da Mercedes em 2019 após vencer o GP da Áustria, apesar das especulações de que ele poderia sair da equipe graças a uma cláusula de desempenho em seu contrato.

“Sim, nós conseguimos um bom progresso naquela semana”, declarou Verstappen ao jornal De Telegraaf antes do GP da Inglaterra. “As atualizações do carro funcionaram bem, mas também tivemos mais potência”.

Verstappen afirmou que a Red Bull pediu com sucesso para a Honda liberar mais potência de sua especificação atual do motor.

“Nós dissemos à Honda que já sabíamos que seríamos penalizados por uma troca extra de motor, portanto poderíamos arriscar um pouco mais na classificação. Não demos socos na mesa porque creio que não é a atitude correta com os japoneses”.

“Também é lógico que eles sejam cautelosos depois dos anos difíceis com a McLaren. Mas nós dissemos ‘por favor, não vamos passear o ano inteiro como fizemos na França’. Na classificação, o motor foi ajustado mais agressivamente e tivemos mais potência”.

Agora, Verstappen diz que a Red Bull-Honda precisa continuar se esforçando a fim de mantê-lo no futuro.

“Nós precisamos continuar o desenvolvimento, tanto do carro quanto do motor. Eu realmente não estou pensando no futuro. Sinto-me muito bem na equipe, mas é claro que deve haver algum progresso. Depende do que teremos pela frente”.

“Eu não estou pensando apenas em 2020, mas nos anos seguintes. Espero que possamos nos aproximar ainda mais com um novo motor Honda”, concluiu Verstappen.

 

LS - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.