F1 – Toro Rosso gastou mais de 2 milhões de euros em 2018 por acidentes

Toro Rosso

A Toro Rosso gastou mais de € 2 milhões por causa de uma série de acidentes que seus pilotos sofreram durante a temporada de 2018 da Fórmula 1.

A equipe júnior da Red Bull terminou seu primeiro ano com a Honda em nono lugar no campeonato de construtores depois de marcar 33 pontos, obtendo o melhor resultado um quarto lugar de Pierre Gasly.

O chefe da equipe Toro Rosso, Franz Tost, revelou que o extremo oposto de sua sorte foram várias batidas custosas, incluindo acidentes na primeira volta de Gasly na Espanha e Brendon Hartley no Canadá.

“Tivemos destaques nesta temporada e algumas corridas que não foram boas”, disse Tost à Autosport.

“Os destaques foram bastante claros, quando Gasly terminou em quarto no Bahrain, o que foi uma corrida forte, e ele fez uma corrida muito boa também em Mônaco [sexto lugar] e em Budapeste, onde terminou em sexto lugar”.

“Spa foi uma boa corrida, porque não esperávamos terminar nos pontos lá, mas terminamos em nono e no México, onde terminou em décimo”.

“Então tivemos muitos acidentes. Este ano gastamos 2,3 milhões de euros apenas em acidentes. O forte acidente entre Gasly e [Romain] Grosjean em Barcelona, e Gasly não conseguiu fazer nada e o acidente com Ocon [na primeira volta] na França”.

“Em seguida, o forte acidente com [Lance] Stroll e Hartley no Canadá, a situação em Silverstone [onde Hartley teve um enorme acidente no TL3 após falha de suspensão]”.

“Em Monza, Brendon foi tocado por Stoffel Vandoorne e por Marcus Ericsson, ambos antes mesmo da primeira curva”.

“Isso não foi muito bom”.

IB - www.autoracing.com.br

Tags
, , , , , , , , , ,

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.